Exercícios+GA

Disciplina:Projetos Complementares: Instalações Hidrossanitário14 materiais121 seguidores
Pré-visualização1 página
Exercícios a respeito dos conteúdos do Grau A
Exercício 01: Calcule a perda de carga no trecho a seguir apresentado, com um total de 17 m de comprimento, em
PVC, com vazão igual a 2,3 L/s e diâmetro nominal igual a 40 mm. Considere que o trecho está em um mesmo
plano horizontal.

Exercício 02: Explique por que a máxima vazão que pode passar através de uma tubulação em PVC DN 75mm,
para pressões de trabalho até 40 mca, é da ordem de 10,5 L/s.
Exercício 03: Determine a mínima pressão dinâmica e a pressão estática no chuveiro, considerando o NA mínimo
coincidindo com a saída do reservatório.

ATIVIDADE ACADÊMICA:
70005 – Instalações Hidrossanitárias para Arquitetura
100528 – Projeto de Instalações Hidrossanitárias e Gás para
Edificações

Ano/Sem: 2018/1
Professor: Lucas Camargo da Silva Tassinari E-mail: lucastassinari@unisinos.br

Exercício 04: Dimensionar a Coluna AF-1, em Aço Galvanizado, verificando velocidades e determinando pressões
juntos aos “tês de derivação” para os ramais. Considere que esta é uma coluna exclusiva para as válvulas de
descarga.
Os ramais com as válvulas de descarga partem do ponto A, em cada andar, não devendo as perdas de carga ser
computadas, portanto, no dimensionamento da Coluna AF-1.
Considere uma pressão disponível residual no ponto A do barrilete (após a derivação para a coluna AF-2) igual a
1,5 mca e diâmetro nominal para o trecho A-AF1 igual a 60 mm.

Exercício 05: Determinar a capacidade do reservatório de um prédio residencial, com um apartamento por andar,
cada um com 4 quartos (3 com área de 12,5 m² e 1 com 11 m²) e 1 quarto de empregada. Considere que o edifício
possui 9 andares e não necessita reserva técnica de incêndio. Dimensione o alimentador predial.

Exercício 06: Determinar as capacidades dos reservatórios superior e inferior de um edifício com 12 pavimentos,
que tenha dois apartamentos por andar. Cada apartamento têm 3 dormitórios com área de 11,0 m² a 9,0 m² e 1
quarto de empregada. Prever 10.000 litros para reserva técnica de incêndio. Dimensione o alimentador predial.
Exercício 07: Dimensionar o conjunto elevatório para a instalação abaixo sabendo-se que a mesma atende a um
hotel com Consumo Médio de Água Tratada igual a 40.000 L/dia. Considere tubulações em ferro fundido.
Dimensões em cm. Considere que o nível mínimo de água no reservatório inferior está 30 cm sobre a válvula de pé
com crivo e que a eficiência da bomba é 50%.

Exercício 08: Temos um reservatório com 80 litros de água aquecida a 70°C. Parar sua utilização, adicionaremos
40 litros de água a 20°C. Qual a temperatura final da água após a mistura?

Exercício 09: Considerando as dimensões apresentadas na figura a seguir, dimensione a rede de distribuição de
água quente sabendo que a tubulação é em PPR e que a pressão na entrada do aquecedor de passagem é 3,2 mca
(considere que esta pressão é suficiente para este modelo de aquecedor).

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA E ÁGUA QUENTE

DADOS

Tubos Rugosos:

Tubos Lisos:

Observação:

1 pascal (Pa) = 1 N/m²; 1 kPa/m = 0,1 m.c.a./m; 1 m.c.a. = 10 kPa; J em kPa/m; Q em L/s e D em mm.

Consumo residencial:

Bombeamento:

Macintyre (2013) sugere adotar os seguintes tempos de funcionamento para bombas em cada 24 horas:

 Prédios de apartamentos e hotéis: três períodos de 1 hora e 30 minutos, cada;

 Prédios de escritórios: dois períodos de 2 horas, cada.

Observação:

Drec é o diâmetro da tubulação de recalque (m); Qrec é a vazão de recalque (m3/s); X = NF/24

Observação:

P é a potência do Conjunto (CV – Cavalo Vapor); Q é a vazão recalcada (m³/s); Hm é a altura manométrica total
(m); eb é a eficiência da bomba (%, conforme catálogo); em é a eficiência do motor (%, conforme catálogo, ou
considera-se 100% e se adota o quadro abaixo).