TRIBUTAÇÃO OTIMA E REGRA DE RAMSEY
6 pág.

TRIBUTAÇÃO OTIMA E REGRA DE RAMSEY


DisciplinaMicroeconomia I8.295 materiais212.365 seguidores
Pré-visualização1 página
UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO
ESCOLA DE GESTÃO E DIREITO
CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS
Matheus Lima da Silva
Tributação Ótima e Regra de Ramsey
SÃO BERNARDO DO CAMPO
2018
Introdução:
Os sistemas tributários mundiais são compostos em sua essência de instrumentos que causam grandes deformações na economia de cada país. Entre os presentes instrumentos, estão os impostos sobre a renda e sobre venda de mercadoria. Esses tributos trazem porque mexem com o comportamento dos agentes econômicos. A imposição de tributos causa distorções na economia devido ao fato que os agentes passam a pensar mais sobre as suas decisões relacionadas ao consumo. 
A tributação sobre a renda por exemplo, influi para que os agentes sejam incentivados a tomar decisões modificadas sobre o mercado de trabalho e ao número de horas trabalhadas. Os tributos sobre mercadorias, causam distorções nas escolhas dos agentes econômicos com o que é concernente ao consumo, causando ineficiência do sistema e redução do bem-estar da sociedade em geral. 
Conceito de Tributo:
O conceito de tributo está definido no art. 3º do Código Tributário Nacional (CTN), abaixo citado:
\u201cArt. 3º. Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada.\u201d
Teoria da tributação ótima:
Alguns princípios de justiça tributária, tais como: simplicidade e eficiência econômica são características que são desejáveis em qualquer sistema tributário. Tais princípios servem como exemplo para a identificação da consistência de um modelo de tributário. Tal conceito de justiça tributária está ligada a equidade para com os agentes econômicos de uma sociedade. Na tributação ótima, justiça social está diretamente relacionada com o bem-estar da sociedade como função de utilidades individuais. Um sistema tributário é tido como eficiente quando os recursos são alocados das melhores formas possíveis, em suma, uma alocação que minimize a interferência nas decisões dos agentes econômicos.
Na principal obra de Smith, A Riqueza das Nações, o mesmo estabeleceu quatro princípios que de forma geral norteariam um sistema tributário ótimo, são esses os quatro princípios:
\u201cOs indivíduos devem contribuir para a receita do estado na proporção de suas capacidades de pagamento, ou seja, em proporção aos seus rendimentos
O tributo a ser pago deve ser certo e não arbitrário, com o valor a ser pago e a forma do pagamento devendo ser claros e evidentes para o contribuinte
Todo tributo deve ser arrecadado de maneira mais conveniente para o contribuinte
Todo tributo deve ser arrecadado de forma que implique o menor custo possível para o contribuite além do montante arrecadado pelo Estado com tributo\u201d (BIDERMAN E ARVATE, 2005)
A teoria da tributação ótima se relaciona diretamente com o primeiro e ultimo item citados acima. Com o objetivo de analisar uma dada receita de tributos que virá a ser arrecadada pelo Estado a um mínimo de custo para toda a sociedade, considerando diferenças entre indivíduos em relação a capacidade de contribuição de cada um.
Teoremas de Bem-estar:
O primeiro teorema diz que todo o equilíbrio competitivo é eficiente em relação ao sentido de Pareto, enquanto o segundo nos diz que a alocação eficiente no sentido de Pareto é ou pode ser alcançada através do mecanismo de mercados competitivos, quando se da uma adequada redistribuição da dotação de recursos entre indivíduos de um sistema econômico. A eficiência no sentido de Pareto é quando é impossível realocar os recursos de uma economia com o objetivo de aumentar o bem-estar de pelo menos alguns indivíduos. A segunda situação citada caracteriza o ótimo de primeiro melhor, em que a possibilidade em realocações que ao mesmo tempo são vantajosas para todos os agentes é esgotada.
Para compreender a natureza da teoria da tributação ótima, é necessário seguir o resultado do segundo teorema, é fundamental para o entendimento. Segundo o primeiro teorema, os mercados competitivos formam alocações eficientes. Porém, pode implicar em uma multiplicidade dos pontos eficientes, que correspondem a diferentes distribuições dos recursos. Já o segundo teorema diz que, em qualquer circunstância, dada uma alocação eficiente não é considerada como socialmente justa, outra alocação eficiente de Pareto, pode ser obtida através de mercados mais competitivos, desde que seja feito uma redistribuição dos recursos entre os indivíduos.
Regra de Ramsey:
	Inicialmente o problema tributário é investigado por Ramsey, que diz: se a tributação à disposição do Estado é um imposto sobre o consumo de bens e serviços, qual a estruturas de taxas/alíquotas que consiste com a geração de receita para o Estado ao menor custo em termos de perda de eficiência.
	Segundo Ramsey supõe, uma economia com um único agente ou uma população de indivíduos iguais. Entretanto, considera-se que equidade seja excluída da análise. \u201cAssim, o problema de Ramsey pode ser escrito formalmente como um problema de escolher alíquotas tributárias de maneira a maximizar a função utilidade indireta\u201d (BINDERMAN E ARVATE, Pg176, 2005).
	Depois de uma porção de alterações das condições de primeira ordem, pode-se chegar a um resultado ainda mais específico sobre a estrutura tributária ótima, conhecido como regra de Ramsey. Essa regra diz que a estrutura do imposto ótimo sobre mercadorias é aquela em que a redução proporcional na demanda pelo bem, induzida pelo sistema tributário, é a mesma para todos os bens \u201d (BINDERMAN E ARVATE, Pg178, 2005).
Conclusão:
	É importante notar que a proporção requerida pela regra de Ramsey é em relação às variações produzidas nas quantidades consumidas de cada bem e não em relação as variações nos preços. Esse resultado vai de encontro à visão comum de que a estrutura tributária mais eficiente é aquela que produz uma variação em mesma proporção nos preços, assim sendo, é uniforme. A regra de Ramsey, de forma genérica, é uma estrutura de alíquotas diferenciada.
Referências Bibliográficas e Eletrônicas:
BARBOSA, A. L. N. H; Teoria da Tributação Ótima Sobre o Consumo. São Paulo Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/5455/1199901616.pdf?sequence=1> Acesso em: 16/06/2018
BIDEMAN, CIRO; ARVATE PAULO (2005) Economia do Setor Público no Brasil. São Paulo, Elsevier Editora, 8ª Edição 
PATRIOTA, C. C. S. R; Conceito de Tributo, 2017. Disponível em: :<https://jus.com.br/artigos/56138/conceito-de-tributo> Acesso em: 16/06/2018