A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ROTEIRO POMPAGEM

Pré-visualização | Página 1 de 1

POMPAGEM 
 
 
POMPAGEM GLOBAL 
Paciente: DD, MMSS ao longo do corpo. Terapeuta: sentado 
atrás da maca, mãos na região occipital, tensão em direção 
cefálica. Objetivo: relaxamento 
 
 
POMPAGEM CERVICAL INESPECÍFICA 
Paciente: Decúbito Dorsal. Terapeuta: Na cabeceira uma mão 
na região do esterno, e a outra na base nuca e realiza uma 
tensão em direção cranial. 
 
 
POMPAGEM DE EXTENSORES DA CERVICAL 
Paciente: em Decúbito dorsal. Terapeuta: Na cabeceira, com 
as duas mãos entrelaçadas e apoiadas na linha nucal, realiza-
se uma tensão com elevação da cabeça na direção cranial. 
 
 
POMPAGEM DE FLEXORES DO PESCOÇO 
Paciente: em Decúbito Dorsal. Terapeuta: 1ª VARIAÇÃO - Na 
cabeceira, apoiam-se as mãos abaixo da mandíbula, e faz-se 
uma tensão em direção cranial. 2ª VARIAÇÃO – Na 
cabeceira, coloca-se um rolinho abaixo do pescoço, e realiza-
se uma tensão na direção cranial com apoio abaixo da 
mandíbula. 3ª VARIAÇÃO – Na cabeceira, terapeuta coloca o 
paciente de modo que a região do pescoço e cabeça fique 
fora da maca, e apoia-se a região lateral da mão na base da 
nuca e deixa a cabeça cair realizando uma tensão. 
 
 
POMPAGEM DO ESTERNOCLEIDOMASTÓIDEO 
Paciente: DD com rotação de cabeça. Terapeuta: na 
cabeceira, uma mão na região mandibular e outra no esterno. 
Tensão no esterno. 
 
 
POMPAGEM DO ESCALENO 
Paciente: DD. Terapeuta: na cabeceira, mão oposta no 
occipital, polegar da outra mão na região da primeira 
costela. Tensão na região occipital. 
POMPAGEM 
 
 
POMPAGEM DO TRAPÉZIO 
Paciente: DD. Terapeuta: na cabeceira, mãos cruzadas, uma 
na base occipital, a outra na região do ombro. Tensão no 
afastamento das duas mãos. 
 
 
POMPAGEM DO ELEVADOR DA ESCÁPULA 
Paciente: DD. Terapeuta: na cabeceira, uma mão na base 
occipital, a outra na abaixo do ombro na espinha da 
escápula. Tensão no afastamento das mãos. 
 
 
POMPAGEM DE SUBESCAPULAR 
Paciente em DD, para o lado do terapeuta, com abdução de 
ombro a 90 graus, e flexão de cotovelo a 90 graus. Terapeuta 
apoia o braço do paciente sobre seu braço, coloca sua outra 
mão na borda medial da escapula e tenciona em direção de 
sua outra mão 
 
 
 
POMPAGEM LOMBAR 
1ª VARIAÇÃO - Paciente: DD, MMII fletidos varia de acordo 
com a região a ser tratada. Terapeuta: Mão do terapeuta na 
região sacral e tenciona sentido caudal. 2ª VARIAÇÃO - 
Paciente: DV. Terapeuta: cruzam as mãos uma na região 
sacral, outra n a região dorsal baixa. Tensão no afastamento 
das mãos 
 
 
POMPAGEM DE PSOAS 
Paciente: DD, MI a ser tratado fletido e planta do pé apoia no 
joelho contralateral. Terapeuta: Ipsilateral ao membro a ser 
tratado. Mão do terapeuta na região posterior da coxa, outra 
mão (fixa) na EIAS contralateral. Tensão na mão localizada na 
coxa com leve inclinação do corpo do terapeuta. 
 
 
POMPAGE DOS ADUTORES 
Paciente: DD, abdução de perna, extensão de joelho e 
extensão do outro membro. Terapeuta: posiciona-se na parte 
medial da perna a ser realizada e mão EIAS contralateral. 
Tensão para abdução. 
POMPAGEM 
 
 
POMPAGEM DE PIRIFORME 
Paciente: DD, MI fletido coxa e joelho. Terapeuta: 
contralateral, Mão na EIAS e outra na região lateral do joelho, 
Tensão para RI e adução. 
 
 
POMPAGEM DE ISQUIOTIBIAIS 
Paciente: DD, flexão de quadril com extensão de joelho até o 
limite. Terapeuta: Ipsilateral apoia o MI com o antebraço em 
flexão e empurra seu braço sem perder a extensão do joelho. 
 
 
POMPAGEM DO INTERCOSTAL 
Paciente: DL com apoio de travesseiro. Terapeuta: atrás do 
paciente, uma mão na costela superior e outra na costela 
inferior em forma de bracelete. Tensão no afastamento das 
mãos. 
 
 
 
 
 
 
TÉCNICA 
1. TENSIONAMENTO: LENTA, REGULAR E PROGRESSIVA. 
2. MANUTENÇÃO DA TENSÃO (20 SEGUNDOS) 
3. TEMPO DE RETORNO 
 
OBJETIVO 
GERALMENTE TEM COMO OBJETIVO O ALONGAMENTO E 
O RELAXAMENTO.