REDE DE INTERCÂMBIO DE DADOS PARA ACERVOS BIBLIOGRÁFICOS BASEADA EM WEB SERVICES
64 pág.

REDE DE INTERCÂMBIO DE DADOS PARA ACERVOS BIBLIOGRÁFICOS BASEADA EM WEB SERVICES


DisciplinaProgramação Web650 materiais6.846 seguidores
Pré-visualização12 páginas
6. IMPLEMENTAÇÃO.......................................................................................................39
6.1. Ferramentas utilizadas.....................................................................................................39
6.1.1. Firebird.......................................................................................................................39
6.1.2. Delphi.........................................................................................................................39
6.2. Web Service....................................................................................................................39
6.2.1. Servidor....................................................................................................................... 41
6.2.2. Cliente.........................................................................................................................44
6.3. Conclusão.......................................................................................................................45
7. CONSIDERAÇÕES FINAIS..............................................................................................47
7.1. Sugestões para trabalhos futuros.....................................................................................48
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS....................................................................49
BIBLIOGRÁFICA COMPLEMENTAR................................................................50
APÊNDICES.............................................................................................................51
LISTA DE SIGLAS
ASCII American Standard Code for Information Interchange - Código de
informação padrão para letras e símbolos.
BU Biblioteca Universitária.
CORBA Common Object Request Broker Architecture - Arquitetura comum para
agentes de requisições de objetos distribuídos.
DCOM Distributed Component Object Model - Solução de objetos distribuídos
criado pela Microsoft.
GCA Graphic Communications Association.
HTML Hyper Text Markup Language - Linguagem para publicar textos e
imagens na Internet.
HTTP Hyper Text Transfer Protocol - Protocolo de transferência de hipertexto,
protocolo usado nas páginas WWW da Internet.
ISO International Organization for Standardization - Organização
Internacional de Padronização.
OMG Object Management Group - Grupo de Gerência de Objetos, corporação
de provedores de software que encorajam o uso de programas orientados
a objetos distribuídos em aplicativos.
RMI Remote Method Invocation - Solução de objetos distribuídos criado pela
Sun Microsystems.
RPC Remote Procedure Call - Chamada de procedimentos remotos.
SGML Standard Generalized Markup Language - Padrão internacional de
escrita de arquivos hipertexto na Internet (baseado na separação da forma
da tela do seu conteúdo) .
x
SINBAC Sistema de Integração das Bibliotecas da ACAFE.
SOAP Simple Object Access Protocol - Protocolo no qual são baseadas as
mensagens dos web services.
SQL Structured Query Language - Linguagem de Pesquisa Estruturada, que
usa bases de dados na configuração de uma procura.
UDDI Universal Distribution, Discovery and Interoperability - Serviço de
diretórios que publica a localização de web services.
URI Universal Resource Identifier.
URL Uniform Resource Locator - Localizador Uniforme de Recursos, o
esquema utilizado na web para localizar uma determinada página ou
arquivo.
USMARC Machine Readable Cataloging Format \u2013 Padrão internacional de
catalogação.
W3C World Wide Web Consortium - Organização que regula e orienta a
normalização de tecnologias relacionadas com a Internet.
WSDL Web Services Description Languague - Linguagem usada para descrever
as interfaces dos web services.
XML Extensible Markup Language - Versão mais simples do padrão SGML
(padrão universal para a escrita de documentos de hipertexto) para a
criação de documentos HTML (usada nos sites da Internet).
LISTA DE ILUSTRAÇÕES
FIGURA 1 - Obra no formato de ficha catalográfica.......................................... 20
FIGURA 2 - Obra no formato USMARC............................................................. 20
FIGURA 3 - Exemplo de representação de informações em HTML .................. 25
FIGURA 4 - Exemplo de representação de informações em XML ..................... 25
FIGURA 5 - Documento XML representando uma obra do acervo .................... 26
FIGURA 6 - Exemplo de mensagem SOAP ....................................................... 33
FIGURA 7 - Tabelas referentes ao cadastro de obras ......................................... 36
FIGURA 8 - Classes do sistema legado ............................................................. 37
FIGURA 9 - Troca de mensagens SOAP........................................................... 40
FIGURA 10 - Requisição de serviço no formato SOAP ....................................... 40
FIGURA 11 - Fragmento da resposta SOAP retornada pelo servidor.................... 41
FIGURA 12 - TWebModule do web service......................................................... 42
FIGURA 13 - Trecho da classe teb_ws_acervo..................................................... 43
FIGURA 14 - Cliente web service........................................................................ 44
FIGURA 15 - Módulo de inclusão de obras alimentado pelo web service............. 45
TABELA 1 - Estrutura XML baseada no formato Dublin Core .......................... 26
RESUMO
A inclusão de uma obra em um acervo bibliográfico requer a atenção de um
bibliotecário ou de um funcionário que possua conhecimentos em biblioteconomia,
isto se faz necessário dada à diversidade das obras e a complexidade das normas que
regem o processo de classificação ou catalogação de um acervo. Graças à
informatização das bibliotecas e a expansão da Internet, surgiram vários acervos on
line disponíveis para consulta, e é prática comum entre bibliotecas consultar outros
acervos procurando por obras já cadastradas. No entanto, trocar efetivamente registros,
classificados ou catalogados entre bibliotecas, implica em participar de redes
dedicadas que exigem uma infra-estrutura robusta e geralmente envolvem altos custos.
Isto dificulta o acesso à estas redes para bibliotecas de pequeno e médio porte, que são
justamente as mais carentes de profissionais especializados. Este trabalho propõem-se
a viabilizar a criação de uma rede de acervos bibliográficos baseada em web services, o
objetivo principal é agilizar e baratear o processo de inclusão e manutenção de obras
em um acervo de qualquer porte. Como os web services são baseados em tecnologias
abertas e usam como protocolo de transporte o HTTP e a porta 80, qualquer biblioteca
que tenha acesso a internet estará apta a participar da rede como cliente. Para hospedar
o web service, disponibilizando as obras do seu acervo se faz necessária a instalação
de um servidor web. A rede foi concebida para trocar dados entre os sistemas que estão
em funcionamento na Biblioteca Universitária da UNIPLAC, Biblioteca Pública
Municipal de Lages, Biblioteca Pública Municipal de Florianópolis e na empresa
Método Informática Ltda. Atualmente, existem dois web services ativos, um
hospedado na UNIPLAC e outro na Método Informática, portanto, as obras destes dois
acervos já estão disponíveis para as outras bibliotecas.
Palavras-chave: Biblioteca, Acervo Bibliográfico, Web Service, SOAP, Internet.
ABSTRACT
The inclusion of a book in a bibliographical collection requires the attention of a
librarian or an employee with knowledge in librarianship, this makes necessary given
to the diversity of the collection and the complexity of the norms that conduct the
process of classification or tabulation of a collection. Thanks to the informatization of
the libraries and the expansion of the Internet, on line collections for consultation had
appeared,