A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Aula 05

Pré-visualização | Página 1 de 3

METODOLOGIA DA PESQUISA 1 
Introdução 
 
Nesta aula, vamos tratar da organização da pesquisa como um projeto. Logo, 
você vai identificar as etapas de uma investigação e as opções teóricas de que 
podemos nos valer para desenvolvê-la. 
 
Para isso, é importante conhecer as normas da Associação Brasileira de Normas 
Técnicas (ABNT), que unificam a redação do trabalho, além de estabelecer 
princípios e diretrizes sobre a pesquisa científica. 
 
Então, aproveite este estudo para aperfeiçoar seus conhecimentos! 
 
Objetivo: 
 
Praticar a elaboração de uma pesquisa de acordo com a ABNT. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
METODOLOGIA DA PESQUISA 2 
Conteúdo 
Escolha e delimitação do tema da pesquisa 
 
Na aula anterior, estudamos os tipos de pesquisa e suas abordagens quantitativa 
e qualitativa. 
 
Mas, antes de optar por uma dessas abordagens, você deve escolher e 
delimitar seu tema de estudo, de modo que seja viável e condizente com o 
tipo de pesquisa que pretende desenvolver. 
 
Delimitar o assunto a ser tratado é como colocar uma lente sobre determinado 
objeto de pesquisa, na tentativa de focalizar os detalhes dentro de um 
grande campo do saber. 
 
Se você fizesse hoje, uma pesquisa sobre educação, em qual dos temas abaixo 
centralizaria sua investigação? 
 
 
 
Essa delimitação é fundamental para o adequado andamento da pesquisa, pois 
nos permite visualizar, com maior clareza, os aspectos que pretendemos 
investigar. 
 
 
METODOLOGIA DA PESQUISA 3 
 
Fases para o amadurecimento de um trabalho científico 
 
Para Severino (2007, p. 133), há três fases para o amadurecimento de um 
trabalho científico. Vamos conhecê–las? 
 
Invenção 
 
Fase da intuição, da descoberta, da formulação de hipóteses, na qual o 
pensamento é provocado e questiona aspectos da realidade. 
 
Pesquisa 
 
Fase experimental – com trabalho de laboratório ou de campo – ou bibliográfica. 
Aqui, começamos a comparar nossas intuições com as percepções dos outros, 
confrontando ideias, rejeitando-as, reformulando-as, enfim, formalizando uma 
concepção – mesmo provisória – que já nos aponta um caminho a seguir. 
 
Composição do trabalho 
 
Fase de desenvolvimento do trabalho investigativo. Após amadurecer a ideia 
inicial da pesquisa, já é possível seguir um caminho definitivo que poderá – ou 
não – confirmar essa ideia anterior, norteando o rumo do trabalho. 
 
Em outras palavras, o tema de pesquisa pode partir de uma intuição, que vai 
ganhando corpo e se formalizando com sua delimitação. Quer ver um exemplo? 
 
Suponhamos que você tenha a intenção de investigar a formação docente para 
o Ensino Superior. Esse é um ótimo tema de pesquisa, mas muito extenso. 
 
 
METODOLOGIA DA PESQUISA 4 
Por isso, é necessário que ele seja delimitado, para que você – como pesquisador 
– possa ajustar sua visão diante de alguns aspectos. Caso não o faça, é provável 
que você não consiga concluir sua pesquisa. 
Para ajudá-lo nessa delimitação, é interessante levantar algumas perguntas, tais 
como: 
 
Que aspectos da formação docente você deseja investigar – a formação 
tradicional, realizada nas instituições formais de ensino, ou a informal, realizada 
em cursos livres? 
 
Que tipo de formação docente é o foco de sua pesquisa – a inicial ou a 
continuada? 
 
Que documentos legais indicam essa formação? 
 
O que os professores e os alunos entendem por formação docente para o Ensino 
Superior? 
 
Enfim, com a delimitação do tema, a pesquisa estará mais bem direcionada 
e, provavelmente, terá melhores resultados. Afinal, o pesquisador já sabe qual 
seu foco de estudo, o que evita desvios desnecessários que podem atrapalhar 
seu percurso investigativo. 
 
