_ETIOLOGIA+E+PREVENÇÃO+DA+DOENÇA+CÁRIE
21 pág.

_ETIOLOGIA+E+PREVENÇÃO+DA+DOENÇA+CÁRIE


DisciplinaPolíticas Públicas de Saúde 313 materiais289 seguidores
Pré-visualização2 páginas
09/11/2014
1
ETIOLOGIA E PREVENÇÃO DA CÁRIE 
DENTÁRIA
DEFINIÇÃO
Destruição localizada dos tecidos dentários 
causada pela ação bacteriana.
(HARDWICK) 
09/11/2014
2
Epidemiologia da Cárie
\uf0d8Nas últimas 3 décadas houve declínio da
incidência da doença cárie em nível mundial.
(Naylor, 1994; Rosa, 1995; WHO, 2006)
\uf0d8Aos 12 anos de idade o nº de dentes com
cárie passou de 7,2% para 3,1%.
(Narvai et al., 1999)
\uf0d8Os índices não afetou a população de
modo homogêneo, e a cárie dentária
continuou apresentando índices elevados na
população de baixa renda.
(Antunes et al., 2002)
\uf076Principal problema de saúde bucal dos
brasileiros.
(SBB ,2003 MS)
Epidemiologia da Cárie dentária
Principal problema de saúde bucal dos brasileiros.
IDADE %
18 \u2013 36 meses 26,85%
5 anos 59,37%
12 anos 68,92%
15-19 anos 88,94%
35 \u2013 44 anos 99,48%
(SBB ,2010 MS)
09/11/2014
3
ETIOLOGIA DA CÁRIE DENTÁRIA
Cárie BactériasDieta
Hospedeiro
Tempo
Etiologia da Cárie Dentária
Newbrun,1988Keyes,1962
09/11/2014
4
Lesão de 
Cárie
Dente
Microbiota
Substrato
Saliva
Saliva Saliva
Renda
Atitude
Etiologia da Cárie Dentária
Weyne, 1992
\uf0d8Hospedeiro
\uf076Dente
\u2022 Anatomia do primeiro molar permanente;
\u2022 Retenção de biofilme;
\u2022 Maturação do esmalte;
\u2022 Elemento dental em infra-oclusão.
Fennis- Le et al, 1998
Fatores relacionados ao risco de cárie
09/11/2014
5
Pesquisas demonstram que a superfície 
oclusal do primeiro molar permanente é o 
sitio da dentição mais frequentemente 
atacado por cárie.
Nikiforuk,1985; Fehr,1986
Fatores relacionados ao risco
de cárie
\uf0d8Hospedeiro
\uf076Saliva
\u2022Sistema Tampão
\u2022Inibir a formação de cálculos(estaterina e 
proteínas ricas em prolina)
\u2022Antimicrobiana(aglutinina,lactoferrina e 
lisozima)
\u2022Anticorpos(IgG, IgA, IgM)
09/11/2014
6
Fatores relacionados ao risco de cárie
\uf0d8Dieta
\u2022Tipo e composição;
\u2022Sacarose = glicose+frutose;
\u2022Concentração e frequência;
\u2022Forma física.
Gustafsson BE, et al.The Vipelhom dental caries study
\uf0d8Estudo da Cárie dental de Vipeholm
\uf076436 deficientes mentais
\uf076 Cidade de Lund \u2013 Sul da Suécia
\uf076GUSTAFSSON \u2013 1954
\u201cFoi demonstrado conclusivamente
que, para o desenvolvimento da
cárie, a freqüência era mais
importante que a quantidade total
de ingestão de açúcares.\u201d
(SAKAGUTI, 2005)
09/11/2014
7
Fatores relacionados ao risco de cárie
\uf0d8Microbiota
Comunidade bacteriana
complexa embebida em uma
matriz de polímeros de origem
bacteriana.
\uf0d8Bactérias predominantes:
\uf0fcSteptococcus Mutans
\uf0fcStreptococcus Sobrinus
Aquisição e Evolução da Microbiota Bucal
\uf0d8Antes da Irrupção Dental:
\uf0fcMicroorganismos facultativos e 
anaeróbios
\uf0fcS.salivares, S. mitior, 
Staphylococcus e Lactobacillus
\uf0d8Após a Irrupção Dental:
\uf0fcS. sanguis, S.mutans
\uf0fcExiste uma correlação forte entre 
colonização por S. mutans e o nº de 
dentes na cavidade do bebê.
09/11/2014
8
O Leite Humano como Fator Etiológico da Cárie de Amamentação
Leite humano-
lactose=glicose+galactose
Cárie de mamadeira 
(\u201cNursing bottle mouth\u201d) 
\uf0d8Primeiro termo utilizado 
para descrever um padrão 
único de cárie em bebês (1-
2 anos) e crianças jovens 
(2-5 anos).
09/11/2014
9
Transmissibilidade
Fatores relacionados ao
risco de cárie
\uf0d8Classe Social
\u2022Muitos fatores, incluindo o
\u201cstatus sócio-econômico\u201d
têm sido estudados, e,
testados como
\u201cprognósticos\u201d de risco de
cárie.
