SistemaendocrinoIPollyannaFerreiraCOM MARCAÇÕES
43 pág.

SistemaendocrinoIPollyannaFerreiraCOM MARCAÇÕES


DisciplinaFisiologia Humana I18.768 materiais675.685 seguidores
Pré-visualização2 páginas
metabólicas ou proteínas
transportadoras.
\uf077 Ativação de genes e síntese de novas proteínas (efeitos
mais duradouros).
Hormônios esteroides 
\uf076 São todos derivados do colesterol
\uf076 Locais de produção
\uf077Córtex da glândula suprarrenal
\uf077Gônadas (hormônios esteroides sexuais)
\uf077 Placenta (em mulheres grávidas)
Hormônios esteroides 
Hormônios esteroides
\uf076 Síntese e liberação
\uf077 Esses hormônios são lipofílicos, e se difundem facilmente
através das membranas (da célula secretora e da célula-alvo)
\uf077 Não são armazenados em vesículas secretoras.
\uf077 São sintetizados quando necessário.
Estímulo\uf0e8 ativa célula endócrina \uf0e8converte precursores em
hormônios ativos \uf0e8 \uf0e1[hormônio ativo] no citoplasma \uf0e8 se
move para fora da célula por difusão.
Transporte no sangue e meio vida 
dos Hormônios esteroides
\uf076 São transportados por proteínas carreadoras específicas
(globulina ligadora de corticosteróides) ou outras proteínas
plasmáticas (albumina).
\uf076 Essa ligação protege o hormônio de ser degradado pelas
enzimas e aumenta sua meia vida.
\uf077 Ex. cortisol meia vida 60 a 90 min.
\uf077Mas impede sua entrada na célula, pois a proteína é
lipofóbicas, os carreadores sempre estão liberando
hormônios para que a razão hormônio não
ligado/hormônio ligado permaneça constante.
Mecanismo de ação celular dos 
Hormônios esteroides
\uf076 Os receptores de hormônios esteroides estão dentro da
célula (no citoplasma e no núcleo).
\uf076 Efeitos genômico na célula alvo.
\uf076 Respostas lentas.
\uf076 Respostas não genômicas rápidas \u2013 receptores na
membrana \u2013 transdução de sinal.
Hormônios esteroides
Hormônios derivados de aminoácidos
\uf076 São pequenas molécula derivadas da tirosina ou
triptofano.
\uf077Triptofano
\uf077 Hormônio melatonina
\uf077Tirosina
\uf077 Catecolaminas (neuro-hormônios)
\uf077 Noradrenalina, adrenalina, dopamina.
\uf077 Se ligam a receptores na membrana das células-alvo.
\uf077 Hormônios da tireoide
\uf077 T3, T4
\uf077 Se ligam a receptores intracelulares que ativam genes.
Hormônios derivados de aminoácidos: 
Tirosina
Síntese de Catecolaminas: Adrenalina e Noradrenalina
Armazenamento e Secreção de Hormônios da 
Tireóide: T3 e T4
Armazenamento e Secreção de Hormônios da 
Tireóide: T3 e T4
Mecanismo de ação dos Hormônios da Tireóide: 
T3 e T4
Hormônios 
Peptídicos
Hormônios 
Esteroides
Hormônios Derivados da Tirosina
Catecolaminas
Hormônios da 
tireóide
Síntese e 
armazenamento
Liberação da 
célula secretora
Transporte no
sangue
Meia vida
Localização do 
receptor
Resposta da 
célula Alvo
Exemplo
Síntese prévia, 
armazenado em 
vesícula secretórias
Síntese prévia, 
armazenado em 
vesícula secretórias
Síntese quando 
necessário, não é 
armazenado
Síntese prévia, 
armazenado fora da 
célula (no colóide)
Exocitose ExocitoseDifusão simples Difusão simples
Dissolvido no 
plasma
Dissolvido no 
plasma
Ligado a proteínas 
carreadoras
Ligado a proteínas 
carreadoras
Curta CurtaLonga Longa
Na membrana da 
célula alvo
Na membrana da 
célula alvo
Intracelular 
(Citoplasma ou 
núcleo) e na 
membrana da célula 
alvo
Intracelular 
(núcleo) na célula 
alvo
Modificações de 
proteínas existentes 
e síntese de novas 
proteínas
Modificações de 
proteínas existentes.
Síntese de novas 
proteínas
Síntese de novas 
proteínas
Insulina, 
paratormônio
Cortisol Noradrenalina, 
adrenalina
Tiroxina (T4)
Triiodotironina (T3)
Despina
Realce