autoperfeicao com Hatha Yoga Jose Hermogenes

autoperfeicao com Hatha Yoga Jose Hermogenes


DisciplinaPsicologi411 materiais202 seguidores
Pré-visualização50 páginas
adao
Sticky Note
Caro Leitor:nullEste livro aqui disponibilizado, é uma cópianullde outra cópia em Xerox, portanto não hánullqualidade. Exceto pelo conteudo. Persistanullna leitura, conheça seu corpo. Dê importannullcia ás dicas do Hermógenes. 
adao
Sticky Note
Caro Leitor:nullEste livro aqui disponibilizado, é uma cópianullde outra cópia em Xerox, portanto não hánullqualidade. Exceto pelo conteudo. Persistanullna leitura, conheça seu corpo. Dê importannullcia ás dicas do Hermógenes. 
adao
Sticky Note
Caro Leitor:nullEste livro aqui disponibilizado, é uma cópianullde outra cópia em Xerox, portanto não hánullqualidade. Exceto pelo conteudo. Persistanullna leitura, conheça seu corpo. Dê importannullcia ás dicas do Hermógenes. 
adao
Sticky Note
Caro Leitor:nullEste livro aqui disponibilizado, é uma cópianullde outra cópia em Xerox, portanto não hánullqualidade. Exceto pelo conteudo. Persistanullna leitura, conheça seu corpo. Dê importannullcia ás dicas do Hermógenes. 
AUTOPERFEICAO
COM
BATBA YOGA
o DOAlTJ'O
YOGA
o
do
\u2022- ,
,
m
u
\u2022
\u2022
\u2022
\u2022
DID).
) - 4~
-2.
-~
) - .
e Ci '
- (II?
-
-
e I - "5~
\u2022
\u2022
\u2022
\u2022
T
\u2022 Yo (I CQ fi -
-
)
)
ri
- ...
d
enral do
,
')-
\u2022
\u2022
\u2022
(JI
\u2022 G
\u2022
n Ru Uru
. RJ. - ~O.OOO.
py
-
\u2022
)
. 7'T\
. ,,..
\u2022
\u2022
\u2022
\u2022
\u2022 Ex
\u2022
\u2022
de
IE.C. 73
\u2022'
" ~'I I"."
, Crn1JO d
(Rio)· '(5.P.);
).
I
.3,73.
-=-.;
Capa de Luiz Fontes
Ilustra~6es de Ivan W. Rodrigues
Foros do EstUdio JB
\u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022 \u2022
Posaram para as lotos 0 autor e sua esposa
Direitos reservados para 0 Brasil pela .
DISTRIBUIDORA RECORD DE SERVI<;OS DE IMPRENSA S. A.
Rua Argentina 171 - 20921 Rio de Janeiro, RJ
lmpresso no Brasil
A Maria,
- esposa que Deus
guardava para mim
depois que eu
atravess~e 0 deserto.
ACADEMIA HERMOGENES
Rua Uruguaiana, 118 - cobertura
Fone: 224-9189
\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022\u2022
&quot;Mas teu, ezercfcfos prattea-os diariamen-
Ie com a ,erieda4e de um ritual e com a in-
~fdcuU e 0 zelo de um genuino artilta
mtereua40 em prod1Uir uma obra genial. A
OMa genUll ~, tu mumo, e 0 artilta tambeml&quot;
\u2022\u2022..\u2022...... ... M'DDK
PREFACIO
~a dez anos, convenCldo de que &quot;fellcldade nao compart1lhada,
se nao fosse um mito, serta furto ou paras1tismo&quot;, eu, um ex-tuber-
culoso, ex-gorducho, ex-abatido, ex-angustiado, ex-fatlgado, resgatado
da Infellz &quot;normalldade&quot; d'e nossos dlas, rejuvenescido, forte, em
harmonia com1go mesmo, tendo aprendldo a amar a Deus, e no desejo
de servt-Lo em meus semelhantes, lancel a prtmeira edi~ao deste li-
vro, que, em dols meses, f01 consumlda. As ed1~s subseqiientes loram
conquls~ndo centenas de milhares de pessoas, dando nova dir~ e
dimensoes novas as suas vldas. 0 &quot;mUagre&quot; que se dera em mim,
com a gra\;a de Deus, se multlpllcou&quot;. E se multlpllcara - estou·certo.
o livro destinava-se a ajudar. E 0 conseguiu. Multo ma1s do
que serla ruoavel esperar. Uma senhora em Ollnda, ate entia neuro-
t1zada porque tinha uma 1Uha retard'ada, fez as pazes com 0 mundo
e com Deus. Passou aver na 1Uha, nao mais um entrave, pore um
elemento que a D1v1ndad'e the dera para, atra&quot;es do amor materno
e da res1gna\;&o, caminhar na estrada luminosa do espirlto. Uma frei-
ra brasUelra, beneflclada pelo livro, usa-o agora como guia para ensl-
nar Yoga a suas irmas, numa comunidade da Belgica. Um Jovem
monge franc1seano alcan\;ou vlvencias esp1r1tua1s mats pl'OfuDdu.
