Antidepressivos (A4) 2018
41 pág.

Antidepressivos (A4) 2018


DisciplinaPsicofarmacologia @emunys12 materiais52 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Antidepressivos
FACULDADE DA CIDADE DO SALVADOR
CURSO: PSICOLOGIA
DISCIPLINA: PSICOFARMACOLOGIA
PROF.ª ANGELITA PEIXOTO
\ufffd O transtorno depressivo afeta de 3 a 11% da
população ao ano, acomete duas a três vezes mais
sexo feminino, exerce considerável impacto
econômico devido ao prejuízo funcional associado e
Considerações Iniciais 
econômico devido ao prejuízo funcional associado e
custos com o tratamento. (TENG e DEMETRIO,
2011)
\ufffd O humor deprimido e perda de interesse são
manifestações clínicas imprescindíveis ao
diagnóstico segundo os sistemas de classificação
\u2013 DSM-IV e CID-10.*
Outros sintomas, não essenciais são incluídos
Considerações Iniciais 
\ufffd Outros sintomas, não essenciais são incluídos
nesses sistemas de classificação: alteração de
apetite, mudança no padrão de sono, redução da
capacidade em se concentrar, fatigabilidade,
planejamento suicida, ideias de culpa e
inutilidade.*
*(TENG e DEMETRIO, 2011)
Considerações Iniciais 
O DSM-IV adiciona agitação ou retardo psicomotor,
enquanto a CID- 10 inclui autoestima e autoconfiança
reduzidas como complementos aos critérios
mencionados.*mencionados.*
A etiologia dos transtornos depressivos ainda não está
bem estabelecida. Teorias mais aceitas associam
fatores biológicos, hereditários e ambientais.*
*(TENG e DEMETRIO, 2011)
Antidepressivos: Introdução 
\ufffd Nas últimas cinco décadas, a psicofarmacologia da
depressão evoluiu muito e rapidamente. Os
primeiros antidepressivos \u2013 os antidepressivos
tricíclicos (ADTs) e os inibidores da
monaminoxidase (IMAOs) \u2013 foram descobertos
através da observação clínica. (MORENO,
MORENO e SOARES, 1999)
\ufffd A nova geração de antidepressivos é constituída
por medicamentos que agem em um único
neurotransmissor (como os inibidores seletivos de
recaptação de serotonina ou de noradrenalina) ourecaptação de serotonina ou de noradrenalina) ou
em múltiplos neurotransmissores/ receptores.
(MORENO, MORENO e SOARES, 1999)
Usos de antidepressivos
\ufffd Anorexia Nervosa
\ufffd Ansiedade/pânico
\ufffd Bulimia
\ufffd Cataplexia/narcolepsia
\ufffd Déficit de atenção/hiperatividade
\ufffd Distúrbio obsessivo compulsivo
\ufffd Distúrbio do pânico\ufffd Distúrbio do pânico
\ufffd Distúrbio do estresse pós- traumático
\ufffd Enurese
\ufffd Enxaqueca (profilaxia)
\ufffd Parar de Fumar
\ufffd Náusea com quimioterapia
\ufffd Dor crônica
\ufffd Urticária
*(MORENO, MORENO e SOARES, 1999)
Antidepressivos: Classificação
Os antidepressivos podem ser classificados de acordo
com a estrutura química ou as propriedades
farmacológicas. (MORENO, 1999)
Todos os antidepressivos conhecidos afetam aTodos os antidepressivos conhecidos afetam a
neurotransmissão de monoaminas. (LIBERMAN e
TASMAN, 2008)
MONOAMINAS
Fonte:http://proavirtualg15.pbworks.com/w/page/18665830/fatores%20
neuroqu%C3%ADmicos%20(neurotransmissores%20cerebrais)
Fonte: http://www.psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=153
Classificação dos principais antidepressivos:
\ufffd Inibidores da monoamina oxidase (IMAO)
\ufffd Antidepressivo Tricíclico (ADT)\ufffd Antidepressivo Tricíclico (ADT)
\ufffd Inibidores seletivos da recaptura de serotonina (ISRS)
\ufffd Inibidores seletivos da recaptura de noradrenalina 
(ISRN)
\ufffd Inibidor seletivo da recaptura de 5-HT/NE
\ufffd Inibidores da recaptura de dopamina 
Inibidores de monoaminoxidase -IMAO
\ufffd Mecanismo de ação
Os IMAOs inibem a atividade da
monoaminoxidase, resultando na redução da
degradação da dopamina, serotonina,degradação da dopamina, serotonina,
noradrenalina na sinapse, aumentando a
quantidade desses neurotransmissores
disponíveis para liberação e neurotransmissão
sináptica.
\ufffd Os primeiros compostos utilizados clinicamente
atuavam como inibidores irreversíveis. (GRAEFF,
GUIMARÃES, 2012)
\ufffd Exemplos: Tranilcipromina e a fenelzina
O uso dos IMAOs ficava comprometido em função do
Inibidores de monoaminoxidase -IMAO
\ufffd O uso dos IMAOs ficava comprometido em função do
risco da interação com tiramina e o risco de crises
hipertensivas potencialmente fatais. (MORENO,
MORENO e SOARES, 1999)
Alimentos ricos em tiramina
http://saude.terra.com.br/doencas-e-tratamentos/confira-11-itens-comuns-que-podem-causar-
dor-de-cabeca,dd38649804e27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html
Inibidores de monoaminoxidase -IMAO
\ufffd Em geral, a tiramina ingerida é degradada pela MAO,
presente de forma abundante nas paredes intestinais
e no fígado. No entanto, a inibição da enzima impede
essa degradação, e a grande quantidade de tiramina
que atinge a circulação sistêmica pode causar aque atinge a circulação sistêmica pode causar a
reação de \u201cqueijo e vinho\u201d, com a ativação do sistema
simpático, e o aparecimento de crises hipertensivas.
(GRAEFF, GUIMARÃES, 2012)
Fonte: http://neuromed92.blogspot.com.br/2011/01/inibidores-das-enzimas-mao.html
\ufffd A moclobemida é o principal medicamento
disponível com a ação seletiva de inibição reversível
de MAO-A, com eficácia comparável a todos os tipos
de antidepressivos convencionais.
(TENG e DEMETRIO, 2011)
Inibidores de monoaminoxidase -IMAO
(TENG e DEMETRIO, 2011)
Inibidores de monoaminoxidase -IMAO
Farmacocinética, segundo (MORENO, MORENO e 
SOARES, 1999):
\ufffd Os IMAOs são bem absorvidos pelo trato\ufffd Os IMAOs são bem absorvidos pelo trato
gastrointestinal
\ufffd Inicio da ação: entre 7 a 10 dias
\ufffd Efeito terapêutico pleno: pode levar de 4 a 8
semanas
Inibidores de monoaminoxidase -IMAO
Nome Químico Nome Comercial
Tranilcipromina Parnate, StelaparTranilcipromina Parnate, Stelapar
Moclobemida Aurorix
Selegilina Elepril, Jumexil
http://www.psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=209
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
O mecanismo de ação
\ufffd Os ADT bloqueiam a recaptura de serotonina,
noradrenalina e, em menor grau, dopamina. Além
disso, bloqueiam receptores colinérgicos
muscarínicos, histaminérgicos H1 e alfa 1muscarínicos, histaminérgicos H1 e alfa 1
adrenérgicos.
\ufffd A ação antidepressiva parece estar relacionada ao
bloqueio da recaptura de serotonina e noradrenalina.
(TENG e DEMETRIO, 2011)
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
http://neuromed87.blogspot.com.br/2008/05/antidepressivos-e-seus-mecanismos-de-ao.html
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
\ufffd Mecanismo de ação
Embora eficazes, suas ações não-seletivas nos
receptores colinérgicos, histaminérgicos e
adrenérgicos pré-sináptico resultam em umaadrenérgicos pré-sináptico resultam em uma
série de efeitos colaterais. (LIBERMAN e
TASMAN, 2008)
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
Mecanismo de ação
Bloqueio alfa 1 adrenérgicos (hipotensão
ortostática, tontura)ortostática, tontura)
Ações anticolinérgicas (boca seca, visão borrada,
retenção urinária e constipação)
Bloqueio histaminérgico (sedação e ganho de
peso).
(TENG e DEMETRIO, 2011)
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
Farmacocinética
\ufffd Meia-vida de 10 a 40 horas
\ufffd São absorvidos pelo intestino delgado, alcançando o\ufffd São absorvidos pelo intestino delgado, alcançando o
pico de nível plasmático entre 2 a 6 horas após a
administração oral.
\ufffd Possuem um índice terapêutico relativamente
estreito existe um risco significativo de toxicidade
com níveis sanguíneos de apenas 2 a 6 vezes o nível
terapêutico.
(LIBERMAN e TASMAN, 2008)
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
Alguns exemplos desses antidepressivos são:
imipramina, clomipramina e nortriptilina,
amitriptilina.
Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
\ufffd Devido sua ação em vários receptores não
envolvidos diretamente com a sintomatologia
depressiva: a imipramina, amitriptilina,
nortriptilina são consideradas drogas nãonortriptilina são consideradas drogas não
seletivas. (AGUIAR, et al. 2011)
Inibidores seletivos de recaptura de 
serotonina
Desenvolvidos a partir dos ADTs, os ISRS foram