A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
69 pág.
apostila raciocicnio logico para concursos

Pré-visualização | Página 10 de 29

c.) O conjunto dos republicanos contém o con-
junto dos marinheiros.
d.) Algum marinheiro não é republicano.
e.) Nenhum marinheiro é republicano.
9. (ICMS/97) Todo cavalo é animal. Logo,
a.) Toda cabeça de animal é de cavalo.
b.) Toda cabeça de cavalo é cabeça de animal.
c.) Todo animal é cavalo.
d.) Nem todo cavalo é animal.
e.) Nenhum animal é cavalo.
EDITORA APROVAÇÃO
23Raciocínio Lógico
10. Os dois círculos abaixo representam, respecti-
vamente, o conjunto S dos amigos de Sara e o 
conjunto P dos amigos de Paula. 
Sabendo que a parte sombreada do diagrama 
não possui elemento algum, então 
a) todo amigo de Paula é também amigo de Sara. 
b) todo amigo de Sara é também amigo de Paula. 
c) algum amigo de Paula não é amigo de Sara. 
d) nenhum amigo de Sara é amigo de Paula. 
e) nenhum amigo de Paula é amigo de Sara. 
11. Se não é verdade que:
“Algum palmeirense é inteligente”. Então é verda 
de que:
a.) Todos os palmeirenses não são inteligentes.
b.) Nenhum palmeirense não é inteligente.
c.) Nenhum inteligente pode ser palmeirense.
d.) Nem todos os palmeirenses são inteligentes.
e.) Todas os inteligentes são inteligentes.
12. (FEI-SP) Dadas as proposições:
( 1 ) Toda mulher é boa motorista.
( 2 ) Nenhum homem é bom motorista.
( 3 ) Todos os homens são maus motoristas.
( 4 ) Pelos menos um homem não é bom motorista.
( 5 ) Todos os homens são bons motoristas.
A negação de ( 5 ) é:
a.) ( 1 ) b.) ( 2 ) c.) ( 3 ) d.) ( 4 ) e.) ( 5 )
13. Se não é verdade que:
“Todo economista é esperto”. Então é verda-
de que:
a.) Pelo menos um economista é esperto
b.) Nenhum economista é esperto.
c.) Nenhum esperto não é economista.
d.) Nem todas os economistas são espertos.
e.) Pelo menos um economista não é esperto.
14. Se não é verdade que:
“Nenhum economista é esperto”. 
Então é verdade que:
Pelo menos um economista é esperto
b.) Nenhum economista é esperto.
c.) Nenhum esperto não é economista.
d.) Nem todas os economistas são espertos.
e.) Pelo menos um economista não é esperto.
15. (MPU/96) Se não é verdade que:
“Alguma professora universitária não dá aulas in-
teressante”. Então é verdade que:
a.) Todas as professoras universitárias dão aulas 
interessantes.
b.) Nenhuma professora universitária dá aulas in-
teressantes.
c.) Nenhuma aula interessante é dada por alguma 
professora universitária.
d.) Nem todas as professoras universitárias dão 
aulas interessantes.
e.) Todas as aulas não interessantes são dadas por 
professoras universitárias.
16. (TFC/97) Dizer que é verdade que “para todo x, se x é 
uma rã e se x é verde, então x está saltando” é logi-
camente equivalente a dizer que não é verdade que
a.) “algumas rãs que não são verdes estão saltando”
b.) “algumas rãs verdes estão saltando”
c.) “nenhuma rã verde não está saltando”
d.) “existe uma rã verde que não está saltando”
e.) “algo que não seja uma rã verde está saltando”
17. (CVM 2000) Dizer que a afirmação “todos os 
economistas são médicos” é falsa, do ponto de 
vista lógico, equivale a dizer que a seguinte afir-
mação é verdadeira:
a) pelo menos um economista não é médico.
b) nenhum economista é médico.
c) nenhum médico é economista.
d) pelo menos um médico não é economista.
e) todos os não médicos são não economistas.
18. (TFC/2000) Se é verdade que “Nenhum artista é 
atleta”, então também será verdade que:
a) todos não-artistas são não-atletas.
b) nenhum atleta é não-artista.
c) nenhum artista é não-atleta.
d) pelo menos um não-atleta é artista.
e) nenhum não-atleta é artista.
19. (Prefeitura do Recife-2003) Pedro, após visitar 
uma aldeia distante, afirmou:
“Não é verdade que todos os aldeões daquela a
ldeia não dormem a sesta.”
A condição necessária e suficiente para que a
afirmação de Pedro seja verdadeira é que seja ver-
dadeira a seguinte proposição:
a) No máximo um aldeão daquela aldeia dorme a sesta.
