Cont Custos_Lorentz 2012-1_Lorentz
49 pág.

Cont Custos_Lorentz 2012-1_Lorentz


DisciplinaContabilidade e Análise de Custos784 materiais2.498 seguidores
Pré-visualização18 páginas
unitários crescem na razão direta da quantidade produzida. 
(B) custos fixos unitários permanecem sempre estáveis, independente do volume de produção industrial do período. 
(C) custos variáveis unitários crescem ou decrescem, em conformidade com o volume produzido. 
(D) valor do custo unitário, já computado o rateio da estrutura de custos fixos a cada unidade produzida, tende a reduzir-se 
à medida que o volume da produção aumenta. 
(E) valor do custo unitário, já computado o rateio da estrutura de custos fixos a cada unidade produzida, tende a aumentar à 
medida que o volume da produção aumenta. 
7. (Consultor Legislativo \u2013 TO/2005) A Indústria Alfa produziu, em março de 2005, 100.000 unidades de um mix de produtos 
cujo custo misto (Fixo + Variável) montava a R$ 800.000,00. Em abril de 2005, a produção do mesmo mix de produtos foi de 
95.000 unidades, montando o custo misto a R$ 775.000,00. Em vista disso, a parcela variável unitária do custo misto, em reais, 
foi: 
 
 
Contabilidade e Análise de Custos \u2013 2012/1 Francisco Lorentz 
 
lorentz@unisuamdoc.com.br twitter.com/f_lorentz 
29
\ufffd 
(A) 8,16 
(B) 8,00 
(C) 6,25 
(D) 6,00 
(E) 5,00 
 
8. (Petrobras/Contador/2010) A Cia. Parthenon S.A. apresentou as seguintes previsões para o 1
o
 trimestre de 2010: 
 
Informações adicionais, com valores em reais. 
\u2022 Preço de venda unitário 135,00 
\u2022 Custo e despesa variável por unidade 75,00 
\u2022 Custo e despesa fixa 1.800.000,00 / mês 
 
Considerando exclusivamente os dados acima, o lucro operacional projetado para o primeiro trimestre de 2010, em reais, é 
(A) 900.000,00 
(B) 1.500.000,00 
(C) 1.800.000,00 
(D) 1.900.000,00 
(E) 2.400.000,00 
 
9. Está correta a seguinte afirmativa: 
a) os custos variáveis unitários diminuem quando aumenta a produção; 
b) os custos fixos unitários diminuem na mesma proporção da redução da produção; 
c) os custos fixos totais decrescem na mesma proporção em que o volume produzido diminui; 
d) os custos fixos unitários variam em proporção inversa às variações do volume produzido; 
e) os custos variáveis unitários crescem na mesma proporção em que o volume produzido aumenta. 
 
10. (MPAS) Estando uma empresa operando abaixo do seu limite de capacidade, quanto mais se fabrica um 
determinado produto, mais o seu custo unitário total diminuiu. Isto ocorre exclusivamente em relação ao custo: 
a) fixo. b) variável. c) direto. d) primário. e) de reposição. 
11 -(MPE-RJ) Com relação aos custos de produção, é correto afirmar que: 
a) os custos variáveis se alteram na exata proporção de aumento ou diminuição das vendas; 
b) os custos fixos passam a ter relação direta com o volume da produção a partir de determinada variação, passando a 
ser denominados custos variáveis; 
c) os salários pagos aos operários lotados na fábrica são considerados custos de produção, assim como os encargos 
trabalhistas e previdenciários decorrentes; 
d) os gastos com combustíveis e energia elétrica não contribuem para a formação do custo de um produto; 
e) a apropriação dos custos indiretos ao custo de um produto se dá a partir da relevância das vendas do produto no 
faturamento da empresa. 
As questões de números 12, 13 e 14 devem ser resolvidas com base nestes gastos da empresa industrial beta: 
\u2022 Encargos com Depreciação de Móveis e Utensílios .................. R$ 80.000,00 
\u2022 Mão-de-obra Indireta ................................................................. R$ 160.000,00 
\u2022 Matéria-prima consumida .......................................................... R$ 540.000,00 
\u2022 Outros gastos gerais de fabricação.............................................. R$ 120.000,00 
\u2022 Comissões sobre vendas.............................................................. R$ 300.000,00 
\u2022 Encargos com Depreciação de Máquinas da Produção............... R$ 140.000,00 
\u2022 Aluguel do Escritório de Vendas................................................. R$ 60.000,00 
\u2022 Salários dos Vendedores ............................................................. R$ 20.000,00 
\u2022 ICMs sobre Vendas ..................................................................... R$ 600.000,00 
\u2022 Mão-de-obra Direta .................................................................... R$ 220.000,00 
\u2022 Material de Embalagem utilizado na Produção .......................... R$ 40.000,00 
 
