A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
PARÂMETROS DO TENS, FES, RUSSA, ULTRASSOM E LASER

Pré-visualização | Página 1 de 1

TENS 
Convencional 
Fase aguda: analgesia pela teoria das Comportas da dor 
 Frequência: 50Hz a 100Hz 
 Largura de pulso: 40us a 80us 
 Frequência Otimizada: 80Hz 
 Tempo Analgesia: 20min a 2h 
 
Breve/intensa 
Fase aguda (analgesia pela ativação de aferentes cutâneos A-delta) 
 Frequência: 50Hz a 150Hz 
 Largura de pulso: 150us 250us 
 Tempo de aplicação: 15min 
 Tempo Analgesia: Durante aplicação 
 
BURST 
Fase Crônica (Analgesia pela liberação de beta-endorfinas) 
 Frequência: 1 a 2Hz/2 a 5Hz 
 Largura de pulso: 100us a 200us 
 Tempo Aplicação: 30 a 40min 
 Início analgesia: 10 a 30min 
 
ACUPUNTURAL 
Fase Crônica (Analgesia pela ativação de aferentes cutâneos A-delta) 
 Frequência: < 10Hz 
 Frequência Otimizada: 1 a 4Hz 
 Largura de pulso: 150us a 250us 
 Tempo Aplicação: 2 a 6 horas 
 Início analgesia: 30min a 1h 
 
INDICAÇÕES 
 Dores agudas e crônicas de causa diagnosticada; 
 Pós-Operatório; 
 Parto; 
 Dores fantasmas; 
 Dores viscerais. 
 
CONTRA-INDICAÇÕES 
 Pacientes com dor não diagnosticada; 
 Pacientes com baixa compreensão; 
 Pacientes com alterações sensitivas; 
 Sobre região de marcapasso; 
 Região anterior do pescoço; 
 Sobre útero gravídico. 
 
FES 
 Frequência: < 50Hz 
 Largura de pulso: Até 250us 
 Tempo de subida (rise): milissegundos 
 Tempo ON: em segundos 
 Tempo de Descida (Decay): milissegundos 
 Tempo OFF: Em segundos 
 
 
•Síncrono: todos os canais estão funcionando ao mesmo tempo. P/ grupos musculares isolados, 
contração do agonista. 
•Recíproco: funcionando de forma alternada; um de cada vez. P/fortalecimento isotônico de 
agonista e antagonista 
Estimula os 2 tipos de fibras musculares: 
•30-40Hz – fibras tônicas (I–inervadas por pnos MN) 
•60-80Hz – fibras fásicas (II – inervadas por gdes MN) 
•100-150Hz – potencialização muscular -2a10 Hz aquecimento muscular (↑circulação). 
•Na contração voluntária: recrutamento 1º as fibras I e dp fibras II. Recrutamento de unidades 
motoras: das menores p/maiores; 
 
INDICAÇÕES 
 Facilitação Neuromuscular; 
 Substituição Órtica; 
 Controle da espasticidade; 
 Paraplegias, parapesias (hemiplegias, lesão medular etc); 
 Hipotrofia por desuso; 
 Esclerose múltipla. 
 
CONTRA-INDICAÇÕES 
 Lesões nervosas periféricas; 
 Inflamações articulares em fase aguda; 
 Espasticidade grave; 
 Eixo do marcapasso; 
 Miopatias que impedem a contração muscular; 
 Denervação. 
 
 
CORRENTE RUSSA 
Indicações 
 Fortalecimento muscular; 
 Relaxamento muscular; 
 Drenagem de edemas; 
 Controle da dor aguda e crônica; 
 Recuperação de tônus muscular; 
 Fortalecimento de esfíncter externo. 
 
