A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
APOL  sociedade brasileira contemporanea

Pré-visualização | Página 1 de 3

APOL....Questão 1/5 - Sociedade Brasileira Contemporânea
Analise o seguinte excerto de texto: 
“A bossa nova foi um movimento musical que surgiu no Rio em 1958 [...]. [O] momento era de mudança [...]. No governo JK [Juscelino Kubitschek], o país viveu a euforia desenvolvimentista, de crescimento espetacular (10% ao ano), de consumo desenfreado, e novos produtos das multinacionais invadiram nosso mercado. O automóvel era o símbolo de um ‘governo bossa nova’”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: DINIZ, A. e CUNHA, D. A república cantada: Do choro ao funk a história do Brasil através da música. Rio de Janeiro: Zahar, 2014. e-book. 
Considerando essas informações e de acordo com os conteúdos do livro-base Sociedade brasileira contemporânea sobre o governo de Juscelino Kubitschek, marque a alternativa correta:
Nota: 20.0
	
	A
	O apelido de “presidente bossa nova” dado a JK refere-se aos incentivos culturais que o Plano de Metas garantiu, ajudando a explodir a bossa nova no Brasil. 
	
	B
	A frase “O automóvel era o símbolo de um ‘governo bossa nova’” refere-se à inflação que consumia a classe média, impedindo-a de alcançar o sonho de ter um carro.
	
	C
	A euforia com sucesso inicial do Plano de Metas coincidiu com o estouro da bossa nova, fazendo com que JK recebesse o apelido de “presidente bossa nova”.
Você acertou!
A alternativa correta é a letra c), pois,  de modo geral, a candidatura de Juscelino Kubitschek “foi fortalecida pela herança varguista, que conseguia alinhar um perfil moderno sem perder o apoio das classes populares. Ele era, afinal, o ‘presidente bossa nova’, como ficou conhecido em referência ao estilo musical carioca que se tornou uma coqueluche nos anos 1960” (livro-base, p. 77). “O historiador descreve os resultados do programa como ‘impressionantes’, especialmente no campo da indústria, cujo valor de produção subiu 80% entre 1955 e 1961. As altas porcentagens seguiram no campo das comunicações, do material de transporte e da energia” (livro-base, p. 93). Foi por meio do BNDE que a infraestrutura de rodovias se tornou possível. De olho nas empresas automotivas que vieram para o país, o governo precisava garantir que haveria estradas boas o suficiente para que o mercado brasileiro se tornasse atraente” (livro-base p. 97). “As ações no campo desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek fizeram o país entrar em uma série de pequenas crises monetárias e políticas. A inflação, apesar de ter sido controlada nos primeiros anos do quinquênio, acabou aumentando conforme os gastos cresciam” (livro-base, p. 98).
	
	D
	O governo de JK garantiu crescimento econômico e controle da inflação, impedindo que as classes trabalhadoras fossem oneradas e por isso recebeu o apelido de “presidente bossa nova”.
	
	E
	JK recebeu o apelido de “presidente bossa nova” devido à sua simpatia e ao seu carisma, mesmo tendo a inflação impedido o sucesso de sua política desenvolvimentista.
Questão 2/5 - Sociedade Brasileira Contemporânea
Leia a seguinte citação: 
“[...] a posição de Mário de Andrade a respeito da revolta de 32 ficava expressa no seu comentário ao dístico Tudo por São Paulo: [...] ‘Tudo por São Paulo’ exprime apenas o amor à terra paulista, a revolta contra os que indevidamente se apropriaram do patrimônio paulista, o desespero com que surpreendeu aos paulistas, [...] a verdade de que a revolução não se fizera contra um regime detestável, mas contra São Paulo’”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: DUARTE, G. R. Sons de São Paulo: a atividade radiofônica paulista nos anos 1930/40. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 8, n. 2, p. 9-47, jun./ago., 2003. p. 32 
Considerando essas informações e conforme os conteúdos do livro-base Sociedade brasileira contemporânea sobre a Revolução Constitucionalista de 1932 analise as seguintes assertivas e marque V para as asserções verdadeiras e F para as falsas.
I. ( ) A citação acima evidencia um sentimento de que a chegada de Getúlio Vargas ao poder em 1930 significou um ataque contra o estado de São Paulo e seus interesses.
II. ( ) Quando Mário de Andrade diz que a “a revolução não se fizera contra um regime detestável”, isso reflete o apoio unânime do povo de São Paulo ao Governo Provisório de Vargas.
III. (  ) A afirmação “a revolta contra os que indevidamente se apropriaram do patrimônio paulista” diz respeito a uma acusação ao governo Vargas, pois a Revolução de 1930 significou a perda de hegemonia do estado paulista. 
Agora, assinale a alternativa que representa a sequência correta:
Nota: 20.0
	
