Brinquedos e Brincadeira na Educação Infantil
15 pág.

Brinquedos e Brincadeira na Educação Infantil


DisciplinaJogos, Brinquedos e Brincadeiras551 materiais3.854 seguidores
Pré-visualização1 página
BRINCANDO E APRENDENDO: Os Jogos e Brincadeiras como Conteúdo da Educação Física na Educação Infantil
Centro Universitário Leonardo da Vinci \u2013 UNIASSELVI
Curso de Educação Física (LEF 0027) \u2013 Projeto de Ensino
Lucilene da Silva Rodrigues
Conforme a LBD Nº 9.394/96, a Educação Física é componente curricular obrigatório da Educação Básica que compreende a Educação Infantil, o Ensino Fundamental e o Ensino Médio
OBJETIVOS
Compreender a ludicidade como subsidio necessário ao desenvolvimento das crianças; 
Atribuir funções pedagógicas ao lúdico, brinquedo e brincadeiras e como deverá ser inserido no contexto escolar.
Como a brincadeira deve ser aproveitada na prática pedagógica da educação infantil, respeitando-se o caráter natural da criança
O conceito de Criança:
De acordo com o Referencial Nacional para a Educação Infantil \u2013 RCNEI (1998, p. 21): \u201ca criança, como todo ser humano, é um sujeito social histórico e faz parte de uma organização familiar que está inserida em uma sociedade, com uma determinada cultura e um determinado momento histórico.\u201d
É um período da vida que não é constituído somente por alegria e encantos, como nós adultos imaginamos. Gradualmente crianças percebem e tomam consciência de que elas têm que lutar contra os perigos para alcançarem seus anseios e tê-los satisfeitos. 
Definindo Educação Infantil
Educação Infantil é a primeira etapa da educação básica e tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até os 6 anos de idade. Nos aspectos: 
Físico
Psicológico
Intelectual
Social
LBD, Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996.
BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS...
BRINCAR: De origem Latina vem de vinculum que quer dizer laço, e derivada do verbo vincire que significa prender, encantar, seduzir. Vinculum virou brinco e originou o verbo brincar.
O brinquedo se refere a um objeto que a criança manipula livremente sem estar condicionado a regras ou a princípios.
Cada brinquedo apresenta seu valor expressivo, a criança ao manipulá-lo tem a liberdade e autonomia de desenvolver uma grande variedade de representações imaginárias. 
BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS...
Utilizando o brinquedo como meio para o desenvolvimento da ação pedagógica deve-se levar em conta a fase de desenvolvimento de cada criança, tendo em mente que segundo ALMEIDA, elas podem ser divididas em:
Fase sensório-motora (1 a 2 anos)
Fase simbólica (2 a 4 anos)
Fase intuitiva (4 a 6/7 anos)
Fase de operação concreta (6/8 a 11/12 anos) 
Fase de operação abstrata (11,12 anos em diante). 
Brincadeiras típicas do Brasil
Nossa cultura é marcada pelas brincadeiras com corda, bolinha de gude, versos, parlendas, pega-pega, cantigas de roda e esconde-esconde. 
Peteca e Perna de pau
Pipa
JoKenpon
Amarelinha
Ciranda
O ato de \u201cBrincar\u201d
Ao jogar ou brincar a criança desenvolve infinitas capacidades habilidades. Manifesta sentimentos e emoções , desenvolvendo as capacidades e habilidades motoras, cognitivas, afetivas e sociais, construindo sua identidade.
A escola reconhece o ato de brincar, porém resiste e se preocupa demais em transmitir conteúdos de forma tradicional.
O profissional de Educação Física precisa estar preparado para atuar nos mais diferentes espaços educativos atuais.
O ato de \u201cBrincar\u201d
Para as crianças a brincadeira não tem hora e nem lugar, sempre surge uma oportunidade, lá estão elas. Por se tratar de culturas diferentes, o nome das brincadeiras e modo de brincar podem mudar de região para região, adaptando-se conforme a necessidade, interesse e disponibilidade de materiais.
SUGESTÕES DE BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS SEGUNDO VYGOTSKY
4 a 6 anos:
Nesta fase a criança já começa a aceitar regras e compreendê-las, há um aumento em sua capacidade de concentração, o que proporciona ao professor a possibilidade para trabalhar com atividades mais complexas
\u2022 caixas de areia com pás e cubos; 
\u2022cabaninhas; 
\u2022 casas de bonecas; 
\u2022 ferramentas de brinquedos; 
\u2022 massinha de modelar; 
\u2022 objetos domésticos; 
\u2022 fantoches, máscaras; 
\u2022 brinquedos de mágica; 
\u2022 argila para modelar; 
\u2022caixa de lego.
Mais de 6 anos
Nesta fase surge a lateralidade, manual, auditiva, visual e pedal. A lateralidade é o predomínio motor de um lado do corpo que coincide com a predominância sensorial do mesmo lado e com as possibilidades simbólicas do hemisfério cerebral oposto.
Há agora uma ampliação da linguagem e da coordenação motora ampla e fina, como também a criança já começa a apresentar uma melhor organização temporal. 
Já aceitam regras com mais facilidade e convivem bem em grupos, levando o individualismo ao declínio, assim sugerimos: 
\u2022 jogos de tabuleiro; 
\u2022 pipas; 
\u2022 brinquedos colecionáveis, futebol de botão; 
\u2022 jogos de cartas; 
\u2022 quebra-cabeças
O desenvolvimento humano é o resultado do processo sócio histórico, onde a aquisição do conhecimento se dá pela interação do sujeito com o meio que transformam seus processos psicológicos elementares (biológicos) em processos complexos, que se desenvolvem por meio da interação da criança com o meio a partir dos parceiros mais experientes.
A ludicidade deve acompanhar o trabalho do professor de Educação Física desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental, deve fazer parte do \u201cser professor\u201d e é muito importante que o trabalho deste profissional não fique tão restrito à quadra e a jogos com bolas, pois a proposta do lúdico na Educação Física não está limitada a jogos e brincadeiras, mas a outras atividades vinculadas ao prazer e à diversão
O LÚDICO E O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA
Obrigada a todos pela atenção!