Anestesia local - Questões resolvidas
2 pág.

Anestesia local - Questões resolvidas


DisciplinaCirurgia Geral I260 materiais2.956 seguidores
Pré-visualização2 páginas
QUESTÕES
2017 - UNITAU
1. Um paciente de 72 anos foi submetido a drenagem de um abscesso no braço direito, utilizando -se
anestesia local infiltrativa com lidocaína a 1% com vasoconstritor. O paciente relatou muita dor durante o
procedimento. A causa mais provável da dor foi:
a) a concentração insuficiente do anestésico local
b) a idade do paciente
c) o uso do vasoconstritor
d) o aumento da circulação local, com eliminação rápida do anestésico local
e) a interferência do pH tissular ácido
2017 - UFU
2. Jerônimo, 70 anos, 65kg, com insuficiência hepática compensada, foi operado de uma hérnia inguinal sob
anestesia local. O anestésico disponível é a lidocaína 2% sem vasoconstritor. O paciente é monitorizado e
recebe 5mg de midazolam para sedação. O cirurgião infiltra a r egião inguinal usando 30mL do anestésico,
sendo que, 5 minutos após a infiltração, o paciente apresenta tremores musculares, náuseas, hip otensão,
bradicardia e torna-se meio confuso. Qual deve ser a conduta do cirurgião nesse momento?
a) administrar mais 5mg de midazolam para aumentar a sedação do paciente
b) iniciar rapidamente com trombolítico e colher enzimas cardíacas
c) administrar O2 a 100% sob máscara e colocar paciente em posição de Trendelenburg
d) elevar cabeceira da mesa, aumentar a hidratação e realizar a cirurgia o mais rápido possível
e) administrar IV 1.000mL de Ringer lactato, aberto
2016 - UFU
3. Luiz Paulo, de 70 anos, com insuficiência hepática compensada, pesando 65kg, será operado de hérnia
inguinal sob anestesia local. O anestésico disponível é a lidocaína a 2%, c om vasoconstritor. O paciente é
monitorizado e recebe 5mg de midazolam para s edação. O cirurgião infiltra a região inguinal usando 20mL
do anestésico, e, 5 minutos após, o paciente apresenta tumores vasculares, náuseas, hipotensão e
bradicardia e se torna confuso. Qual deve ser a conduta do cirurgião nesse momento?
a) administrar mais 5mg de midazolam para aumentar a sedação do paciente
b) iniciar rapidamente com trombolítico e colher enzimas cardíacas
c) administrar O2 a 100% sob máscara e colocar o paciente em posição de Trendelenburg
d) elevar a cabeceira da mesa e aumentar a hidratação
e) realizar a cirurgia o mais rápido possível
2015 - HCV
4. É considerado sintoma precoce de intoxicação por anestésicos locais:
a) cefaleia
b) obnubilação
c) dores musculares
d) diplopia
e) zumbidos
2015 - HCV
5. Um paciente de 25 anos apresenta ferimento cortante na mão direita, com cerca de 5cm de extensão,
necessitando de sutura. A dose máxima da utilização da lidocaína, sem adrenalina, no caso, é de:
a) 7mg/kg
b) 10mg/kg
c) 3 a 4mg/kg
d) 20mg/kg
e) 15mg/kg
RESPOSTAS
Questão 1. Lesões infectadas apresentam pH menor, o que dificulta a ação do anestésico local.
Gabarito = E
Questão 2. Analisando as alternativas:
a), b), d) e e) Incorretas. Trata-se de intoxicação pelo anestésico local. Nenhuma das medidas listadas nessas
alternativas irá beneficiar o paciente.
c) Correta. O tratamento inicial da intoxicação por anestésico lo cal é O 2, podendo ser necessário o uso de
benzodiazepínicos também.
Gabarito = C
Questão 3. Paciente de 65kg deverá receber de 195 a 325mg de a nestésico local. Admitindo uma solução a
2% (20mg/mL), o ideal seria administrar de 9,75 a 16,25mL. Ou seja, provavelmente, trata -se de um caso de
intoxicação por anestésicos local. Sendo assim, analisando as alternativas:
a) Incorreta. Não se trata de falha da sedação.
b) Incorreta. Não há evidência suficiente no enunciado para caracterizar isso como quadro cardiológico.
c) Correta. É a conduta inicial recomendada frente à intoxicação por anestésico local.
d) Incorreta. Vide conduta correta na alternativa “c”.
e) Incorreta. Não se deverá prosseguir a cirurgia enquanto a intercorrência não for resolvida.
Gabarito = C
Questão 4. Inicialmente, o paciente sente dormência na língua ou gosto metálico. Formigamento de
extremidades, zumbidos e alterações visuais tam bém podem ocorrer nas fases iniciais. Se não revertida, a
intoxicação por anestésicos locais evolui com convulsões tipo tônico-clônicas. O evento final é a parada
respiratória e normalmente é dose-dependente. O tratamento envolve, primeiramente, o xigênio e suporte
ventilatório. O co ntrole das convulsões deve ser feito com barbitúricos ou relaxantes musculares, que o
diazepam pode deslocar o anestésico local das proteínas séricas e aumentar sua fração livre, agravando os
efeitos tóxicos.
Gabarito = E
Questão 5. A dose de lidocaína sem vasoconstritor é de 3 a 5 mg/kg. Quando se adiciona adrenalina, pode-se
calcular uma dose de 7 a 10mg/kg.
Gabarito = C