DESONESTIDADE ACADÊMICA
1 pág.

DESONESTIDADE ACADÊMICA


DisciplinaAdministração Libras10 materiais532 seguidores
Pré-visualização1 página
DESONESTIDADE ACADÊMICA, PLÁGIO E ÉTICA EM VERSÃO DE 
RESUMO 
A reflexão sobre a desonestidade no meio acadêmico é uma 
preocupação bastante importante e que vem desde tempos mais remotos, com 
o agravante de que nos dias atuais existe uma facilidade tecnológica. A 
desonestidade é um conjunto de fraudes que são expostas em várias 
modalidades: fraudes em exames escolares, cópia de ideias alheias, 
colaboração em atividades designadas para serem desenvolvidas de modo 
individual, fabricar ou falsificar bibliografias, beneficiar-se de trabalhos 
realizados por outros, etc. 
Em vista ao elevado grau tecnológico da atualidade via internet e o 
frequente plágio têm-se um grande desafio para as instituições escolares, 
enfatizando os prejuízos que a desonestidade acadêmica pode trazer á 
sociedade. Buscou-se destacar e caracterizar os distintos tipos de plágio: 
autoplágio (utiliza-se o próprio trabalho já publicado antes), autoria fantasma 
(adição de autor que não participou com efetividade), plágios literários (cópias 
de textos) e plágios de conteúdo (são apresentadas ideias de autores sem 
reconhecimento de sua origem). Existem alguns autores que contrapõem e 
dizem existir uma interpretação de que a ocorrência do plágio seria quase 
acidental. Em contrapartida essa compreensão acaba por colidir com outros 
estudos onde o plágio é o resultado de uma decisão determinada. 
A ética e a moral tem um papel preponderante relacionado ao tema, 
intervindo de maneira a trazer prejuízos ocasionados de um grupo ou 
sociedade. Por fim, devido à relevância da matéria supramencionada vários 
elementos estão sendo analisados e algumas recomendações estão sendo 
apresentadas com o propósito de contribuir para a melhoria de futuros 
profissionais dentro da vida acadêmica.