Buscar

AV Oficina lit

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Fechar
	Avaliação: CEL0239_AV_ » OFICINA LITERÁRIA
	Tipo de Avaliação: AV
	Aluno:  - ADA TORRES
	Professor:
	NADIA REGINA BARBOSA DA SILVA
	Turma: 9001/AA
	Nota da Prova:          Nota de Partic.:  Data: 13/11/2014 17:30:33
	
	 1a Questão (Ref.: 201408374238)
	
	Indique as principais diferenças entre a epopeia e o romance.
	
Gabarito: A principal diferença entre a epopeia e o romance é a questão do tempo, pois a epopeia está presa ao passado. Ela vive da memória. O seu objeto de representação é o passado e a sua fonte está nos mitos e lendas. O objeto do romance é o tempo presente, suas fontes são os acontecimentos atuais.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201408373550)
	
	No final da tragédia Édipo Rei, de Sófocles, após a revelação de que o destino  se cumprira, o Corifeu , principal figura do coro, assim se dirige a Édipo:
CORIFEU
Ó sofrimento horrível de ver-se! Eis o quadro mais horripilante que jamais tenho presenciado em minha vida! Que loucura, - ó infeliz! -caiu sobre ti? Que divindade levou ao cúmulo o teu
destino sinistro, esmagando-te ao peso de males que ultrapassam a dor humana?
Oh! Como és infeliz! Não tenho coragem, sequer, para volver meus olhos e contemplar-te assim; no entanto, eu quereria ouvir-te, interrogar-te, e ver-te! Tal é o arrepio de horror que tu me causas!
SÒFOCLES. Édipo Rei. Disponível em http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cv000024.pdf
 
Explique o significado dessa fala, considerando que o coro representa o expectador ideal da tragédia.
		
	
Fundamentação do(a) Professor(a): O coro é a voz do povo, na tragédia. Corifeu perplexo com a infelicidade de Édipo se diz não ter coragem de olhá-lo, mas gostaria de ouvi-lo, interrogá-lo, em função de seu horror mediante a situação, para que sirva de exemplo.
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201408204364)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Leia atentamente a estrofe que se segue e responda a questão proposta. Carnavália Repique tocou O surdo escutou E o meu corasamborim Cuíca gemeu, será que era meu, quando ela passou por mimANTUNES, A; BROWN, C; MONTE, C. Tribalistas, 2002 (fragmento). No terceiro verso, o vocábulo corasamborim, que é a junção coração+samba+tamborim, refere-se, ao mesmo tempo, a elementos que compõem uma escola de samba e à situação emocional em que se encontra o autor da mensagem, com o coração no ritmo da percussão. Essa palavra corresponde a um:
		
	
	gíria, que compõe uma linguagem originada em determinado grupo social e que pode vir a se disseminar em uma comunidade mais ampla
	
	regionalismo, por ser palavra característica de determinada área geográfica
	
	estrangeirismo, uso de elementos lingüísticos originados em outras línguas e representativos de outras culturas
	
	termo técnico já que tem a ver com um instrumento usado por grupos específicos
	 
	neologismo, criação de novos itens linguísticos, pelos mecanismos que o sistema da língua disponibiliza
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201408202754)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Leia o verso extraído de uma canção do repertório popular.
"A tua saudade corta como aço de navaia... O coração fica aflito Bate uma, a outra faia... E os óio se enche d'água Que até a vista se atrapaia, ai, ai..." Fragmento de Cutelinho, canção folclórica.
 As palavra "navaia", "óio" e "atrapaia" revelam:
		
	
	A vontade do autor de se fazer popular por meio do uso de uma linguagem rebuscada
	
	Que o autor tem um baixo grau de escolaridade, e tem orgulho disso
	
	A fusão da linguagem literária com a linguagem científica.
	
