A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
118 pág.
historia colonial

Pré-visualização | Página 3 de 14

as afirmações:
	
	
	
	 
	Apenas I e III;
	
	
	Apenas a I e II;
	
	
	Apenas a II e III;
	
	
	Apenas a III.
	
	
	Apenas a I;
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		8.
		Leia as afirmativas abaixo e em seguida escolha a opção correta: I A chegada de Pedro Álvares Cabral à América portuguesa ocorreu quando Portugal e Espanha eram países concorrentes e disputavam o controle da navegação pelas águas do Oceano Atlântico. II A população que habitava a América portuguesa, antes da chegada dos europeus, foi capturada e transformada em escrava para servir a produção do tipo Plantation. III As motivações para a expansão marítima iam além das comerciais, já que nos séculos XV e XVI havia o desejo de expandir a fé Católica.
	
	
	
	
	c) Apenas III
	
	 
	b) Apenas I e III
	
	
	d) Apenas II
	
	
	a) I e II e III
	
	
	e) Apenas I
		.
		Segundo Sérgio Buarque de Holanda, no livro Raízes do Brasil, os portugueses eram dotados de um "espírito aventureiro" essencial para empreender a busca pelo caminho das Índias. Vários fatores contribuíram, segundo o autor, para o pioneirismo português na descoberta de novas terras no período moderno. Qual dessas alternativas NÃO se relaciona ao pensamento do autor em questão:
	
	
	
	
	a presença de alianças e interesses entre a burguesia e parte da nobreza que apoiava a Revolução de Avis.
	
	
	a vontade de enriquecer sem muito esforço e trabalho, em função da ausência de uma "ética protestante", comum em outras regiões da Europa.
	
	
	a ausência do feudalismo em Portugal, que permitiu a ousadia portuguesa .
	
	 
	a presença de rupturas traumáticas entre a burguesia nascente e a nobreza, tendo cada grupo social pensamentos, modo de agir e viver completamente distintos.
	
	
	a falta de uma hierarquia mais rígida naquela sociedade, onde a burguesia nascente acabou por adotar os valores da nobreza.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		2.
		Dentre as alternativas abaixo, marque aquela que não contribuiu para o pioneirismo das expansões portuguesas:
	
	
	
	
	Centralização da monarquia que possibilitou maiores investimentos do Estado.
	
	
	Conhecimento das técnicas de navegações.
	
	
	Existência de um espírito cruzadístico para a expansão da fé católica.
	
	
	Localização geográfica que facilitava a busca por novas terras no Atlântico.
	
	 
	Aliança com os mulçumanos que possuíam capital para investir nas colônias.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		3.
		A expedição realizada por Martim Afonso de Sousa realizada nos idos de 1532 tinha como objetivo:
	
	
	
	 
	Realizar o reconhecimento da costa litorânea do território e realizar as primeiras ações para ocupação efetiva através das experiências agrícolas.
	
	
	Implantar o sistema de governo geral.
	
	
	Defender as comunidades indígenas da escravidão e maus tratos.
	
	
	Trazer a primeira leva de negros submetidos à condição de escravos.
	
	
	Propor uma trégua em relação às invasões francesas.
	
	
	
		
	
		4.
		Ao examinar as estruturas sociais e culturais dos grupos indígenas do tronco linguístico tupi, o sociólogo brasileiro Florestan Fernandes apontou algumas das principais características desses grupos. Assinale, entre as opções abaixo, aquela que apresenta, corretamente, essas características.
	
	
	
	
	Organização social baseada nas relações de parentesco e na monogamia.
	
	
	Organização política baseada na centralização da burocracia do Estado, tal como entre os maias.
	
	 
	Completa ausência de organização social, o que demonstra como esses grupos eram atrasados em relação aos grandes impérios indígenas da América espanhola.
	
	 
	Organização social baseada nas relações de parentesco e na poligamia.
	
	
	Organização produtiva baseada no uso da mita, tal como entre os incas.
	
	
	
		
	
		5.
		Nas comemorações do quinto centenário da descoberta do Brasil teve início uma discussão historiográfica que questionava e rejeitava a palavra "descobrimento". Dentre essas novas correntes historiográficas, uma corrente defendia o "achamento", enquanto outra preferia "encontro" e outra, ainda, "invasão". Todas elas apresentam suas razões para essa defesa. Assinale, abaixo, qual a explicação que NÃO representa nenhuma dessas novas correntes que se opõem ao "descobrimento".
	
	
	
	
	Para uma corrente mais próxima à Antropologia, os habitantes das Américas eram, na época dos descobrimentos, superiores, em número, aos habitantes da Europa. No século XIX, o continente americano era considerado pouco habitado. Logo, o que ocorreu entre a época dos descobrimentos e o século XIX foi a aniquilação desses povos. Portanto, para essa corrente, não houve o descobrimento das Américas, mas uma invasão.
	
	 
	Pode-se dizer que o descobrimento do Brasil ocorreu por acaso, em virtude de uma calmaria que a expedição de Cabral encontrou pelo caminho que o afastou de sua rota original, fazendo com que viesse descobrir o Brasil.
	
	
	Para o historiador espanhol Sanchez de la Cuesta, o que aconteceu em 1500 foi um encontro, isto é um contato entre povos, culturas e civilizações.
	
	
	O Tratado de Tordesilhas dá claros indícios de que havia o conhecimento de que existiam novas terras no local onde foi traçada a linha imaginária do Meridiano de Tordesilhas.
	
	
	Para reforçar a tese contrária ao descobrimento "por acaso", há mapas chineses, do tempo de suas expedições exploratórias no século XIII onde podemos observar a representação dos continentes africano, australiano e americano, assim como já está representada a forma circular da Terra.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		6.
		Dentre os principais fatores que contribuiram para as expansões marítimas e comerciais portuguesas pode-se destacar EXCETO a:
	
	
	
	
	expansão da fé católica.
	
	
	busca pelo comércio de especiarias
	
	 
	necessidade importar de mão de obra indígena para trabalhar na lavoura européia.
	
	
	procura de metais preciosos.
	
	
			1.
		"Já se conhecia o bastante do Brasil para esperar que nele a cana-de-açúcar dar-se-ia bem. O clima quente e úmido da costa ser-lhe-ia altamente favorável;e quanto à mão-de-obra, contou-se a princípio com indígenas que, como vimos, eram relativamente numerosos e pacíficos no litoral. Estas perspectivas seriam amplamente confirmadas; o único fator ainda ignorado antes da tentativa, a qualidade do solo, revelar-se-ia surpreendemente pacífico, em alguns pontos pelo menos da extensa costa." 
(JUNIOR, Caio Prado. História Econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2004. p. 32).
Sobre o texto acima, analise as afirmações a seguir e julgue a que for incorreta.
	
	
	
	
	o custo para manter a empresa colonial açucareira era muito alto, o que tornava o comércio do açúcar inviável para pequenos produtores.
	
	
	A cultura de cana-de-açúcar se prestava, economicamente, às grandes plantations pois era necessária uma considerável estrutura para esse tipo de plantação.
	
	 
	a plantação, a colheita e o transporte da cana-de-acúcar tinham um custo baixo e isso ampliava o número de pessoas que poderiam realizar essa atividade.
	
	
	foi utilizada, inicialmente, a mão-de-obra indígena mas esta buscou inúmeras formas de resistência.
	
	 
	o clima teve um papel decisivo na discriminação dos tipos agrários que aqui existiram, propiciando a formação de grandes plantações monocultoras.
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
		
	
		2.
		Sobre a introdução do governo geral no Brasil colonial, leia as alternativas abaixo: