Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
nic.noc

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
 - Classificação das Intervenções de Enfermagem – NIC
- Classificação dos resultados de enfermagem - NOC
Professora Enfª Lílian dos Santos Libório
*
 É uma classificação abrangente e padronizada das intervenções realizadas por enfermeiros
 É útil para documentar, comunicar e integrar dados em sistemas de informação.
(CAVALCANTI,2006)
Classificação das Intervenções de Enfermagem – NIC
*
“ Intervenção é.... 
...qualquer tratamento, baseado no julgamento clínico e no conhecimento, realizado por uma enfermeira para aumentar os resultados obtidos pelo paciente/cliente”
(McCloskey e Buleckek, 2004, p. 39)
*
Razões para elaboração da NIC 
 Padronização da nomenclatura dos tratamentos de enfermagem;
 Expansão do conhecimento sobre as ligações entre diagnósticos, tratamento e resultados;
Planejamento de recursos necessários nos locais de prática;
 Linguagem para comunicar a função da enfermagem;
 Articulação com os sistemas de classificação de outros provedores de cuidados de saúde.
(CAVALCANTI,2006)
*
CLASSIFICAÇÃO DAS INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM
*
Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC)
Classificação Atual
Estrutura em três níveis: 
Nível 1: 7 domínios
Nível 2: 30 classes
Nível 3: 486 intervenções (12.000 atividades)
(CAVALCANTI,2006)
*
Taxonomia da NIC
Nível 1: Domínios
Fisiológico: Básico
Fisiológico: Complexo
Comportamental
Segurança
Família
Sistema de Saúde
Comunidade
(CAVALCANTI,2006)
*
Taxonomia da NIC
Nível 1- Domínio 1: Fisiológico Básico
Nível 2- Classes: 
Controle de Atividades e Exercício
Controle das Eliminações
Controle da Imobilidade
Suporte Nutricional
Promoção do Conforto físico
Facilitação do Autocuidado
(CAVALCANTI,2006)
*
Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC)
 Título
 Definição
 Lista de atividades
(CAVALCANTI,2006)
*
Classificação das Intervenções de Enfermagem 
Título: Promoção da MECÂNICA CORPORAL
Definição: Facilitação do uso da postura e dos movimentos nas atividades diárias para prevenir a fadiga e a tensão musculoesquelética ou mesmo lesão.
Atividades: 
Determinar o compromisso do paciente com o aprendizado e o uso da postura correta;
Auxiliar na demonstração de posições adequadas para dormir;
Monitorar a melhora da postura corporal.
(CAVALCANTI,2006)
*
	DEFINIÇÃO: Alívio da dor ou sua redução a um nível de conforto aceito pelo paciente.
Realizar uma avaliação completa da dor, incluindo local, características, início/duração, freqüência, qualidade, intensidade e gravidade.
Observar indicadores não verbais de desconforto, em especial nos pacientes incapazes de se comunicar com eficiência.
Assegurar que o paciente receba cuidados precisos de analgesia.
Investigar com o paciente os fatores que aliviam ou pioram a dor.
Oferecer ao indivíduo um excelente alívio da dor mediante a analgesia prescrita
CONTROLE DA DOR
*
Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC)
Fatores que interferem na seleção de uma intervenção:
Resultados esperados
Características do diagnóstico
Base de pesquisa da intervenção
Exequibilidade para realizar a intervenção
Aceitação do paciente
Capacidade do enfermeiro
(CAVALCANTI,2006)
*
CLASSIFICAÇÃO DOS RESULTADOS DE ENFERMAGEM - NOC
RESULTADOS: 
Avaliam a efetividade e qualidade da assistência prestada.
Medidas para classificação dos resultados: Conhecimento sobre a doença e tratamento, conhecimento de medicações, habilidade de autocuidado, comportamentos adaptativos e estado de saúde.
*
CATEGORIAS
Recuperação
Autocuidado
Reabilitação
Manutenção 
Cuidados terminais
CLASSIFICAÇÃO DOS RESULTADOS DE ENFERMAGEM - NOC
*
 NOC
(Complementar)
Linguagem padronizada 
NANDA (North American Nursing Diagnosis Association)
NIC (Nursing Interventions Classification)
CLASSIFICAÇÃO DOS RESULTADOS DE ENFERMAGEM - NOC
*
Comparações de diagnósticos da NANDA e NOC.
*
	NANDA: Dor aguda evidenciada por relato verbal de dor relacionado ao trauma mecânico.
NANDA,NIC E NOC
*
NIC:
Realizar uma avaliação completa da dor, incluindo local, características, início/duração, freqüência, qualidade, intensidade e gravidade.
Observar indicadores não verbais de desconforto, em especial nos pacientes incapazes de se comunicar com eficiência.
Assegurar que o paciente receba cuidados precisos de analgesia.
Investigar com o paciente os fatores que aliviam ou pioram a dor.
Oferecer ao indivíduo um excelente alívio da dor mediante a analgesia prescrita.
	NOC
Ausência de dor