CCJ0016-WL-Direito Civil V-AV2 Simulado-Prova 07
2 pág.

CCJ0016-WL-Direito Civil V-AV2 Simulado-Prova 07


DisciplinaDireito Civil V4.732 materiais30.562 seguidores
Pré-visualização2 páginas
16/11/2014 BDQ Prova

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_ead_ens_preview.asp?cript_hist=2762896224 1/5

Simulado: CCJ0111_SM_201201080321 V.1 Fechar

Aluno(a): CLEBIA ALVES GOMES Matrícula: 201201080321

Desempenho: 2,0 de 10,0 Data: 16/11/2014 19:34:02 (Finalizada)

 1a Questão (Ref.: 201201349893) Pontos: 1,0 / 1,0

Dimas Messias de Carvalho (2009, p. 281) define que " vínculo de parentesco é a relação das pessoas
vinculadas pelo sangue, que se iriginam pela ascendência direta ou de um tronco comum, ou por outra origem
como adoção e a socioafetividade. Trata-se desta forma, de relações humanas que assumem as mais
diferenciadas formas (art. 1593, CC) e, por isso, assumem um caráter multifacetário e plural". Sendo assim,
marque a alternativa INCORRETA com relação as relações de parentesco.

 O parentesco em linha reta é quando as pessoas são ligadas a um tronco comum, sem descenderem um
do outro.
O socioafetivo é o parentesco constituído por sentneça ou por ato voluntário das partes e resultante da
afetividade, como é o caso da adoção.
O grau de parentesco é a distância em gerações que separam os parentes, sendo que em linha reta
enumeram-se o número das gerações.
A afinidade é a relação que aproxima um cônjuge ou companheiro aos parentes do outro (art. 1.595
CC).
A natural é a relação de parentesco que vincula umas pessoas a outras que descendem do mesmo
tronco ancestral.

 2a Questão (Ref.: 201201168972) Pontos: 0,0 / 1,0

(Questão 27 126º Exame OAB-SP)

O dever de mútua assistência moral entre cônjuges é descumprido quando um dos cônjuges

faz uso de entorpecentes.
 pratica adultério.

é condenado por crime infamante.
 desconsidera os problemas pessoais do outro.

16/11/2014 BDQ Prova

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_ead_ens_preview.asp?cript_hist=2762896224 2/5

 3a Questão (Ref.: 201201168815) Pontos: 1,0 / 1,0

(Questão 5 7º Exame OAB-RJ) Para que se faça a venda de um bem imóvel de propriedade de um adolescente
sob tutela, é necessário haver comprovação de manifesta vantagem e:

De que o adolescente tem mais de 16 anos;
 Alvará judicial;

Que haja autorização judicial, devendo a venda ser feita em hasta pública;
Anuência do tutor judicial em todos os casos.

 4a Questão (Ref.: 201201169124) Pontos: 0,0 / 1,0

(Questão 23 120º Exame OAB-SP) É anulável o casamento

 por incompetência ratione loci do celebrante.
de enfermo mental sem necessário discernimento para os atos da vida civil.

 por incompetência ratione materiae do celebrante.
entre afins em linha reta.

 5a Questão (Ref.: 201201204675) Pontos: 0,0 / 1,0

(OAB/MS 2006.2) Sobre o regime patrimonial entre os cônjuges, é correto afirmar:

 O casamento celebrado com pacto antenupcial feito por escrito particular é válido, sendo o regime de
bens o da comunhão parcial.

 A dívida contraída pelo cônjuge varão para aquisição de um fogão de utilização doméstica não obriga o
cônjuge varoa, salvo se este autorizou a compra.
Sendo o regime da comunhão parcial, pode um cônjuge alienar os bens adquiridos antes do casamento
sem autorização do outro e sem a supressão da outorga pelo juiz.
Não é possível a alteração do regime de bens escolhido pelos nubentes no processo de habilitação.

