A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
REFORMA SANITÁRIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

REFORMA SANITÁRIA
ENFERMAGEM EM SAÚDE DA FAMÍLIA
ANTES E DEPOIS DA CRIAÇÃO DO SUS
PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO SISTEMA DE SAÚDE:
PERFIL EPIDEMIOLÓGICO
Predomínio das doenças transmissíveis, grandes epidemias e doenças pestilenciais, fruto da imigração, migração, formação de aglomerados e das precárias condições de saneamento básico:
CENÁRIO POLÍTICO E ECONÔMICO
Instalação do modo de produção capitalista, surgindo as primeiras industrias. Mas, mesmo assim, modelo predominante era Agrário-exportador (Café, borracha).
 Precárias condições de trabalho e de vida das populações urbanas Surgimento de Movimentos Operários (Greves em 1917 e 1919)
CAPS (Caixa de Aposentadoria e Pensão)
CENÁRIO POLÍTICO E ECONÔMICO
Ameaças aos interesses do modelo AGRÁRIO-EXPORTADOR
 Intervenção do Estado
 Organização do serviço de saúde pública e
 campanhas sanitárias
OBS: Os serviços foram definidos pela necessidade econômica.
Organização do setor de saúde
 Acesso da população:
FATOS MARCANTES
Epidemia de FEBRE AMARELA na capital da República (Atual Rio de Janeiro)
 Oswaldo Cruz assume o Departamento Federal de Saúde Pública, onde fez usos de ações arbitrárias:
Resultou na erradicação da FA, com medidas Campanhistas, e vacinação obrigatória, que desencadeou a REVOLTA DA VACINA.
MAIS TARDE, EM MEADOS DO SÉCULO XX
As CAPs foram substituídas pelos Institutos de Aposentadorias e Pensões (IAPs), que atendiam a uma determinada categoria profissional, já com alguma participação do Estado nesta gestão.
 CAPs IAPs
 
POR VOLTA DE 1966
 Os IAPs foram unificados e criado o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) - com ainda maior participação do Estado.
SAÚDE NO BRASIL
Prevenção e Controle das doenças – “COLETIVIDADE”.
Modelo Campanhista – MS
Modelo médico privatista – “PREVIDÊNCIA”
Medicina individual (Exclusiva para contribuintes)
Em 1977
 Foi criado o INAMPS.
OBSERVAÇÃO:
Quem precisasse de assistência assistência médica ou deveria pagar diretamente pela mesma, ou ser atendido em instituições filantrópicas, ou ser um trabalhador vinculado formalmente ao mercado de trabalho.
PREVIDÊNCIA ENTRA EM CRISE
Ao final dos anos 70, a Previdência entrou em crise explícita, advinda: 
 Da má aplicação dos recursos. 
 Do uso dos recursos em obras sem retomo para o caixa.
 Do privilegiamento do setor privado. 
RESULTANDO: 1.Em um quadro de desigualdade. 2.Condições de vida insalubre. 3.Saneamento precário
MOVIMENTO DA REFORMA SANITÁRIA
O movimento da Reforma Sanitária,em finais da década de 70, e que culminou com a VIII-a Conferência Nacional de Saúde em 1986, propõe que a saúde seja: 
 Um direito do cidadão,
 Um dever do Estado,
 Acesso a todos os bens e serviços que a promovam e recuperem seja universal. 
IMPORTANTE
QUEM ERA O MOVIMENTO SANITÁRIO?
 Sanitaristas, técnicos do setor saúde, acadêmicos, secretários de saúde, simpatizantes da discussão de saúde, etc. 
IMPORTANTE
O QUE O MOVIMENTO BUSCAVA?
 Buscava reverter a lógica da assistência à saúde, com os seguintes princípios: 
I. Universalizar o direito à saúde. (UNIVERSALIDADE) 
II. Integralizar as ações de cunho preventivo e curativo, desenvolvidas pelos Ministérios da Saúde e da Previdência separadamente. (INTEGRALIDADE) 
III. Inverter a entrada do paciente no sistema de atenção - ao invés de buscar o hospital quando já estiver doente, buscar a prevenção do preventivo para o curativo- promover saúde. (HIERARQUIZAÇÃO) 
IV. Descentralizar a gestão administrativa e financeira. (DESCENTRALIZAÇÃO) V. Promover a participação e o controle social. (PARTICIPAÇÃO)
VITÓRIA
 No ano de 1987, teve início a Assembléia Nacional Constituinte. Uma nova Carta Constitucional viria legitimar todas as propostas reformistas que estavam em andamento.
IMPORTANTE
QUESTÃO:
A Reforma Sanitária pode ser entendida como:
A) Um movimento da elite sanitarista brasileira que marcou a consolidação da assistência à saúde de caráter privado.
B) Um movimento, organizado por sanitaristas, que eram a favor da precariedade dos serviços básicos de saúde.
C) Um movimento organizado por sanitaristas, que consistiu na organização dos setores progressistas de profissionais de saúde pública, tendo colocado em debate a relação da prática em saúde com a estrutura de classes da sociedade.
D) Um movimento que propunha a redefinição da atenção à saúde mental prestada no Brasil.
E) Um movimento, composto somente por profissionais de setores privados da saúde, que colocou em debate a relação entre a prática da saúde e a estrutura de classes da sociedade.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.