Contabilidade e Análise de Custos \u2013 2012/1 Francisco Lorentz 
 
lorentz@unisuamdoc.com.br twitter.com/f_lorentz 
30
\ufffd 
12. Os custos diretos no período totalizaram (em R$): 
a) 540.000,00; 
b) 800.000,00; 
c) 760.000,00; 
d) 940.000,00; 
e) 960.000,00. 
 
13. O valor dos custos indiretos foi (em R$): 
a) 280.000,00; 
b) 420.000,00; 
c) 460.000,00; 
d) 500.000,00; 
e) 540.000,00. 
 
14. As despesas fixas e variáveis no período foram, respectivamente (em R$): 
a) 100.000,00 e 960.000,00; 
b) 140.000,00 e 920.000,00; 
c) 160.000,00 e 940.000,00; 
d) 160.000,00 e 900.000,00; 
e) 300.000,00 e 900.000,00. 
 
15. A empresa Alfa opera sua produção com custos fixos no montante de R$ 300.000. 
A empresa produziu no mês de outubro 1.200 unidades do produto Beta e o custo variável unitário é R$ 150. 
Informe o custo unitário da produção acabada. 
 
R. ___________________________________________________________________________________ 
Contabilidade e Análise de Custos \u2013 2012/1 Francisco Lorentz 
 
lorentz@unisuamdoc.com.br twitter.com/f_lorentz 
31
\ufffd 
ELEMENTOS DE CUSTOS OU FATORES DE PRODUÇÃO 
 
MATERIAL DIRETO 
 
O material direto, ou, simplesmente, MD, é formado pelas matérias-primas, embalagens, componentes 
adquiridos prontos e outros materiais utilizados no processo de fabricação, que podem ser associados diretamente aos 
produtos. 
Podemos dividir todos os problemas existentes numa empresa com relação a material em três campos: 
a) avaliação - qual o montante a atribuir quando vários lotes são comprados por preços diferentes, como tratar os 
impostos incidentes sobre as vendas, contabilização de sucatas etc. 
b) controle - como distribuir as funções de compra, pedido, recepção e uso por pessoas diferentes, como desenhar as 
requisições e planejar seu fluxo, como fazer inspeção para verificar o efetivo consumo nas finalidades para as quais 
foram requisitados etc.; e 
c) programação - quanto comprar, quando comprar, fixação de lotes econômicos de aquisição, definição de estoques 
mínimos de segurança etc. 
O uso das matérias-primas na produção envolve várias etapas, desde a sua aquisição até o consumo direto na 
produção. 
Avaliação de Materiais Diretos: Principais Critérios 
 
Existem, basicamente, dois sistemas para controle de estoques: 
 
\uf0b7 Sistema de inventário periódico: quando a empresa não mantém um controle contínuo dos estoques. O 
consumo só pode ser verificado após os inventários (contagem física dos estoques), em geral quando do fechamento do 
Balanço Patrimonial, e posterior avaliação de acordo com critérios legais. O consumo pode ser calculado em uma 
empresa industrial mediante o emprego da seguinte equação: 
 
 
Os materiais indiretos, ou secundários, têm o mesmo tratamento em termos de avaliação e baixa no estoque. O 
registro das compras será feito pelo valor constante na nota fiscal. O valor a ser registrado será líquido, isto é, deduzido 
dos impostos recuperáveis e acrescido dos fretes e seguros. 
Ex: COMPRAS BRUTAS - IMPOSTOS \u2013 DEVOLUÇÕES \u2013 ABATIMENTOS \u2013 DESCONTOS 
INCODICIONAIS + FRETES E SEGUROS = COMPRAS LÍQUIDAS 
 
Exemplo: 
Se a fábrica de fogões Aquece Bem Ltda., que aplica um sistema de controle periódico de estoques, desejasse 
estudar o custo dos materiais diretos empregados nos fogões fabricados, precisaria fazê-lo empregando