 6a Questão (Ref.: 201201349999) Pontos: 0,0 / 1,0

16/11/2014 BDQ Prova

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_ead_ens_preview.asp?cript_hist=2762896224 3/5

O casamento, no ensinamento de Pontes de Miranda, é contrato solene, pelo qual duas pessoas de sexos
diferentes e capazes, conforme a lei, se unem com o intuito de conviver toda a existência, legalizando por ele, a
título de indissolubilidade do vínculo, as suas relações sexuais, estabelecendo para os seus bens, à sua sua
escolha ou por imposição legal, um dos regimes regulados pelo Código Civil, e comprometendo-se a educar e a
criar a prole que de ambos nascer. " A Teoria Contratualista reconhece que o casamento:

Nenhuma das alternativas estão adequadas a Teoria Contratualista.
 É um ato complexo e, portanto, seria contrato "sui generis" na formação e instituição no conteúdo e na

formação.
É um contrato especial que não se subordina às regras contratuais gerais, mas a regras especiais de
Direito de Família. Portanto, a manifestação pura e simples da vontade dos nubentes não é suficiente
para inseri-lo no mundo jurídico.
É uma instituição social, uma vez que se define num estatuto imperativo pré-organizado ao qual os
nubentes aderem.

 É considerado um contrato, porém, o grande problema de se atribuir o caráter contratual (em sentido
amplo) ao casamento é que a sua validade e eficácia dependeriam exclusivamente da vontade das
partes e poderia Sr ele desfeito, por mero distrato.

 7a Questão (Ref.: 201201170986) Pontos: 0,0 / 1,0

(MPRS Assistente de Promotoria 2008 - adaptada) Maria, solteira, com 72 anos de idade, pretende se casar com
Joaquim, também solteiro, que possui 72 anos. Diana com 68 anos de idade pretende se casar com Jean, que é
solteiro e também possui 68 anos, mas faz doze meses que o casamento de Diana com Douglas se desfez por
ser considerado nulo. Nestas hipóteses:

 Maria e Diana não podem se casar, por expressa determinação legal.
Maria pode casar, mas Diana está impedida de contrair matrimônio até dezoito meses após a anulação
de seu casamento com Douglas.
Maria pode casar, mas Diana está impedida de contrair matrimônio até dois anos após a anulação de
seu casamento com Douglas

 Maria pode se casar, mas deverá adotar obrigatoriamente o regime da separação de bens. Quanto à
Diana, não há nenhum impedimento ou causa suspensiva para o seu casamento com Jean.

 8a Questão (Ref.: 201201210864) Pontos: 0,0 / 1,0

São regras que CORRESPONDEM ao sistema de princípios constitucionais vigentes para o Direito de Família:

I. A utilização da maternidade de substituição ou barriga de aluguel é expressamente vedada pelo ordenamento

16/11/2014 BDQ Prova

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_ead_ens_preview.asp?cript_hist=2762896224 4/5

jurídico brasileiro porque fere o princípio da dignidade de pessoa humana.

II. O domicílio conjugal é determinado pelo marido uma vez que nele se concentra o que se denomina direção
da sociedade conjugal.

III. O princípio da solidariedade é a superação do individualismo jurídico que levou à funcionalização dos
direitos subjetivos e, por isso, importante princípio do Direito de Família brasileiro que perpassa princípios
constitucionais como os da afetividade e da convivência familiar.

IV. Os alimentos são devidos também nas uniões homoafetivas em face das recentes decisões tomadas pelo
STF.

V. A gravação telefônica feita pelo marido que suspeita de traição da esposa pode ser admitida como prova em
processo de reparação por danos morais, ainda que esta gravação tenha sido feita sem autorização judicial,
pois decorre o direito do marido da quebra do dever do casamento de respeito e consideração mútuos praticado
pela esposa.

 Apenas as alternativas III e IV correspondem ao sistema de princípios constitucionais.
 Apenas as alternativas I e III correspondem ao sistema de princípios constitucionais.

Apenas a alternativa IV corresponde ao sistema de princípios constitucionais.
Apenas as alternativas II e III correspondem ao sistema de princípios constitucionais.
Apenas a alternativa III corresponde ao sistema de princípios constitucionais.

 9a Questão (Ref.: 201201168892) Pontos: 0,0 / 1,0

(Questão 28 131º Exame OAB-SP) Assinale a alternativa que indica a única pessoa que NÃO se encontra sob
uma causa suspensiva do casamento.

O descendente do tutor que pretende se casar com o tutelado.
 O divorciado, enquanto não houver sido homologada ou decidida a partilha dos bens do casal.
 A viúva que pretende se casar com o homem condenado por homicídio contra o seu consorte.

A viúva que tiver filho do cônjuge falecido, enquanto não fizer inventário dos bens do casal e der