Referencial Teórico 
 
Depois de empreender as etapas anteriores, é fundamental buscar o referencial 
teórico necessário para desenvolver a investigação com o rigor científico 
inerente a um trabalho acadêmico de boa qualidade. 
 
De acordo com Severino (2007, p. 133): 
 
 
METODOLOGIA DA PESQUISA 5 
“[...] o trabalho de pesquisa deverá dar conta dos elementos necessários para o 
desenvolvimento do raciocínio demonstrativo, recorrendo, assim, a um volume 
de fontes suficiente para cumprir essa tarefa – esteja ela relacionada com o 
levantamento de dados empíricos, com ideias presentes nos textos ou com 
intuições e raciocínios do próprio pesquisador”. 
 
Mas que fontes seriam essas? 
 
 
Atenção 
 Conforme aponta Rampazzo (2013, p. 62), esses textos básicos 
têm como propósito: 
“[...] criar um contexto, um quadro teórico geral a partir do qual 
se pode desenvolver a aprendizagem, assim como a maturação 
do próprio pensamento”. 
O autor completa sua afirmação, chamando a atenção para a 
participação em seminários, congressos e eventos da área como 
formas de complementação e ampliação desse quadro teórico. 
 
Os referenciais teóricos são os textos básicos para o tema que você pretende 
pesquisar: um material que pode ajudar a situar o assunto em um panorama 
mais geral nesse primeiro momento. 
 
Organização do referencial teórico 
 
A partir do estabelecimento de um aporte teórico inicial, você deve começar a 
explorar e a organizar o material de sua pesquisa, valendo-se da 
heurística, a fim de ter em mãos o suporte necessário para empreender o 
estudo que pretende. 
 
 
METODOLOGIA DA PESQUISA 6 
Atualmente, essa busca também pode ser feita por meio dos recursos da 
internet, mas tanto o material físico quanto o virtual precisam ser checados em 
termos de seriedade e confiabilidade, até porque: 
 
Todo trabalho acadêmico-científico deve basear-se em fontes 
confiáveis! 
 
 
Atenção 
 Em suma, o referencial teórico é um elemento fundamental da 
pesquisa que permite a defesa do ponto de vista do estudo. Por 
isso, é importante que você escolha autores renomados e 
trabalhos atualizados que possam embasar com mais propriedade 
o tema de sua investigação. 
Veja, a seguir, um exemplo de como organizar esse aporte teórico. 
 
Vamos dar continuidade à elaboração da pesquisa-exemplo, com base no tema 
apresentado anteriormente: a formação docente para o Ensino Superior. Para 
organizar o quadro teórico referente a esse assunto, podemos nos perguntar: 
 
Que estudos já foram feitos a respeito dessa questão? 
 
Quais livros, artigos ou pesquisas científicas já foram publicados sobre 
o objeto de estudo? 
 
Dessa forma, você vai levantando a bibliografia específica sobre o assunto a 
ser investigado para formar um corpo teórico que será o pilar de sua pesquisa e 
referendará seus achados e pontos de vista. 
 
Disponível em: http://www.uc.pt/tomenota/2008/20080408. Acesso em: 28 abr. 
2014. 
 
 
 
METODOLOGIA DA PESQUISA 7 
 
Atenção 
 Com o aporte teórico já organizado, podemos pensar nos 
próximos tópicos desse trabalho acadêmico: 
• A definição do problema; 
• A formulação dos objetivos e das hipóteses; 
• A elaboração de um plano para o estudo. 
 
 
Problematizando o tema da pesquisa 
Toda investigação parte de um problema. Para elaborá-lo, você precisa responder 
as seguintes perguntas: 
• O que quero pesquisar? 
• Que questão pretendo responder com minha pesquisa? 
 
Como afirma Freixo (2010, p. 157): 
“[...] neste processo de formulação de uma questão de investigação mais precisa, 
é importante que se enuncie a interrogação sobre sua pertinência, seu valor 
teórico e prático, e suas dimensões metodológicas, sem esquecer, 
evidentemente, suas implicações éticas”. 
 
Sendo assim, ao formular um problema de pesquisa,