DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO  – PONTO 14.
14 pág.

DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO – PONTO 14.


DisciplinaDireito Financeiro e Tributario I1.423 materiais5.316 seguidores
Pré-visualização5 páginas
simples no mesmo percentual de juros incidentes sobre a caderneta de poupança, ficando excluída a incidência de juros compensatórios\u201d. 
Obs3. A Corte Especial do STJ firmou entendimento no sentido de que a alteração dos juros de mora na fase de execução não ofende a coisa julgada quando realizada para adequar o percentual aplicado à nova legislação civil. Entretanto, no recurso especial representativo de controvérsia (REsp 1.136.733/PR, Rel. Min. Luiz Fux, Primeira Seção, DJe 26/10/10), decidiu que \u201ca fixação de percentual relativo aos juros moratórios, após a edição da Lei 9.250/95, em decisão que transitou em julgado, impede a inclusão da Taxa SELIC em fase de liquidação de sentença, sob pena de violação ao instituto da coisa julgada, porquanto a referida taxa engloba juros e correção monetária, não podendo ser cumulada com qualquer outro índice de atualização".