Aula 21.2 - Regulaç¦o da express¦o gênica
7 pág.

Aula 21.2 - Regulaç¦o da express¦o gênica


DisciplinaBioquímica Celular436 materiais5.994 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Adenilato ciclase inativa
 + - Adenilato ciclase ativa 
estado ativo CRP- AMPc
do operon
Operon TRP
 É outra forma de repressão e está relacionado com a síntese do aminoácido triptofano.
 Esse operon é formado por cinco genes, TRP C, TRP D, TRP A, TRP E e TRP B e esse genes estão envolvidos na síntese de triptofano.
 O operon TRP pode regular a síntese do triptofano de duas maneiras:
maneira similar a repressão: a proteína repressora reprime o operon, mas ao contrário do exemplo anterior quando o triptofano está presente, ele se liga a proteína repressora e só assim ela se liga no operador impedindo a transcrição. Isso ocorre para que não haja produção em excesso do aminoácido.
a outra forma é chamada de atenuação e é a interrupção da transcrição.
 O RNAm do operon TRP além de ser uma região codificadora de proteínas ele tem uma seqüência anterior, chamada de seqüência de atenuação ( 1, 2, 3 e 4).
 A seqüência 1 é chamada de peptídeo líder e serve de molde para a síntese de um determinado peptídeo que contém dois triptofanos. Em procariotos, após a transcrição pode-se ter os ribossomos ligando no RNAm para começar a tradução.
 Quando se tem alta concentração de triptofano, quando o RNAm está sendo transcrito, o ribossomo se liga na ponta 5\u2019 que relaciona-se com a seqüência 1.
Quando ele começa a ler o códon ele começa a sintetizar o peptídeo linha. O ribossomo vai fazendo a síntese e vão entrando as duas moléculas de triptofano. O ribossomo pára nessa região porque há um stop códon. Enquanto ele está parado as regiões 3 e 4 se paream ( devido ao fato da seqüência 3 ter vários C e a seqüência 4 ter vários G) formando um grampo, isso acarreta na oscilação da estrutura da RNA polimerase fazendo com que ela se solte da fita. Assim a transcrição é interrompida.
 O ribossomo quando chega ao stop códon ele pára e acaba por encobrir parte da região 1 e parte da região 2. Isso ocorre devido ao tamanho do ribossomo.
 Já sem triptofano, o ribossomo pára antes de chegar no stop códon porque não haverá triptofano para sintetizar a fita, assim ele não conseguirá prosseguir. Sendo assim ele ocupa apenas a região 1. A região 2 vai parear com a 3 formando um grampo, mas agora a RNApolimerase está longe e não percebe modificação da estrutura do RNA, assim ela continua transcrevendo o RNA e a por fim haverá a tradução. 
 Resumindo o operon além de ter determinados genes possui seqüências de atenuação, que vai fazer com que ocorra diminuição da transcrição. A seqüência que codifica para o peptídeo líder é chamada de seqüência 1 e tem além de aminoácidos dois resíduos de triptofano.
 Primeiro começa a traduzir o peptídeo líder, ao chegar no stop códon, o ribossomo acaba por encobrir parte da seqüência 1 e da 2. A seqüência 3 tem nucleotídeos que permitem que ela se combine tanto com a sequência 2 como a 4.
Nesse caso como o ribossomo está encobrindo a região 2, a região 3 irá parear com a região 4. Isso causa a mudança de conformação da RNApolimerase e ela acaba por se soltar.
Quando não há triptofano, o ribossomo para no códon pára o triptofano. Parando nessa região a seqüência da região 2 fica livre formando um grampo com a região 3. A região 4 fica livre e o grampo não afeta a RNA polimerase e haverá tradução.
Inocencio
Inocencio fez um comentário
para mim que sou futuro farmaceutico, e uma mais valia. Muito grato
0 aprovações
Carregar mais