lei86666-comentada-130327091928-phpapp02
40 pág.

lei86666-comentada-130327091928-phpapp02


DisciplinaDireito Administrativo I56.133 materiais1.021.398 seguidores
Pré-visualização14 páginas
de inidoneidade, 
que é aplicada pela mais alta autoridade da esfera de governo ou de poder. 
 
 
 
 38
 
www.ResumosConcursos.hpg.com.br 
Resumo: Lei das Licitações Comentada \u2013 por Desconhecido 
8.2. Ações judiciais 
As principais ações judiciais à disposição dos licitantes ou de terceiros são a ação de 
procedimento ordinário, notadamente a de anulação, cumulada ou não com pedido de 
indenização, o mandado de segurança e a ação popular. 
 
Não há necessidade do exaurimento dos recursos administrativos para a interposição da 
ação judicial. O que se veda é a interposição de ação judicial quando pendente recurso 
administrativo com efeito suspensivo. Por fim, a decisão na esfera administrativa não 
impede o recurso às vias judiciais. 
 
 
8.3. Controle pelo Tribunal de Contas 
A fiscalização pelo Tribunal de Contas pode ser de ofício ou provocada. 
 
Cabe ao Tribunal de Contas solicitar cópia dos editais de licitação e outros documentos 
dos órgãos ou entidades sob sua jurisdição, que terão o prazo de lei ou o que lhes for 
fixado, sob pena de responsabilização. 
 
Os documentos recebidos serão autuados e protocolados, distribuindo-se o feito ao 
Relator. Este, se entender necessário, determinará a oitiva da assessoria jurídica sobre a 
legalidade e regularidade dos atos da licitação. Após as manifestações da Procuradoria 
da Fazenda e de outros órgãos da Corte de Contas, quando pertinente, caberá ao Relator 
levá-lo à apreciação do Plenário desse Tribunal. A decisão tomada será comunicada ao 
órgão ou entidade licitante. Em sendo necessário, a Corte de Contas poderá convocar o 
responsável pela licitação para prestar esclarecimentos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 39
 
www.ResumosConcursos.hpg.com.br 
Resumo: Lei das Licitações Comentada \u2013 por Desconhecido 
 
9. SANÇÕES PENAIS 
 
 Os artigos 89 a 98 da Lei 8666/93 tipificam condutas criminosas relacionadas com 
a licitação e o contrato administrativo, indicando as respectivas penas, que sempre são de 
detenção e de multa. Os crimes definidos na lei, ainda que tentados, sujeitam seus 
autores, quando servidores públicos, à perda do cargo, emprego ou mandato eletivo. 
 
 Os crimes são de ação penal pública incondicionada, cabendo ao Ministério 
Público promovê-la, mas podendo qualquer pessoa provocar a iniciativa do Ministério 
Público, fornecendo-lhe os dados necessários para tanto. Será admitida ação penal 
privada subsidiária da pública, se esta não for ajuizada no prazo legal. No mais, aplicam-
se subsidiariamente os dispositivos do Código de Processo Penal. 
 40