Uma senhora de Porto Alegre que, devido a uma velha tobla, nio
mats sata soz1nh:a de casa; libertou-se. Um senhor de 75 anos, gordu-
cho e reumat1co, reduzlu 20Cm na c1ntura e, sadio, hoJe Be pOe. de ea-
he\;a para baixo com uma tacrndade invejavel. Um adoleseente, euJo
pat r entemente· praticara suicldlo, recobrou 0 gosto pela vida. Bu·
mUde tunc10narto dos correios, em Natal, venceu a t1m1dez neurOtI-
ca e come\;ou a vlver. TamWm em Natal, um tuncionarto do Banco
Ito Brasil, depo1s de muitos anos de diabetes que parecla lnvenclvel,
acha-se radlc ente curado. Um viajante de laborat6rto tartJ18du-
tlco, depois de llbertar-se de um semivlver enferml\;o, ao lade de sua
maleta de amostras, hoje carrega. para mostrar aos medicos, um novo
medlcamento: um exemwar deste livro. Em Porto Alegre. um locutor
esportlyo melhorou. senslv~lmente a voz, e hoje nao sente tadiga ao
1rrad1ar uma partida. No Rio de JaneIro, urna jovem inutllizada pela
p6lio restabeleceu conslderavel parte dos movlmentos das pernaa. Em
Recife. uma senhora mae de quatro mhos consegu1u evltar uma In-
tervenl;ao pulmonar ja. de data marcada e reequilibrou .seu psiquis-
mo. Em Campinas, um advogado neur6tlco reencontrou a harmonia
que se rompera. Na mesma cidade um seu colega de protissio reeupe-:
rou-se de uma pol1artrite. No Rio, uma senhora l1bertou-se de uma
dor de cabe\;a que durava oito anos, e um engenheiro aposentado,
9
<1e uma enxaqueca que 0 atormentava hli c1nquenta. No Rio Gran-
de do Norte, um velho ateu se voltou para Deus. Um funclonart6 do
Minlsterlo da Martnha, ha multos anos presa de uma obsessao er6-
tica, trlunfou sobre sua fraqueza. 1; hoje um homem livre. Nio sel
do numero dos que venceram a Insonia, a prlsao de ventre, a asma,
as arritmias cardlacas,a inercia hepatica ... E quantos deixaram de
ser martirizados por &quot;bicos-de-papagaio&quot;? E quantos puderam aban-
donar coletes de aco e coleiras? Nao sei quantos. E Quantas recobra-
Tam a vida-sorriso, a vida-coragem, a vida-luz?! Mllhares. nao sei
quantos, se alforriaram cro fumo, do alcool, das drogas. Muitos, mas
muitos mesmo, ou quase todos que leram e praticaram este metoda
experimentaram paz, conqulstaram equanimidade, crlaram coragem
para viver, lutar e veneer.
Hoje milhares de pessoas bendizem 0 dia em que se lnlclaram
no Yoga, como leitores e como pesquisadores de sua mosofia, onde
encontraram um rumo para a existencia, uma solucao, um abrlgo
contra 0 desespero, urn antldoto contra 0 medo, um caminho para
o amor, para a luz, para 0 bem, e para Deus.
Meses depols de lancada a primeira ediCao, consideravel volume
de correspondencia fol crescendo. Eram nottcias, agradecimentos, re-
latarios cheios de entuslasmo. Choveram depoimentos, alguns dO-I
curnentados (1). Hoje dlsponho de um arqulvo precioso de provas es-
crttas e gravadas. Cartas de perto. Outras de multo longe: Angola,
Argentina, Urugual, Peru, Portugal, Espanha, Alemanha, Estados
Unidos.
Dlanre da evidencla tao eloqiiente com gente supondo coisas
grandiosas que nao mereco, peco a Deus que &quot;nao me deixe cair na
tentacao&quot; da vaidade, pols serla minha rulna esplrttual. Atrtbuo
tantas vit6rias, tantos casos emocionantes e lindos, a. graca onlatuan-
te d:e Deus. Ela operou todas as libertacoes, todas as transformacOes
e curas. Todos aqueles que se harmonizaram com 0 Todo, por melo
do Yoga, conseguiram reorganizar suas vidas, sanear suas mentes e·
lnstalar saude em seusnervos, vlsceras, glandulas, mUsculos ...
o mesmo vat acontecer com voc~. Esteja ceria.
Yoga nao e supersticio. 1; ciencia. Clencia da boa, que a medi-
c1na acata e utillza. Os medicos beql Informados receitam Yoga. Nao
fosse Yoga merecedora do apoio da classe medica nao terta eu, urn
le1go, comparecldo com trabalhos a sels congressos medicos: quatro
na Guanab!U'a e dols em Call. Houvesse suspeita de chariatan1smo,
na.o tlvesse bases austeras, nao fosse uma ciencla, minha esposa e eu
nao terlamos tldo a grande alegria de aplicar yogaterapia a internos
na Santa Casa de Mlseric6rdla do Rio, nao terla eu tantas oportu-
nldades de fazer conferencias para medicos em faculdades de
medlcina.
(1) Anteelpadamente agrade&quot;o a todOll que me ennaram leul depolmentOll.
que me sterem a alegrla de I&Jer que trluntaram Be posalvel. envlem documentOll