A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
av

Pré-visualização | Página 1 de 2

1a Questão (Ref.: 201101819429)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Assinale a opção que indica uma característica da produção fordista
		
	
	trabalho em equipe com trabalhadores mais intelectualizados
	
	realização da produção doméstica com intensificação do trabalho
	
	predomínio da manufatura e adoção da energia do vapor
	 
	produção em larga escala, onde há intensa divisão e fragmentação do trabalho
	
	produção de pequenos lotes de produtos diversificados
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201101710397)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	A adoção do conceito de competência de uma forma acrítica traz alguns riscos para a formação profissional dos trabalhadores. O principal risco é o desenvolvimento de uma visão adequacionista da formação, voltada para o atendimento exclusivo das necessidades:
		
	
	dos trabalhadores e funcionários
	
	das escolas técnicas e profissionalizantes
	 
	das políticas públicas de educação profissional
	
	do departamento de Recursos Humanos
	 
	do mercado e das empresas
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201101713440)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Dentro das características dos paradigmas produtivos, marque:
1. Taylorismo/fordismo
2. Produção flexível (toyotismo)
(   ) Fragmentação do trabalho, linhas de montagem determinando o ritmo da produção
(   ) Trabalhador ¿coletivo¿, organizado em grupos, mais autônomo e integrado à produção
(   ) Separação entre concepção e execução do processo de trabalho, com controle da execução pelo supervisor
(   ) Versatilidade, qualidade e tecnologia
(   ) Produção de massa/consumo de massa
(   ) Produção diversificada para atender às necessidades dos consumidores
Assinale a alternativa que indica a seqüência correta das correspondências:
		
	
	1; 2; 2; 2; 1; 1
	 
	1; 2; 1; 2; 1; 2
	
	2; 1; 1; 2; 1; 2
	
	2; 1; 1; 2; 2; 1
	
	1; 1; 1; 2; 2; 1
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201101712067)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	De acordo com Kato: "Toda atividade produtiva envolve um risco de fracasso, que pode ser reduzido, mas jamais eliminando totalmente. Quem deve assumir o risco? O governo, o empresário ou o trabalhador?" (KATO, J. M.; PONCHIROLLI, O.O desemprego no Brasil e os seus desafios éticos. Revista FAE. Disponível em: http://www.fae.edu/publicacoes/pdf/revista_da_fae/fae_v5_n3/o_desemprego_no_brasil.pdf Acesso em:11 abril 2012).
A contração do emprego e a precarização apontam para o fato de que o crescimento econômico apresenta desigualdades. Sobre a noção e o discurso da empregabilidade em tempos de globalizado, poderíamos tecer algumas considerações:
I - Que há distorção no foco da questão, culpabiliza-se o indivíduo e não o sistema;.
II - Que os trabalhadores que buscam requalificar-se, protamente são absorvidos pelo mercado;
III - Que o crescimento econômico apresenta-se não includente.
Quando o fracasso é imputado ao trabalhador podemos inferir como sendo verdadeira a opção que apresenta as afirmativas:
		
	
	I e II
	 
	I e III
	
	Apenas a I
	
	I, II e III
	
	II e III
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201101710402)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Marque V ou F em relação aos aspectos relacionados ao conceito de competência
(   ) está centrada no indivíduo
(   ) possui propriedades estáveis
(   ) está centrada no desempenho
(   ) refere-se à capacidade real de chegar a resultados
(   ) é dada apenas pelo saber resultante da experiência e da formação
 
		
	
	V, V, F, V, V
	
	F, F, V, V, V 
	 
	V, F, V, V, F
	
	V, F, V, F, F
	
	 F, V, V, F, F
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201101709408)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Nas sociedades primitivas, não havia a propriedade privada da terra e tudo era feito em comum. Oshomens produziam sua existência em comum e a educação ocorria neste processo. A educação coincidia com o próprio processo de trabalho. Com o  surgimento de uma educação diferenciada, foi construída uma educação distinta para a elite e para o povo. Essa  mudança foi determinada pelo advento da:
		
	
	revolução industrial
	
	influência da Igreja
	
	maquinaria de base rígida
	 
	sociedade de classes
	
	hegemonia burguesa
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201101709461)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Na Idade Média, as escolas paroquiais, as escolas catedralícias e as escolas monacais eram as escolas que se destinavam à educação:
		
	
	dos servos
	 
	da classe dominante
	
	da burguesia
	
	dos artesãos
	
	do povo
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201101711858)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Entre as mudanças no mercado de trabalho ocorridas em virtude das transformações econômicas após a crise dos anos 70 é possível afirmar que:
 I) A nova realidade do mundo do trabalho coloca em cheque a própria mensagem integradora do ideário liberal, centrada na crença de que a organização produtiva é eficiente e capaz de, em seu processo de expansão, absorver um número crescente de indivíduos.
II) As principais mudanças no mercado de trabalho da atualidade dizem respeito a: redução do operariado industrial; a presença de formas de trabalho precário, parcial, temporário, subcontratado, vinculados à economia informal;
III) Apenas para um pequeno contingente de trabalhadores que permanece empregado se exige uma elevada qualificação, enquanto que para os demais trabalhadores (precarizados ou excedentes) a questão da qualificação não se coloca como um problema para o mercado.
IV) Os baixos índices de crescimento econômico e a ausência de expansão do mercado de trabalho, próprios da nova etapa do processo de acumulação capitalista, fazem com que o mérito individual seja responsável pela posição alcançada pelo sujeito no mercado formal.
Assinale a alternativa correta:
		
	
	Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras
	
	Somente a afirmativa IV é verdadeira
	
	Somente a afirmativa II é verdadeira
	
	Somente as afirmativas I e II são verdadeiras
	 
	Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201101712330)
	Pontos: 0,0  / 1,5
	Adam Smith, teórico da economia política moderna, acreditava que os trabalhadores na sociedade capitalista deveriam receber educação básica, uma vez que passavam a ter um pensamento mais ágil e mais adequado à vida na sociedade urbano-industrial. Entretanto, afirmava: "Instrução para os trabalhadores, porém em doses homeopáticas".
Essa afirmação expressa a contradição da educação sob o capitalismo. Explique essa contradição.
		
	
Resposta: O saber é o meio de produção, que deve ser acoplado junto com a area profissional emancipatório, visando um profissional integral, não somente aproveitando dele aquilo que somente há interesse de um lado ( burguesia). Quando fala em doses homeopáticas ele quer dizer isso, um profissional integral, aquele que sabe se desenvolver em tudo, articulado, e não somente para doses homeopáticas
	
Gabarito:
O saber é meio de produção. Na sociedade capitalista, os meios de produção são de propriedade privada da burguesia e, portanto, o saber deveria ficar sob o controle da burguesia. Entretanto, as necessidades econômicas e políticas da sociedade capitalista urbano-industrial exigem dos trabalhadores o acesso ao saber. Sem ele o trabalhador não é capaz de produzir com eficiência. Se este acesso ao saber for amplo, os trabalhadores ganham poder  (saber é poder),  passam a deter um meio de produção.... Nesse sentido, é necessário para a manutenção da estrutura de poder capitalista que os trabalhadores tenham acesso ao saber apenas em "doses homeopáticas".
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201101713540)
	Pontos: 1,0  / 1,5
	Leia o fragmento a seguir: "A pedagogia taylorista/fordista, ainda dominante, mas tendendo a não ser mais hegemônica, buscou atender às demandas de formação, através de um sistema de ensino dual, dos intelectuais/trabalhadores