A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
NOB 96, PACTO PELA SAUDE

Pré-visualização | Página 1 de 1

Norma Operacional Básica do SUS 
NOB-SUS 01/96
FINALIDADE
A presente Norma Operacional Básica tem por finalidade primordial promover e consolidar o pleno exercício, por parte do poder público municipal e do Distrito Federal, da função de gestor da atenção à saúde dos seus munícipes.
Com a consequente redefinição das responsabilidades dos Estados, do Distrito Federal e da União, avançando na consolidação dos princípios do SUS.
FINALIDADE
Busca-se, dessa forma, a plena responsabilidade do poder público municipal. Assim, esse poder se responsabiliza como também pode ser responsabilizado, ainda que não isoladamente. Os poderes públicos estadual e federal são sempre co-responsáveis, na respectiva competência ou na ausência da função municipal.
Esse exercício, viabilizado com a imprescindível cooperação técnica e financeira dos poderes públicos estadual e federal.
FINALIDADE: COMPETÊNCIA DOS MUNICÍPIOS
OBJETIVO DAS NORMAS OPERACIONAIS
 INDUZIR E ESTIMULAR MUDANÇAS;
 APROFUNDAR E REORIENTAR A IMPLEMENTAÇÃO DO SUS;
 DEFINIR NOVOS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS, PRIORIDADES, DIRETRIZES, E MOVIMENTOS TÁTICOS OPERACIONAIS;
NORMALIZAR O SUS;
NOB-SUS 01/96
ENTRE AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS OBSERVADAS NA NOB-SUS 01/96 TEMOS:
 CRIAÇÃO DO PAB (PISO ASSISTENCIAL BÁSICO), repassado fundo a fundo de maneira regular e automática.
Promove à ampliação de cobertura do PSF e Programa Agentes Comunitários de Saúde;
FINANCIAMENTO DO SUS: REPASSE FUNDO A FUNDO
Incentivo aos Programas de Saúde da Família (PSF) e de Agentes Comunitários de Saúde (PACS)
a) Programa de Saúde da Família (PSF): 
• acréscimo de 3% sobre o valor do PAB para cada 5% da população coberta, até atingir 60% da população total do município; 
• acréscimo de 5% para cada 5% da população coberta entre 60% e 90% da população total do município; e 
• acréscimo de 7% para cada 5% da população coberta entre 90% e 100% da população total do município. 
 OBS: Os percentuais não são cumulativos quando a população coberta pelo PSF e pelo PACS ou por estratégias similares for a mesma.
Incentivo aos Programas de Saúde da Família (PSF) e de Agentes Comunitários de Saúde (PACS)
 b) Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS): 
• acréscimo de 1% sobre o valor do PAB para cada 5% da população coberta até atingir 60% da população total do município; 
• acréscimo de 2% para cada 5% da população coberta entre 60% e 90% da população total do município; e 
• acréscimo de 3% para cada 5% da população coberta entre 90% e 100% da população total do município. 
OBS: Os percentuais não são cumulativos quando a população coberta pelo PSF e pelo PACS ou por estratégias similares for a mesma.
TODOS OS PROGRAMAS CITADOS ESTÃO CORRETOS, PORÉM FOCAR NOS GRIFACDOS – PROGRAMAS RELACIONADOS AO FINANCIAMENTO DO PABVARIÁVEL
PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006
PACTO PELA SAÚDE 2006
12
PACTO PELA SAÚDE 2006
Na perspectiva de superar as dificuldades apontadas, os gestores do SUS assumem o compromisso público da construção do PACTO PELA SAÚDE 2006, que será anualmente revisado, com base nos princípios constitucionais do SUS, ênfase nas necessidades de saúde da população e que implicará o exercício simultâneo de definição de prioridades articuladas e integradas nos três componentes: Pacto pela Vida, Pacto em Defesa do SUS e Pacto de Gestão do SUS.
13
PRIORIDADES DO PACTO PELA SAÚDE 
14
PRIORIDADES DO PACTO PELA VIDA
15
PRIORIDADE DO PACTO EM DEFESA DO SUS
Mostrar aos usuários a saúde como direito de cidadania e o SUS como sistema público universal garantidor desses direitos;
Aprovar o orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três esferas de gestão, explicitando o compromisso de cada uma delas.
16
PRIORIDADES DO PACTO DE GESTÃO DO SUS
DEFINIR DE FORMA INEQUÍVOCA A RESPONSABILIDADE SANITÁRIA DE CADA INSTÂNCIA GESTORA DO SUS: federal, estadual e municipal, superando o atual processo de habilitação.
17
Confira os compromissos de cada um:
18
Confira os compromissos de cada um:
19
Confira os compromissos de cada um:
20
LEMBRANDO...
21
QUESTÃO:
O PACTO PELA SAÚDE (2006), DIVULGADO PELA PORTARIA n 399 DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, IMPLICA NO EXERCÍCIO SIMULTÂNEO COM DEFINIÇÃO DE PRIORIDADES ARTICULADAS EM TRÊS COMPONENTES DISTINTOS, DENOMINADOS:
A) Pacto pelo SAI/SUS, em defesa da vida, de gestão.
B) Pacto pela saúde, em defesa do SUS e de gestão.
C) Pacto pela vida, de gestão e em defesa do SUS.
D) Pacto em defesa da vida, de gestão e pela saúde.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.