A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
AINEs, AIEs, OPIÓIDES

Pré-visualização | Página 1 de 1

FARMACOLOGIA: QUESTÕES SOBRE AINEs, AIEs E OPIÓIDES 
 
1. Descreva o mecanismo de ação dos anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) e 
por quê estes provocam úlceras estomacais. 
Os AINEs inibem a oxidação do ácido araquidônico, que é liberado no 
citoplasma por ação da fosfolipase A2. Ele é substrato para a ação das ciclooxigenases 
(COX) na produção de prostaglandinas e tromboxanos A2. A COX1 é responsável pela 
síntese de PGI2 e PGE2, prostaglandinas gástricas que inibem a secreção ácida pelo 
estômago, aumentando a circulação na mucosa e promovendo a secreção de muco 
citoprotetor. A inibição da síntese de tais prostaglandinas acarreta ao estômago maior 
susceptibilidade a lesões com infiltrado inflamatório e maior risco de sangramento 
devido à baixa atividade plaquetária. 
2. Descreva o mecanismo de ação dos anti-inflamatórios esteroidais (AIEs) e seus 
efeitos adversos. 
Os AIEs induzem a expressão gênica de lipocortina nos macrófagos, endotélio 
e fibroblastos, a qual inibe a ação da fosfolipase A2, resultando na redução da 
concentração de ácido araquidônico a ser utilizados pelas COXs e LOXs 
(lipooxigenases), inibindo a transcrição de citocinas iniciadoras do processo 
inflamatório, como interleucinas (IL) 1, 2, 3 e 6; interferon ; fator de necrose tumoral 
(TNF); algumas quimiocinas e a expressão das células que participam das reações 
inflamatórias e imunes, como células natural killers, monócitos, macrófagos, 
eosinófilos, neutrófilos, mastócitos, basófilos e linfócitos (T e B, causando impacto 
significativo sobre a resposta imune). 
3. Descreva como os opiódes reprimem a dor. 
Os opióides promovem analgesia por meio de sua ligação com receptores 
acoplados à proteína G, localizada no cérebro e em regiões da medula espinhal 
envolvidas na transmissão e modulação da dor. Tal ligação resulta em impedir a ação 
da adenililciclase e na redução de AMP cíclico, provocando abertura dos canais de 
potássio e vedação dos canais de cálcio na membrana, o que diminui a atividade 
neuronal (ou a aumenta no caso de inibir sistemas inibitórios), cessando a liberação de 
neurotransmissores. 
4. Quais as outras indicações terapêuticas dos opióides? 
Além da indicação como analgésicos e sedativos, os opióides também são 
indicados como antitussígenos (tosse de pacientes com hipertensão artéria ou 
portadores de coqueluxe) e antiperistálticos intestinais.