SIMULADO DE RESPIRATÓRIA
3 pág.

SIMULADO DE RESPIRATÓRIA


DisciplinaFisioterapia Respiratória5.250 materiais45.477 seguidores
Pré-visualização1 página
1a Questão (Ref.: 201202337570)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Historicamente, sabe-se que uma simples internação em uma unidade de terapia intensiva (UTI) predispõe o paciente a um elevado risco de adquirir infecção hospitalar. Isto ocorre devido a fatores que podem estar relacionados ao próprio paciente (fatores intrínsecos) e aos fatores que não dependem do paciente (fatores extrínsecos), como por exemplo, os procedimentos realizados na unidade. A transmissão de germes no ambiente hospitalar pode ocorrer de várias formas, assinale abaixo com (V) as sentenças verdadeiras e com (F) as falsas:
		
	 
	Por contato direto: de um paciente (ou profissional) para outro;
	 
	Por gotículas jogadas ao chão devido ao uso de fármacos;
	 
	Aéreas: Ocorre pelo núcleo da gotículas com microorganismo ou poeira que permanecem no ar em suspensão por longo tempo.
	 
	Por contato indireto: Quando há um objeto ou dispositivo intermediário, ou mãos contaminadas;
	 
	Não existe este tipo de contaminação.
		
	
	 2a Questão (Ref.: 201202805561)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Verifique as afirmativas abaixo e assinale com (V)  as proposições verdadeiras  e com  (F) as falsas:
		
	 
	A avaliação do pico de fluxo expiratório é utilizada como um marcador funcional nas terapias desobstrutivas e broncodilatadoras.
	 
	Os roncos são sons descontínuos, explosivos e de curta duração, presentes devido ao acúmulo de secreções nas grandes vias aéreas e à reabertura súbita de brônquios previamente colapsados.
	 
	O baqueteamento digital é característico da retenção crônica de CO2
	 
	A Hemorragia da orofaringe é uma das causas de hemoptise.
	 
	A dispneia paroxística noturna representa sobrecarga volumétrica a um coração insuficiente.
 
		
	 3a Questão (Ref.: 201202370246)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Paciente internado com crise asmática, apresentando acúmulo de secreção pulmonar e dispnéia importante. A conduta imediata da equipe multidisciplinar neste caso deve ser:
		
	
	Utilização de técnicas de relaxamento do pescoço, cintura escapular e músculo torácico e após ensinar ao paciente o controle respiratório.
	
	As técnicas fisioterapêuticas para pacientes com bronco espasmo estão contra-indicadas.
	
	Aliviar bronco espasmo através de postura de relaxamento. Não é necessária a administração medicamentosa de bronco dilatadores, pois somente com técnicas de remoção de secreção é possível tirá-lo da crise.
	 
	Aliviar bronco espasmo através de postura de relaxamento. Administração de bronco dilatadores e, após evidente melhora da dispnéia, utilização de técnicas de remoção de secreção.
	
	Utilização de técnicas de relaxamento e controle de toda musculatura respiratória, visando alívio do bronco espasmo.
		
	
	 4a Questão (Ref.: 201202810100)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Christopher Reeve falecido em 10 de outubro de 2004 foi um ator e realizador do cinema dos Estados Unidos. Seu papel mais famoso foi como o Super-Homem, numa série de quatro filmes. Em 27 de maio de 1995, um acidente (queda de um cavalo) o deixou tetraplégico devido à fratura nas suas duas primeiras vértebras cervicais. Qual é o músculo primário da inspiração em pessoas que sofreram lesão medular nível C1-C2?
		
	 
	Escalenos
	 
	Esternocleidomastóideo
	
	Peitoral maior
	
	Diafragma
	
	Instercostais Paraesternais Externos
		
	
	 5a Questão (Ref.: 201202811503)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Na inspeção estática do tórax de um paciente que chega ao ambulatório de fisioterapia da ESTACIO, devemos observar as principais alterações:
		
	 
	Expansibilidade e movimentação diafragmática.
	 
	Presença de drenos, cicatrizes e deformidades no tórax.
	