Contra-indicações 
 Fraturas não consolidadas; 
 Lesões musculares, tendinosas e ligamentares; 
 Inflamações articulares em fase aguda; 
 Miopatias com denervação; 
 Espasticidade (exceto em casos para treinos funcionais) 
 
Parâmetros 
 Frequência portadora: 2500Hz 
 Frequência de modulação: 10 a 150Hz 
 Intensidade: 0 a 150mA 
 Tempo ON: 1 a 30seg 
 Tempo OFF: 1 a 30seg 
 
Emissão da corrente 
Modo sincronizado: todos os canais ao mesmo tempo. 
Modo recíproco: lado agonista e depois antagonista 
Modo sequencial: corrente sequencialmente com objetivo de drenagem 
Modo contínuo: todos canais de forma ininterrupta 
 
 
Fibras musculares e como estimular 
 Tônicas, intermediárias e fásicas. 
 Tipo I, tipo IIa e tipo IIb 
 Vermelhas e brancas 
Fibras tônicas: 20Hz e 30Hz 
Fibras Fásicas: 50Hz a 150Hz 
 
ULTRASOM 
Modo Pulsado – Fase Aguda – Efeito Mecânico 
Modo Contínuo – Fase Crônica – Efeito Térmico 
1MHz: 3 a 4cm de profundidade da onda 
3MHz: 1 a 2cm de profundidade da onda 
 
Dosimetria do Ultrassom 
 Modo contínuo: 0,3W/cm² a 0,7/cm² 
 Modo Pulsado: 0,7W/cm² a 1,2W/cm² 
 Tempo mínimo de 3min 
 Tempo máximo de 15min 
Técnicas de aplicação do Ultrassom 
 Contato direto do cabeçote com a pele do paciente; 
 Subaquática; 
 Com bolsas de água; 
 Fonoforese; 
 Reflexo segmentar. 
 
Exemplo de utilização do cálculo da ERA 
Ex: 
Área a ser tratada: 10cm de comprimento de 4cm de largura. 
Tamanho da ERA do Ultrassom: 5cm² 
Então: 
Área/ERA = 40cm²/5cm² 
8 minutos de aplicação 
Efeitos Fisiológicos: 
 Aumento da permeabilidade da membrana; 
 Vasodilatação na área tratada; 
 Liquifazer edemas crônicos; 
 Efeitos sobre nervos periféricos; 
 Aumento na síntese de colágenos, proteínas e fibroblastos. 
 
Efeitos Terapêuticos do ultra-som 
 Anti-inflamatório; 
 Analgésico; 
 Regeneração tissular e reparo de tecidos; 
 Relaxamento muscular; 
 Regeneração Óssea. 
 
LASER 
Tipos: 
 Laser de Hélio-Neônio (HeNe); 
 Laser de Arsenieto de Gálio (AsGa); 
 Laser Arsenieto da Gálio-Alumínio (AsGaAl); 
 Laser Índio Gálio Alumínio Fósforo (InGaAIP). 
Obs: Atualmente estão sendo usados aparelhos que emitem radiação luminoso com o uso de 
LEDS. 
Dosimetria 
 Ação antinflamatória: 1 a 3J/cm² 
 Ação circulatória: 1 a 3J/cm² 
 Ação antálgica: 2 a 4J/cm² 
 Ação regenerativa: 3 a 6J/cm² 
Indicações 
 Em Traumato-Ortopedia: Afecções na ATM; Torcicolo; Cervicalgia; Lombalgia; 
Lombocialtagia; Luxações; Subluxações; Tendinite supraespinhoso etc. 
 Traumas musculares: Rupturas parciais ou totais de fibras. 
 Traumas com fraturas: Consolidação óssea; redução de aderências. 
 Bursite; Artrose do ombro; Cervicoartrose; Lupus eritematoso; Herpes-Zoster; 
Hemorróidas. 
 Erosões benignas do colo do útero; Otites (com fibra ótica); Afecções na próstata; 
Neuralgia do trigêmeo; Úlceras de decúbito; Estética (Estrias, celulite e acne). 
Cuidados e precauções do Laser 
 A irradiação sobre glândulas; 
 Paciente fazendo uso de corticoesteróides; 
 Nas aplicações em mamas (Observar nódulos); 
 Paciente e terapeuta protegidos com óculos de proteção visual. 
 
Contra-indicações do Laser 
Irradiação sobre massas neoplásicas e carcinoma; 
Irradiação direta sobre a retina; 
Irradiação sobre focos de infecção bacteriana; 
Áreas de hemorragia.