A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
127 pág.
Cooperativismo

Pré-visualização | Página 1 de 8

Bibliografia
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ALVES, Franciso de Assis. Sociedades Cooperativas: regime jurídico e procedimentos legais para sua constituição e
funcionamento. São Paulo: Editora Juarez de Oliveira, 2003.
CRÚZIO, Helnon de Oliveira. Como organizar e administrar uma cooperativa: uma alternativa para o desemprego.
Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.
LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Sociologia Geral. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.
RECH, D. Cooperativas: uma alternativa de organização popular. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
VILA NOVA, Sebastião. Introdução à Sociologia. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
MINISTÉRIO DA AGRICULTURA – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Lei cooperativista – Nº 5.640
de 16/12/71. Brasília: 1971.
PINHO, D. B. Gênero e desenvolvimento em cooperativas. SESCOOP/OCB, Santo André: ESETEC Editores associados,
2000.
RIOS, Gilvando Sá Leitão. O que é Cooperativismo. São Paulo: Brasiliense, 2007. (Coleção primeiros passos; 189)
Para iniciar...
Um breve histórico sobre 
cooperativas...
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
A história demonstra que as pessoas buscam 
alternativas de convivência para facilitar a vida e 
melhorar as condições de sobrevivência.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Participação; trabalho conjunto; desenvolvimento de 
atividades conjuntas , produtiva ou não, sob uma 
mesma necessidade ou perspectiva.
Antigo Egito: os grêmios (reunião de agricultores escravos);
Grécia: orglonas e tiasas (associações de cidadãos livres e escravos que 
objetivavam garantir o enterro e sepultura decente aos associados);
Roma: colégios (agregar artesãos, carpinteiros, sapateiros e outros 
ofícios, visando à ajuda mútua e à solidariedade entre seus membros) e 
as sodalistas (caráter beneficiente para garantir enterros religiosos);
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Existem registros de cooperação (idéias cooperativistas históricas) 
em várias civilizações, ou seja, modelos que antecederam o 
cooperativismo formal ao redor do mundo. 
Segundo Rech (2000, p. 9)
Histórico sobre as cooperativas...
ágapes dos primeiros cristãos, citados nos Atos dos Apóstolos, na 
Bíblia (que objetivam atender principalmente as necessidades de 
consumo dos seus integrantes)
Incas – ayllus (unidade social baseada em vínculos e trabalho 
comum)
Astecas – calpulli (desenvolvimento de atividade agrícola comum)
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Segundo Rech (2000, p. 9)
México – ejidos (indígenas organizavam-se em comunidades, hoje 
transformadas em cooperativas integrais de produção agrícola.)
Palestina – essênios (colônia caracterizada pela ajuda mútua)
Armênia - produtores de leite se organizavam em grupos para 
beneficiar e comercializar a sua produção.
Romênia- pescadores se organizavam em associações para 
produzirem seus instrumentos de pesca e venderem o pescado.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Outros exemplos...
França - frutiéres (associações com a finalidade de transformar e 
vender a produção agrícola dos associados. Várias delas depois se 
tornaram cooperativas);
Peru - ayllos (indígenas organizavam comunidades que 
semeavam e colhiam suas lavouras com instrumentos de 
propriedade coletiva);
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Outros exemplos...
Sérvia - zadrugas (sistema de propriedade rural, onde um clã de 
famílias produzia em comum e atendia às necessidades dos seus 
membros)
Rússia - existiam os "mirs", que eram organizações de produtores 
rurais nas terras de um fazendeiro, que pagavam impostos ao 
fazendeiro pelo uso da terra. Também haviam os "artéis" como 
associações de agricultores ou de pescadores.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Outros exemplos...
A história oficial registra o surgimento das primeiras 
cooperativas na Inglaterra e Alemanha no início do 
século XVIII.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Primeira cooperativa formal -> iniciativa de um grupo de 
trabalhadores ingleses (Rochdale) em 1844.
Vinte e oito tecelões da cidade de Rochdale, reuniram-se em 
assembléia em novembro de 1843 com a finalidade de encontrar 
meios alternativos de sobrevivência.
Histórico sobre as cooperativas...
Os presentes na reunião sugeriram algumas propostas, 
como a emigração, abstinência de bebidas alcoólicas e a 
fundação de um armazém cooperativo. Decidiram-se
pela criação do armazém.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Princípios desta cooperativa se tornaram referência 
internacional para o movimento cooperativista, que se 
consolidou no século XIX.
Histórico sobre as cooperativas...
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Pioneiros de Rochdale tiveram o mérito de sistematizar 
uma série de princípios que continuam orientando o 
cooperativismo atualmente. Mas antes de 1844 já 
haviam sido constituídas outros tipos semelhantes de 
organização, ou seja, desde a antigüidade haviam 
formas associativas similares a cooperativas (RECH, 
2000), como visto anteriormente.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Aliança Cooperativa Internacional em seu congresso 
realizado no ano de 1948 inseriu os princípios de 
Rochdale na definição de sociedade cooperativa:
“Será considerada como cooperativa, seja qual for a 
constituição legal, toda a associação de pessoas que 
tenha por fim a melhoria econômica e social de seus 
membros pela exploração de uma empresa baseada na 
ajuda mínima e que observa os princípios de Rochdale”.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Sete princípios de Rochdale
 adesão livre; 
 administração democrática;
 retorno na proporção das compras; 
 juro limitado ao capital;
 neutralidade política e religiosa;
 pagamento em dinheiro a vista; 
 fomento de educação cooperativa.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Objetivos principais dos pioneiros de Rochdale
 Abrir um armazém para a venda de gêneros alimentícios, 
vestuário, etc.
Comprar ou construir casas para os membros que desejam 
ajudar-se mutuamente a fim de melhorar as condições de vida.
Empreender a fabricação de artigos que a Sociedade julgar 
conveniente para proporcionar trabalho aos membros que não 
tiverem ocupação ou cujos salários sejam insuficientes.
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Histórico sobre as cooperativas...
Objetivos principais dos pioneiros de Rochdale
 organização da produção, da distribuição e da educação no 
seu próprio meio e com seus próprios recursos em uma colônia 
autônoma em que todos os interesses serão comuns. 
 propagar a abstinência, abrindo em um dos seus locais, um 
estabelecimento de temperança.
Cooperativismo tem funcionamento semelhante em 
todo o mundo ( a partir do século XIX), mas os 
fundamentos ideológicos se basearem, principalmente, 
em duas perspectivas diferenciadas:
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Sob o ponto de vista socialista e
o ponto de vista capitalista.
Histórico sobre as cooperativas...
Sob o ponto de vista socialista 
SOCIOLOGIA E COOPERATIVISMO
Prof. Ms Ivens Cristian Vargas
Os defensores desta