	Presença de abaulamentos torácicos e o padrão ventilatório adotado pelo paciente.
	
	Deformidades torácicas e a percussão torácica.
	
	Presença de cicatrizes e o frêmito tóraco-vocal.
		
	
	 6a Questão (Ref.: 201202478280)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Desde que Black e Hyatt descreveram em 1969 um método adequado e acessível para a avaliação da força da musculatura respiratória, diversos estudos têm sido realizados mundialmente com o intuito de estabelecer valores de referência adequados para esses parâmetros. Esses estudos envolveram diversas populações e faixas etárias, como crianças, adolescentes, adultos e idosos. Atualmente utiliza-se equações para predizer valores de referência de força muscular respiratória que são úteis para implementação de uma conduta fisioterapêutica adequada. Baseado nesta informação, escolha a opção que contem o nome do aparelho que o fisioterapeuta utiliza para esta medida, bem como o equipamento que deve ser utilizado para o fortalecimento do diafragma.
		
	
	Ventilômetro, Threshold PEP
	
	Manovacuômetro, Threshold PEP
	
	Espirômetro, Threshold IMT
	 
	Manovacuômetro, Threshold IMT
	 
	Peak-flow, Threshold PEP
		
	
	 7a Questão (Ref.: 201202805143)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Os sons pulmonares anormais, ou ruídos adventícios, podem ser classificados em sibilos, crepitações e roncos ou, também, podem ser classificados pelo seu caráter contínuo e descontínuo. Os sibilos:
		
	
	são gerados, durante a inspiração, pela abertura súbita de pequenas vias aéreas até então fechadas e, na expiração, pelo fechamento das mesmas.
	
	são sons contínuos, de diapasão baixo, com freqüência de 200 Hz ou menos, audíveis na inspiração e na expiração produzido normalmente pelo estreitamento da via aérea com secreção.
	
	são resultado da passagem do ar através da laringe.
	 
	são ruídos adventícios musicais de diapasão alto parecidos com "assobios", também chamados de contínuos pela sua duração maior e comumente encontrado na fase expiratória.
	 
	são sons descontínuos, apresentada de forma curta e explosiva, usualmente associada com desordens cardiopulmonares.
		
	
	 8a Questão (Ref.: 201202444817)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Ao avaliar um paciente, você verificou uma cifoescoliose acentuada, abdome globoso, padrão respiratório restritivo, presença de secreção e panturrilhas livres. À ausculta pulmonar apresentou murmúrio vesicular abolido em hemitórax esquerdo. Ao RX de tórax, imagem de hipotransparência em hemitórax esquerdo com retrações intercostais e desvio do mediastino ipsilateral. Determine a suspeita clínica, etiologia e o tratamento fisioterápico, mais indicado, com base nos exames, para este paciente.
		
	 
	atelectasia; hipoventilação; técnicas expansivas
	
	derrame pleural; infecção pulmonar; procedimentos desobstrutivos e técnicas expiratórias
	 
	atelectasia; hipoventlação; procedimentos desobstrutivos
	
	derrame pleural; fratura de arcos costais; procedimentos desobstrutivos e expansivos
	
	atelectasia; infecção pulmonar; técnicas expiratórias
		
	
	 9a Questão (Ref.: 201202483315)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Vários instrumentos podem ser encontrados no ambulatório de fisioterapia respiratória. Para fazer treinamento muscular, avaliar e desobstruir o pneumopata pode-se usar, RESPECTIVAMENTE:
		
	 
	Flutter, peak flow e threshold
	 
	Threshold, peak flow e flutter
	
	Threshold, flutter e peak flow
	
	Peak flow, threshold e flutter
	
	Peak flow, flutter e threshold
		
	
	 10a Questão (Ref.: 201202337590)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Em uma ausculta pulmonar em um paciente foi encontrado sibilos expiratórios. Essa ausculta é um sinal específico da seguinte alteração:
		
	 
	Broncoespasmo.
	
	Atelectasia.
	
	Atelectasia + pneumonia lobar.
	
	Derrame pleural.
	 
	Secreção brônquica.