TESE   Cristiane Ramos Vieira
124 pág.

TESE Cristiane Ramos Vieira


DisciplinaQuimica e Fertilidade D Osolo5 materiais36 seguidores
Pré-visualização30 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO 
FACULDADE DE AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E 
ZOOTECNIA 
Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL NA QUALIDADE DE 
MUDAS E DA MADEIRA DE TECA E PARICÁ 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CRISTIANE RAMOS VIEIRA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CUIABÁ \u2013 MT 
2015 
 
 
 
 
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO 
FACULDADE DE AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E 
ZOOTECNIA 
Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL NA QUALIDADE DE 
MUDAS E DA MADEIRA DE TECA E PARICÁ 
 
 
 
 
 
 
 
 
CRISTIANE RAMOS VIEIRA 
Engenheira Florestal - Mestre em Ciências Florestais e Ambientais 
 
 
 
Orientadora: Profª Dr.ª OSCARLINA LÚCIA DOS SANTOS WEBER 
 
 
 
 
 
Tese apresentada à Faculdade de 
Agronomia, Medicina Veterinária e 
Zootecnia da Universidade Federal de 
Mato Grosso, para obtenção do título 
de Doutora em Agricultura Tropical. 
 
 
 
CUIABÁ-MT 
2015 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
"Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui? 
Isso depende muito de para onde queres ir - respondeu o gato. 
Preocupa-me pouco aonde ir - disse Alice. 
Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas - replicou o gato." 
 
 
Autor: Lewis Carrol 
Livro: Alice no País das Maravilhas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dedicatórias 
Dedico a Deus, à minha família, em 
especial a minha avó Alice, pelo 
eterno amor 
 
 
 
AGRADECIMENTOS 
 
A Deus pela força e por mais essa graça recebida; 
Ao Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical, pela 
oportunidade e apoio; 
Aos professores do curso de pós-graduação, pelos novos conhecimentos; 
À CAPES, pelo apoio financeiro que viabilizou parte dos meus estudos; 
À toda a equipe do Laboratório de Fertilidade do Solo pelo grande 
aprendizado, paciência e apoio; 
À professora Oscarlina Lúcia dos Santos Weber pela orientação, 
aprendizado, confiança e amizade; 
Ao professor José Fernando Scaramuzza pela orientação e aprendizado; 
Ao professor Pedro Hurtado de Mendoza Borges pelo auxílio e paciência; 
Ao professor do Departamento de Estatística Kuang Hongyu e ao 
Estatístico Rondiny Moreira Carneiro pelo apoio à pesquisa nas análises estatísticas; 
Aos meus amigos pela grande força e apoio; 
Aos colegas de curso pela ajuda em todos os momentos; 
Ao técnico do viveiro florestal, Sr. Divino Teixeira, pela paciência, cuidado 
e apoio às pesquisas; 
Ao Prof. Dr. Versides Sebastião pelo apoio à pesquisa; 
À KLM viveiros florestais pelo apoio à pesquisa na doação de mudas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL NA QUALIDADE DE MUDAS E DA 
MADEIRA DE TECA E DE PARICÁ 
 
 
 