b) Todos os aldeões daquela aldeia dormem a sesta.
c) Pelo menos um aldeão daquela aldeia dorme a sesta.
d) Nenhum aldeão daquela aldeia não dorme a sesta.
e) Nenhum aldeão daquela aldeia dorme a sesta.
24 Raciocínio Lógico
EDITORA APROVAÇÃO
20. (FCC/03) A correta negação da proposição “to-
dos os cargos deste concurso são de analista 
judiciário” é:
a) alguns cargos deste concurso são de analista 
judiciário.
b) existem cargos deste concurso que não são 
de analista judiciário.
c) existem cargos deste concurso que são de 
analista judiciário.
d) nenhum dos cargos deste concurso não é de 
analista judiciário.
e) os cargos deste concurso são ou de analista, 
ou no judiciário.
21. (ICMS/97) Todo A é B, e todo C não é B, portanto,
a.) Algum A é C b.) Nenhum A é B
c.) Nenhum A é C d.) Algum B é C
e.) Nenhum B é A
22. (TTN/98) Se é verdade que “Alguns A são R” e 
que “Nenhum G é R”, então é necessariamente 
verdadeiro que
a.) Algum G é A b.) Algum A é G
c.) Algum A não é G d.) nenhum G é A
e.) nenhum A é G
23. Dadas as premissas:
“Todos os corintianos são fanáticos.”
“Existem fanáticos inteligentes.”
Pode-se tirar a seguinte conclusão:
a.) Existem corintianos inteligentes.
b.) Todo corintiano é inteligente.
c.) Nenhum corintiano é inteligente.
d.) Todo inteligente é corintiano.
e.) Nada se pode concluir.
24. (SERPRO 2001) Todos os alunos de matemática 
são, também, alunos de inglês, mas nenhum alu-
no de inglês é aluno de história. Todos os alunos 
de português são também alunos de informáti-
ca, e alguns alunos de informática são também 
alunos de história. Como nenhum aluno de in-
formática é aluno de inglês, e como nenhum alu-
no de português é aluno de história, então:
a) pelo menos um aluno de português é aluno 
de inglês.
b) pelo menos um aluno de matemática é aluno 
de historia.
c) nenhum aluno de português é aluno de ma-
temática.
d) todos os aluno de informática são alunos de 
matemática.
e) todos os alunos de informática são alunos de 
português.
25. Todo M não é G, e, todo H é G portanto,
a.) Algum H é M b.) Nenhum H é G
c.) Nenhum H não é M d.) Algum G não é M
e.) Nenhum G é H
26. (MPOG-2002) Em um grupo de amigas, todas 
as meninas loiras são, também, altas e magras, 
mas nenhuma menina alta e magra tem olhos 
azuis. Todas as meninas alegres possuem ca-
belos crespos, e algumas meninas de cabelos 
crespos têm também olhos azuis. Como nenhu-
ma menina de cabelos crespose alta e magra, e 
como neste grupo de amigas não existe nenhu-
ma menina que tenha cabelos crespos, olhos 
azuis e seja alegre, então:
a) pelo menos uma menina alegre tem olhos azuis.
b) pelo menos uma menina loira tem olhos azuis.
c) todas as meninas que possuem cabelos cres-
pos são loiras.
d) todas as meninas de cabelos crespos são alegres.
e) nenhuma menina alegre é loira.
27. Se é verdade que “Nenhum A é C” e que, “Alguns 
B são C”então é necessariamente verdadeiro que
a.) Algum A não é B b.) Algum B é A
c.) Algum B não é A d.) Todo A é B
e.) nenhum B é A
28. Dada as premissas:
 a: “Nenhum médico é covarde”.
b: “Alguns homens são covardes”.
Pode-se tirar a seguinte conclusão:
a.) Alguns homens não são médicos.
b.) Alguns homens são médicos.
c.) Nenhum médico é soldado.
d.) Alguns médicos não são homens.
e.) Todo soldado é médico.
29. (MPOG-2002) Na formatura de Hélcio, todos os que 
foram à solenidade de colação de grau estiverem, 
antes, no casamento de Hélio. Como nem todos 
os amigos de Hélcio estiveram no casamento de 
Hélil, conclui-se que, dos amigos de Hélcio:
a) todos foram à solenidade de colação de grau de 
Hélcio e alguns não foram ao casamento de Hélio.
b) pelo menos um não foi à solenidade de cola-
ção de grau de Hélcio.
c) alguns foram à solenidade de colação de grau de 
Hélcio, mas não foram ao casamento de Hélio.
d) alguns foram à solenidade de colação de grau 
de Hélcio e nenhum foi ao casamento de Hélio.
e) todos

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.