Johnsen, 1982 & Dilley et al., 1980
09/11/2014
10
Risco de Cárie
Desigualdades Sociais
Diferenças no comportamento
Hábito de 
Escovação
Consumo de 
Açúcar
Consultas ao 
Dentista
Prevenção da Cárie Dentária
09/11/2014
11
Medidas eficazes 
para o 
estabelecimento da 
saúde
Atenção Precoce
09/11/2014
12
As mães têm papel chave em
determinar a saúde bucal de
seus filhos através dos
hábitos alimentares e higiene.
Prevenção da Cárie Dentária
\uf0d8Antes da irrupção de qualquer dente 
Limpeza com água oxigenada 10 volumes e água filtrada 1:3;
Limpeza com gaze embebida em bicarbonato de sódio.
\uf0d8A partir da irrupção dos primeiros dentes;
Creme dental sem flúor *
Prevenção da Cárie Dentária
09/11/2014
13
Materiais utilizados para higiene oral em bebês e crianças
Fio e Fita Dental
09/11/2014
14
Escovas
Limpador de Língua
09/11/2014
15
Flúor Sistêmico
\uf076Água fluoretada
O uso isolado flúor é capaz de reduzir em 60% a manifestação da 
doença. 
\uf076Fluoretação do sal de cozinha
No Brasil há limitações para que programa de fluoretação do sal 
aconteça.
\uf076Suplementos pré-natal
Esta indicação é totalmente empírica e não há razão de ser
\uf076Suplementos pós-natal
Não há segurança para se prescrever suplementos
Flúor Tópico
Estudo com voluntários de mais de
50 anos de idade constatou redução
em 41% de cárie de esmalte e 67%
de cárie de dentina radicular
quando os dentes foram escovados
com dentifrício fluoretado em
relação à escovação com pasta não
fluoretada.
Baratieri,2007
09/11/2014
16
Flúor Tópico
\uf0d8Indivíduos cárie-ativos;
\uf0d8Crianças com cárie, que dormem 
com mamadeiras;
\uf0d8Filhos de mães com alto índice de 
cárie;
\uf0d8Indivíduos com deficiência salivar;
\uf0d8Pacientes especiais;
\uf0d8Pacientes ortodônticos
Flúor Tópico
O bochecho diário de NaF a 0,05%
associado a escovação com dentifrício
fluoretado tem sido considerado
importante por controlar a cárie dental.
Baratieri,2007
09/11/2014
17
Vernizes com flúor
Materiais aderentes que
permitem uma lenta liberação
de flúor para esmalte.
PossibilItando adição de
elevadas concentrações de
fluoreto com limitada
quantidade de material.
(Burt, 1997)
Vernizes com flúor \uf0d8Técnica:
\uf0fcLimpeza dos dentes;
\uf0fcSecagem dos dentes;
\uf0fcAplicação feita de imediato;
\uf0fcIngerir alimentos após 4hs;
\uf0fcEscovar dentes após 12hs
Obs: Melhores resultados aplicação 3 x por
semana.
\uf0d8Além do poder preventivo é usado como
agente remineralizante da cárie e no
tratamento da hipersensibilidade.
09/11/2014
18
\uf0d8Xilitol
\uf076Lenço umedecido pré-fabricado 
com xilitol;
\uf076Substituto do açúcar cuja
atividade contra S. mutans consiste
em inibir o crescimento e o
metabolismo dos S. mutans e
biofilme.
Rays, 2003
A aplicação de selantes nas cicatrículas e fissuras, tem o 
objetivo de
formar uma barreira física entre a superfície dentária e
o meio bucal prevenindo, assim, o início do processo carioso
Selante
(RIPA, 1982)
A aplicação de selantes nas cicatrículas e fissuras, 
tem o objetivo de
formar uma barreira física entre a superfície 
dentária e
o meio bucal prevenindo, assim, o início do 
processo carioso
Selante
A aplicação de selantes nas 
cicatrículas e fissuras, tem o 
objetivo de:
formar uma barreira física entre a 
superfície dentária e o meio bucal, 
prevenindo assim, o início do 
processo carioso.
(RIPA, 1982)
09/11/2014
19
Métodos de Avaliação Dietética
\uf0d8Método recordatório das últimas 24 
horas
Os pais são estimulados a
recordar os alimentos ingeridos durante
as 24 horas prévias. Informações
detalhadas dos alimentos devem ser
fornecidas e uma ficha pode ser
utilizada como guia para o
entrevistador.
Métodos de Avaliação Dietética
\uf0d8Questionário de Frequência 
Alimentar
Fornece padrão alimentar geral,
relação de alimentos, onde é atribuído
uma freqüência de ingestão, deve ser
baseada na utilização de alimentos de
uso comum.
09/11/2014
20
Métodos de Avaliação Dietética
Registros Alimentares
Deve-se registrar todos os
alimentos ingeridos pela criança,
determinando quantidade, horário de
consumo, forma de consumo, marca do
produto e adições de açúcar.
Métodos de Avaliação Dietética
\uf0d8Entrevista Dietética
Permite uma abordagem da dieta
atual e pregressa da criança,