RESUMO \u2013 O manejo incorreto da adubação limita o crescimento da planta no 
viveiro e no campo, prejudicando a obtenção de produtos florestais. Diante disso, 
instalaram-se dois experimentos com os objetivos de analisar o crescimento de 
Tectona grandis e de Schizolobium amazonicum [Schizolobium parahyba var. 
amazonicum] em diferentes níveis de NPK a fim de caracterizar sua qualidade no 
viveiro e no campo e, indicar os efeitos da adubação na qualidade da madeira no 1º 
ano após o plantio. Para isso, utilizou-se um Cambissolo de textura franco arenosa, 
calcareado para atingir uma saturação por bases de 50%. Posteriormente, realizou-
se a adubação em esquema fatorial 4x4x4, N= 0, 40, 80 e 120 kg ha-1, como fonte 
ureia P.A.; P2O5 = 0, 50, 100 e 200 kg ha
-1, como fonte superfosfato simples e; K2O 
= 0, 50, 100 e 200 kg ha-1 como fonte KCl P.A. As mudas foram produzidas por 
sementes e, ao atingirem 15 cm de comprimento, foram transplantadas para as 
sacolas contendo o solo calcareado e adubado. Para a análise de crescimento, 
realizaram-se medições de altura, diâmetro, biomassa, macro e micronutrientes aos 
60, 120 e 180 dias. Os dados foram submetidos à análise em esquema fatorial. Após 
180 dias, as mudas, submetidas aos tratamentos que proporcionaram o maior 
crescimento, foram transplantadas para o campo, em covas previamente 
calcareadas e adubadas, permanecendo por 12 meses. Após esse período, as 
plantas foram analisadas quanto aos teores de cinzas e de carbono. No caso da T. 
grandis, a adubação com 80 kg ha-1 de N, 50 kg ha-1 de P2O5 e 100 kg ha
-1 de K2O 
foi a que proporcionou as maiores médias de crescimento no viveiro e no campo; as 
melhores combinações de NPK foram: 80 kg ha-1 de N, 0 kg ha-1 de P2O5 e 50 kg ha
-
1 de K2O e, 120 kg ha
-1 de N, 100 kg.ha-1 de P2O5 e 50 kg.ha
-1 de K2O. Essas 
aduações para a T. grandis proporcionaram maior crescimento em altura, diâmetro e 
biomassa e valores adequados para os teores de cinzas, teores de carbono total e 
para a relação C/N. Para o S. amazonicum, a adubação que mais favoreceu o 
crescimento das mudas foi 120 kg ha-1 de N, 100 kg ha-1 de P2O5 e 50 kg ha
-1 de 
K2O no viveiro. E, no campo, a adubação com 0 kg ha
-1 de N, 200 kg ha-1 de P2O5 e 
50 kg ha-1 de K2O, proporcionou maior crescimento em altura, diâmetro e biomassa 
e valores adequados para os teores de cinzas, teores de carbono total e para a 
relação C/N. A adubação com NPK influenciou no crescimento em viveiro e em 
campo e, nos teores de cinzas e de carbono de T. grandis e de S. amazonicum. Em 
ambos os casos, esses resultados recomendam a utilização da madeira jovem 
dessas espécies para utilização como carvão vegetal. 
 
Palavras-chave: Tectona grandis, Schizolobium amazonicum, nutrição florestal, 
viveiros florestais, plantios florestais. 
 
 
 
 
 
 
 
INFLUENCE OF MINERAL FERTILIZATION ON QUALITY OF SEEDLINGS AND 
WOOD OF TEAK AND PARICA 
 
 
 
ABSTRACT \u2013 The incorrect fertilization management limits the seedlings growth in 
the nursery and on the field, prejudicing the obtaining of forest products. For this, two 
experiments was installed with the aim to analyze the growth of Tectona grandis and 
Schizolobium amazonicum [Schizolobium parahyba var. amazonicum] at different 
levels of NPK in order to characterize their quality in the nursery and in the field, and 
indicate the effects of fertilization on wood quality on the 1º year after the planting. 
Fot this, it was used Cambisol of loamy sand, limestoned considering base saturation 
of 50%. After, the fertilizer was realized in factorial 4x4x4: N = 0, 40, 80 and 120 kg 
ha-1 with urea PA; P2O5 = 0, 50, 100 and 200 kg ha
-1, with super simple; K2O = 0, 50, 
100 and 200 kg ha-1 KCl PA. The seedlings were grown and when they reach 15 cm 
were transplanted to plastic bags containing soil limestoned and fertilized. For growth 
analysis, measurements were taken of height, diameter, biomass, macro and 
micronutrients at 180 days. The data were analyzed in a factorial design. After 180 
days, the seedlings, submitted to treatments that provided the greatest growth, were 
transplanted to the field on planting hole previously limestoned and fertilized, staying 
for 12 months. Then, the plants were analyzed for the levels of ash and carbon. In 
the case of T. grandis, fertilization with 80 kg ha-1 N, 50 kg ha-1 of P2O5 and 100 kg 
ha-1 of K2O was the one that provided the highest growth in the nursery and in the 
field; the best combinations with NPK were 80 kg ha-1 N, 0 kg ha-1 of P2O5 and 50 kg 
ha-1 of K2O and 120 kg ha
-1 N, 100 kg ha-1 P2O5 and 50 kg ha
-1 K2O. These 
fertilizations