	Incentivo ao iletramento e à falta de patriotismo, pelo total descaso com a língua materna
	 
	A representação literal da fala do indivíduo comum.revelando a riqueza de representações do real de que a Literatura dispõe. No caso, revelada na letra da música
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201408202791)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Qual das afirmações abaixo diz respeito à Epopéia?
		
	
	É uma coleção da narrativa de desventuras amorosas.
	
	É um poema que trata da figura feminina.
	
	Tem cunho profundamente religioso.
	 
	É um poema épico ou lírico.
	
	É uma obra satírica.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201408202829)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Leia atentamente o texto abaixo:
Apresentação - nesta parte, o ficcionista mostra ao leitor os primeiros dados do mundo construído, personagens e suas características, espaço em que se movimentam, as relações entre si, e as referências temporais. Complicação - é o momento em que se rompe o equilíbrio do estado inicial, surgem conflitos e ocorrem transformações, onde o encadeamento dos episódios conduz a narrativa a um ponto de tensão.Clímax - é o ponto máximo de tensão. Desfecho ou desenlace - situação final, ou seja, o equilíbrio que se restabelece depois do clímax.
Os elementos acima mencionados ¿ apresentação, complicação, clímax e desfecho ou desenlace ¿ compõem o gênero:
 
		
	 
	narrativa
	
	síntese
	
	análise
	
	crítica
	
	poesia
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201408202834)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	O ______ é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho). Entre suas principais características, estão a concisão, a precisão, a densidade, a unidade de efeito ou impressão total ¿ da qual falava Poe (1809-1849) e Tchekhov (1860-1904): o ______precisa causar um efeito singular no leitor; muita excitação e emotividade. Os termos que melhor preencheriam os espaços acima são:
		
	
	romance - romance
	
	romance - conto
	
	romance - capítulo
	 
	conto - conto
	
	conto - resumo
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201408411431)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Sobre a crônica, é correto afirmar que:
		
	 
	Há elementos como novidade, surpresa e assuntos variados do dia a dia das pessoas.
	
	Não podemos considerar a crônica como texto literário, pois, em toda crônica, há um toque jornalístico.
	
	Não há qualquer manifestação de subjetividade.
	
	Estamos falando da representação do real como ele é.
	
	Seu perfil é exclusivamente jornalístico.
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201408204321)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Luís de Camões é considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. Abaixo é reproduzida a estrofe de um de seus sonetos mais famosos. Tanto do meu estado me acho incerto, Que em vivo ardor tremendo estou de frio; Sem causa, juntamente choro e rio, O mundo todo abarco e nada aperto. É tudo quanto sinto, um desconcerto; Da alma um fogo me sai, da vista um rio; Agora espero, agora desconfio, Agora desvario, agora acerto. A estrofe citada pode ser tida como um exemplo do gênero
		
	 
	Lírico, pois o poeta fala de seus sentimentos, sendo a expressão máxima da sua subjetividade voltada para ele mesmo.
	
	Épico, pois o sofrimento imposto ao eu-lírico é sobre-humano. Impossível de agüentar.
	
	Argumentativo, pois existe uma nítida vontade de convencer o leitor.
	
	Dramático, pois é, nitidamente uma cena que vai ser reproduzida. Uma cena pensada, tendo-se em vista o teatro.
	
	Narrativo, pois há um personagem que confessa seus sentimentos. Há início, meio e fim
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201408428729)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	No romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, o narrador traça o perfil das personagens com matéria de memória, conforme sinaliza o título da obra. Diante deste fato, como podemos nos posicionar enquanto leitores?
		
	
	Devemos observar que as personagens são, totalmente, diferentes do narrador-personagem
	
	Devemos aceitar os fatos, pois, ao narrar do além-túmulo, o narrador tem uma visão mais ampla dos acontecimentos.
	
	Devemos observar que as personagens são definidas com simplicidade.
	
	Podemos acreditarem tudo que está sendo narrado, pois o narrador personagem participou dos acontecimentos.
	 
	Devemos colocar como suspeita a veracidade dos fatos, pois a memória não registra, integralmente, os acontecimentos.