Projeto de Trabalho de conclusão deCurso
11 pág.

Projeto de Trabalho de conclusão deCurso


DisciplinaProjeto de Conclusão de Curso17 materiais85 seguidores
Pré-visualização2 páginas
\ufffdPAGE \ufffd
	SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................3
2 DELIMITAÇÃO E FORMULAÇÃO DO PROBLEMA...............................................5
3 FORMULAÇÃO DOS OBJETIVOS GERAL E ESPECÍFICO..................................5
3.1 OBJETIVO GERAL................................................................................................5
3.2 OBJETIVO ESPECIFICO.......................................................................................5
4 JUSTIFICATIVA........................................................................................................6
5 METODOLOGIA.......................................................................................................6
6 REVISÃO BIBLIOGRAFICA.....................................................................................6
7 CRONOGRAMA........................................................................................................8
8 ORÇAMENTO...........................................................................................................9
9 RESULTADOS ESPERADOS..................................................................................9
10 REFERÊNCIAS.....................................................................................................10
\ufffd\ufffd
INTRODUÇÃO
O Projeto de Pesquisa apresentado almeja analisar o Serviço Social na Habitação: Desafios para a eficácia do Projeto de Trabalho Social na habitação, na etapa pós-ocupação.
O Projeto de Trabalho Social é obrigatório nos Programas Habitacionais de interesse social em municípios com mais de 50.000 (cinquenta mil ) habitantes, contempla do início até a finalização da obra e é normatizada pelo Ministério das Cidades e aprovada pela Portaria n° 21, 22 de janeiro de 2014.
O Assistente Social é um dos profissionais que atua na frente dos Projetos de Trabalho Social (PTS) tanto na elaboração quanto na execução, mas em alguns casos ele não é o principal, tornando o projeto muitas vezes vago, por colocarem outras profissionais que não adquiriram habilidades teórica, metodológica e ético-político para atuarem com as políticas públicas e as demandas do usuários, essa situação ocasiona uma distorção entre direitos e favores que ainda se encontram muito enraizada nas políticas públicas, existe uma controversa quanto esse lema, visto que o Mistério das Cidades diz que o Serviço Social é uma das principais profissão para coordenar os projetos sociais e já na Portaria n°21 abre um precedente que \u201cpreferencialmente o Serviço Social\u201d, ou seja outras categoria podem coordenar os projetos sociais.
O interesse pela escolha do tema surgiu no período de estagio, que aconteceu na Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social (SEAS), na área de habitação. É um tema muito amplo e complexo, que despertou minha inquietude quanto os desafios encontrados pelo Assistente Social na elaboração e execução desse projeto e o porquê que muitas vezes a execução é diferente da teoria do Projeto Técnico de Trabalho Social (PTTS) tornando o Trabalho Social na fase de pó-ocupação sem eficácia.
O objetivo do Projeto de Trabalho Social na fase de pós-ocupação é potencializar o processo de adaptação e apropriação visando promover ações de caráter informativo, educativo, integrados e participativos, no exercício da cidadania e organização social para melhoria da qualidade de vida dos familiares beneficiadas. Como define a autora Solange Maria Gayoso da Costa:
Um programa integrado voltado para o desenvolvimento de um processo pedagógico participativo junto à comunidade, visando o resgate da cidadania e a melhoria da qualidade da vida social e ambiental. Com ações específicas e diferenciadas, mas complementares entre si: 1) Desenvolvimento Comunitário e Controle Social; 2) Geração de Trabalho e Renda; 3) Educação Sanitária e Ambiental; 5) Acompanhamento Social às famílias remanejadas; 6) Serviço de Atendimento e Informação. ( COSTA, 2007).
 Outra inquietude é como a população beneficiaria é inserida no Projeto de Trabalho social, como ela se relaciona com as políticas públicas, quais as principais dificuldades encontradas nessa nova comunidade.? A habitação adequada é condição fundamental para o homem exercer plenamente a sua cidadania, estando inserido na concepção de um padrão de vida adequado e regularizado num local seguro, saudável, com maneira essencial para o bem estar físico, psicológico, social e econômico dessas famílias. Tendo no mínimo uma infraestrutura com privacidades, segurança de posse, estabilidade estrutural e durabilidade, possibilidade de acessibilidade ao trabalho e a equipamentos básicos como: saúde, escolas, transportes, segurança, comércios, cultura, lazer e outros benefícios.
 O direito à moradia digna foi reconhecido e implantado como pressuposto para a dignidade da pessoa humana, desde 1948, com a Declaração Universal dos Direitos Humanos e, foi recepcionado e propagado na Constituição Federal de 1988, por advento da Emenda Constitucional nº 26/00, em seu artigo 6º.
 De acordo com a Constituição Federal no \u201cArt. 6º são direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados\u201d. Em seu Artigo 23 infere que \u201cé de competência comum da União, Estados e Municípios a promoção e a implementação de programas para construções de moradias e a melhoria das condições habitacionais e de saneamento básico, bem como determina o combate às causas da pobreza e aos fatores de marginalização, promovendo a integração social dos setores desfavorecidos\u201d (inc. X.).
2 DELIMITAÇÃO E FORMULAÇÃO DO PROBLEMA	
Este projeto de pesquisa delimitou-se em colher informações sobre como os Assistente Social atua na elaboração e execução do Projeto de Trabalho Social (PTS) de habitação e como esse Projeto Trabalho pode influenciar na vida dos beneficiários do Programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV).
3 FORMULAÇÃO DOS OBJETIVOS GERAL E ESPECIFICO 
3.1 OBJETIVO GERAL
 Analisar a atuação e os desafios do Assistente Social na elaboração e execução do Projeto de Trabalho Social (PTS) na Política de Habitação.
3.2 OBJETIVO ESPECÍFICO
Conhecer a Política de Habitação e a Portaria n°21, que aprova o Manual de Instruções do Trabalho Social nos Programas de Habitação de interesse social.
Pesquisar o processo de desenvolvimento do Projeto de Trabalho Social na etapa pós-ocupação.
 Verificar como é a participação do Assistente Social e da comunidade na execução do Projeto de Trabalho Social.
Apontar os principais problemas enfrentados para a eficácia do Projeto Trabalho Social. 
 Identificar o conjunto de ações incorporadas ao Projeto de Trabalho Social.
 4 JUSTIFICATIVA
 Minha proposta é analisar o Projeto de Trabalho Social realizado nos Programas Habitacionais Minha Casa Minha Vida na etapa pós-ocupação e pesquisar o porquê de muitas vezes eles não terem um resultado esperado; compreender os objetivos e a importância que o Trabalho Social traz para a vida dos beneficiários desses programas.
5 METODOLOGIA
Trata-se de um estudo de pesquisa bibliográfico, onde foram consultados livros, artigos, estatutos, e também fontes eletrônicas como consultas à internet.
6 REVISÃO BIBLIOGRAFICA
Costa (2007) destaca que no início do século xx houve uma separação de classes, onde a população mais pobre foram descoladas para áreas sem infraestrutura e a as famílias abastadas usufruíram dos benefícios nos centros da cidade.
Os autores Azevedo e Andrade (2011) diz que inicialmente a política habitacional era restrita, pois não incluía serviços de saneamento, água, planejamento, e era administrado pelo Banco Nacional de Habitação