	A
	V – V – V
	
	B
	V – F – V
Você acertou!
A alternativa correta é a b). A alternativa I e a III são verdadeira, pois a “chegada de Getúlio Vargas ao poder, em 1930, marcou o fim da Primeira República no Brasil. [...] Durante essas três décadas de experiência democrática, o destino do país foi determinado, primordialmente, por grupos dominantes associados à economia agrícola-exportadora. [...] [Esse] modelo político brasileiro privilegiava os grupos econômicos voltados aos estados mais ricos da época: São Paulo, em virtude do café, e Minas Gerais, por conta da agropecuária e ainda colhendo os frutos da extração do ouro” (livro-base p. 27 e 28). Afirmando assim a perda de hegemonia de São Paulo no cenário político o que leva ao sentimento generalizado dos paulistas de que a Revolução se deu contra o estado. A alternativa II é falsa, pois “Fausto [...] avalia que havia certa confusão na revolução, pois o governo de Vargas assumiu o poder em caráter provisório, mas não dava sinais de iniciar um novo processo eleitoral — isso levou muitos insatisfeitos paulistas a clamarem por democracia nas ruas. Ao mesmo tempo, líderes oligárquicos aguardavam a chance de voltar às bases da República café com leite, enquanto o país se reerguia economicamente” (livro-base, p. 31), evidenciando, assim, o apoio que a maioria dos paulistas deram à revolta armada.
	
	C
	V – F – F
	
	D
	F – V – V
	
	E
	F – V – F
Questão 3/5 - Sociedade Brasileira Contemporânea
Analise a tabela a seguir: 
“Brasil: Relação entre o volume da dívida externa e o PIB 1980-1984: 
1980________________________________________________18,9
1981________________________________________________19,1
1982________________________________________________28,5
1983________________________________________________41,1
1984________________________________________________46,3 
Fonte: Banco Central do Brasil, 1986”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SILVA, C. T. S. A modernização autoritária: Do golpe militar à redemocratização. In: LINHARES, Maria Y. (Org.). História geral do Brasil. p. 273-303, 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1990. p. 299. 
Considerando as informações contidas na tabela acima e conforme os conteúdos do livro-base Sociedade brasileira contemporânea sobre o chamado “Milagre Econômico”, assinale a alternativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	O “Milagre Econômico” foi um momento de crescimento extraordinário da economia brasileira, que garantiu uma maior distribuição de renda, apesar do crescimento exponente da dívida externa.
	
	B
	O chamado “Milagre Econômico” foi garantido por uma conjuntura internacional favorável e disposta a fazer a ditadura brasileira dar certo e só foi possível graças ao regime autoritário, que impedia qualquer tipo de manifestação contrária.
A alternativa correta é a letra a). “Com a repressão aos levantes antiditadura, o regime começava a controlar sua oposição de forma eficiente. Quem se colocava contra o governo era silenciado. A população acabava ficando distante do conflito entre as forças rebeldes e o governo, especialmente no início da década de 1970, quando passou a desfrutar do bom momento econômico pelo qual o país passava” (livro-base, p. 135). “O PIB do país cresceu a um ritmo espantoso, saltando de 9,5%, em 1970, para 11,4%, em 1973. Boris

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.