AULA 07 - DESENHO PROJETIVO - SISTEMA DE COTAGEM
19 pág.

AULA 07 - DESENHO PROJETIVO - SISTEMA DE COTAGEM


DisciplinaDesenho Técnico I11.854 materiais185.984 seguidores
Pré-visualização2 páginas
as cotagens 
em cadeia e paralelo
19-11-2014
11
7.2.2. Sistemas de Cotagem
7.2.2.5. Cotagem aditiva 
- pode ser usada quando houver limitação de espaço e desde que não 
cause dificuldades na interpretação do desenho;
- a partir da face tomada como referência deve ser determinado um 
ponto de origem 0 (zero);
- as cotas devem ser indicadas na extremidade da linha auxiliar;
- a interpretação das cotas é semelhante à da cotagem paralela.
7.2.2. Sistemas de Cotagem
\u2022 A partir do mesmo ponto de origem 0 podemos ter cotagem aditiva em 
duas direções. A localização de cada furo é determinada por um par de 
cotas \uf0ae Cotagem por Coordenadas (Ex.: mapas)
19-11-2014
12
7.2.2. Sistemas de Cotagem
1. Cotagem por coordenadas
- outra maneira de representação da cotagem aditiva;
- quando o uso dos sistemas anteriores torna o projeto confuso, 
substitui-se as cotas por uma tabela;
- as cotas são indicadas numa tabela, próxima ao desenho;
- os elementos do objeto são identificados por números;
- a interpretação das cotas relacionadas a estes números na tabela 
permite deduzir a localização, o tamanho e a forma dos elementos.
7.2.2. Sistemas de Cotagem
\u2022 Na cotagem por coordenadas, imagina-se a peça associada a dois 
eixos perpendiculares entre si
\u2022 O ponto onde estes dois eixos se cruzam é o ponto 0 (zero) ou 
ponto de origem (que não deve aparecer no Desenho Técnico)
19-11-2014
13
7.2.3. Regras colocação de cotas
1. Colocar sempre as cotas de menor valor por dentro das cotas de 
maior valor
\u2192 Evitar o cruzamento de linha da cota com qualquer outra linha
7.2.3. Regras colocação de cotas
2. Quando for fornecida uma dimensão total deve-se omitir uma das 
parciais.
3. Não deve-se repetir dimensões, fornecendo apenas as necessárias 
para execução do projeto.
4. Os números que indicam os valores das cotas devem ter um tamanho 
que garanta a legibilidade
5. Existem duas formas de se escrever as cotas em um desenho, mas 
somente uma deve ser utilizada em um mesmo projeto
\u25aa A norma NBR 10126 fixa dois métodos para posicionamento dos 
valores numéricos das cotas:
19-11-2014
14
7.2.3. Regras colocação de cotas
5.1. O primeiro método, que é o mais utilizado, determina que:
- linhas de cota horizontais\u2192 número acima da linha de cota;
- linhas de cota verticais \u2192 número à esquerda da linha de cota;
- linhas de cota inclinadas \u2192 deve-se buscar a posição de leitura;
7.2.3. Regras colocação de cotas
5.2. Pelo segundo método:
- as linhas de cota são interrompidas;
- o número é intercalado no meio da linha de cota;
- em qualquer posição da linha de cota, mantém a posição de leitura 
com referência à base da folha de papel.
\u25aa As linhas de cota devem ser interrompidas preferencialmente no meio 
para escrever a cota
19-11-2014
15
7.2.3. Regras colocação de cotas
6. Não traçar linhas de cota a partir dos vértices.
7. Se houver espaço suficiente, a cota deve ser apresentada entre os 
limites da linha. Se o espaço for limitado a cota pode ser apresentada 
externamente na extensão da linha de cota
CERTO 
ERRADO
7.2.3. Regras colocação de cotas
8. As cotas em elementos simétricos não devem ir até o eixo de simetria
9. Na cotagem de raios, o limite da cota é definido por somente uma seta 
que pode estar situada por dentro ou por fora da linha de contorno da 
curva.
CERTO ERRADO
ERRADO
CERTO
19-11-2014
16
7.2.3. Regras colocação de cotas
10. Em um mesmo projeto, todas as cotas devem possuir a mesma 
unidade, sem o uso de símbolo.
11. Em elementos curvilíneos irregulares, a cotagem deve ser feita 
conforme figura abaixo:
7.2.3. Regras colocação de cotas
12. As linhas auxiliares e as linhas de cota são linhas contínuas e finas.
13. As linhas auxiliares devem ultrapassar levemente as linhas de cota.
14. Deve haver um pequeno espaço entre a linha do elemento 
dimensionado e a linha de chamada (linha auxiliar).
19-11-2014
17
7.2.3. Regras colocação de cotas
15. As linhas de chamada devem ser, preferencialmente, 
perpendiculares ao ponto cotado.
16. As linhas de chamada podem ser oblíquas em relação ao elemento 
dimensionado, porém mantendo o paralelismo entre si.
17. O limite da linha de cota pode ser indicado 
por setas, que podem ser preenchidas ou não, 
ou por traços inclinados
7.2.3. Regras colocação de cotas
18. Deve-se evitar colocar cotas dentro dos desenhos e, principalmente, 
cotas alinhadas com outras linhas do desenho.
19. Cotagem de ângulos normalizados pela ABNT:
19-11-2014
18
7.2.3. Regras colocação de cotas
20. São utilizados símbolos para mostrar a identificação das formas cotadas:
- \u3d5 : Indicativo de diâmetro;
- R : Indicativo de raio;
- \u25a1 : Indicativo de quadrado.
Observação: Os símbolos devem preceder o valor numérico da cota.
EXERCÍCIOS
19-11-2014
19
FIM