prointer final iv
21 pág.

prointer final iv

Pré-visualização6 páginas
1 
 
 
 
UNIVERSIDADE ANHANGUERA \u2013 UNIDERP 
POLO DE MANAUS 
CURSO TECNOLÓGICO EM RECURSOS HUMANOS 
 
 
 
 
 
 
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR APLICADO AOS CURSOS 
SUPERIORES DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS IV 
(PROINTER IV) 
RELATÓRIO FINAL. 
 
 
TUTOR PRESENCIAL: LIGIANE CORREA DE SOUZA. 
 
TUTOR EAD: MÁRCIO PEREIRA DE OLIVEIRA. 
 
 
 
 
 
 
 
MANAUS / AM 
2017 
 
 
 
 
2 
 
 
 
 
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR APLICADO 
AO CURSO SUPERIOR DE 
TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS \u2013 PROINTER IV 
RELATÓRIO FINAL. 
 
 
 
Trabalho apresentado ao Curso Superior de 
Tecnologia em Recursos Humanos do 
Centro de Educação a Distância \u2013 CEAD - 
da Universidade Anhanguera UNIDERP, 
como parte de requisito de avaliação do 
PROINTER. IV \u2013 Projeto Interdisciplinar 
Aplicado a Tecnologia em Recursos 
Humanos, sob a orientação do tutor Márcio 
Pereira de Oliveira. 
 
 
 
 
 
 
 
 
MANAUS / AM 
2017 
 
 
 
3 
 
Sumário 
 
1. INTRODUÇAO. ......................................................................................................... 4 
1.1 Resumo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .5 
02. Conceito de Remuneração. .................................................................................... 5 
2.1 Tipos de remuneração existentes. ....................................................................... 6 
3. Benefícios para a área de RH. .................................................................................. 9 
4. Plano de Cargos e Salários. ..................................................................................... 9 
5. Pesquisa Salarial. ................................................................................................... 10 
5.1 Objetivos da Pesquisa Salarial: ......................................................................... 10 
6. Treinamento. ........................................................................................................... 11 
7. Desenvolvimento. ................................................................................................... 11 
8. Educação Corporativa. ........................................................................................... 12 
9. Gestão de Pessoas com Base em Competências................................................... 13 
9.1 Avaliação 360º .................................................................................................. 13 
10. Aprendizagem Organizacional. ............................................................................. 14 
11. Gestão Do Conhecimento. .................................................................................... 14 
11. Entrevista. ............................................................................................................. 15 
12. Resultados ............................................................................................................ 19 
13. CONSIDERAÇÕES FINAIS. ................................................................................. 20 
14. Referências. .......................................................................................................... 21 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4 
 
1. INTRODUÇAO. 
 
A Casa Do Óleo São Francisco (CNPJ 783.999.664.85) teve início em 1996 no 
município de Rio Preto da Eva, seu fundador o senhor Francisco dos Santos veio do 
Ceará para tentar a vida aqui no amazonas, e acabou criando seu próprio negócio 
uma empresa no ramo de óleos lubrificantes. Hoje com o número de dez 
colaboradores. 
A sua missão é levar à seus clientes óleoda melhor qualidade. E sua visão é ser a 
maior loja desse seguimento no município. Por fim, seus valores são máxima atenção 
e paciência aos clientes e organização. 
Nesse relatório realizamos um roteiro de perguntas com um representante da 
empresa, relacionadas as seguintes áreas, treinamento e desenvolvimento; gestão de 
desempenho; administração de cargos, salários e benefícios; educação corporativa e 
gestão do conhecimento. E também abordaremos uma pesquisa bibliográfica, na qual 
um de seus temas é tipos de remuneração existentes eoutros assuntos importantes, e 
finalizando com um levantamentode campo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
5 
 
1.1Resumo. 
Nesse relatório aprendemos que a remuneração é um conjunto de retribuições 
recebidas pelo empregado pela prestação de serviços, seja em dinheiro ou em 
utilidades. E vimos que há onze tipos de remuneração, mas as principais são a 
remuneração funcional, salario direto, remuneração por habilidades, remuneração por 
competência, remuneração variável e participação acionaria. 
E também que os benefícios podem ser legais, espontâneos, monetários e não 
monetários. Vimos o objetivo da pesquisa salarial que é conhecer os níveis praticados 
pelas empresas que trabalham no mesmo ramo de atividade. 
Entendemos que o treinamento envolve transmissão de conhecimentos específicos 
relativos ao trabalho. O desenvolvimento pode ser de habilidades, atitudes ou de 
conceitos. Compreendemos que a educação consiste em um projeto de formação 
desenvolvido pelas empresas, com o objetivo de uma cultura de aprendizagem 
continua. E a aprendizagem organizacional é o alcance de novos conhecimentos seja 
de forma direta ou indireta, seja ela dentro ou fora da empresa. 
Terminando a pesquisa citamos que a gestão de conhecimento é um conjunto de 
tecnologias e processos cujo objetivo e apoiar a criação, a transferência e a aplicação 
de conhecimento nas organizações. 
E fizemos uma entrevista na qual aprendemos e entendemos um pouco sobre a parte 
administrativa da empresa Casa Do Óleo, Localizada no Município de Rio Preto da 
Eva. 
 
 
02. Conceito de Remuneração. 
 
\u201cRemuneração é o conjunto de retribuições recebidas habitualmente pelo empregado 
pela prestação de serviços, seja em dinheiro ou em utilidade, provenientes do 
empregador ou de terceiros, mas decorrentes do contrato de trabalho, de modo a 
satisfazer suas necessidades básicas e de sua família\u201d (art. 457, CLT). 
Salário é sempre remuneração, mas remuneração nem sempre é salário. Isto porque 
existem também remunerações chamadas in natura, que são aquelas onde o 
empregado recebe bens ou serviços como parte da contrapartida de seu trabalho. O 
caseiro que reside nas dependências do empregador, por exemplo, tem uma parte de 
sua remuneração total que não é salário e sobre a qual não incidem encargos sociais. 
Assim, por exemplo, acontece quando se fornecem benefícios como seguro saúde, 
ticket de auxílio para refeições etc. 
Conforme o art. 457 da CLT - Compreendem-se na remuneração do empregado, para 
todos os efeitos legais, além do salário devido e pago diretamente pelo empregador, 
como contraprestação do serviço, as gorjetas que receber. O § 1º - Integram o salário 
não só a importância fixa estipulada, como também as comissões, percentagens, 
6 
 
gratificações ajustadas, diárias para viagens e abonos pagos pelo empregador 
(Redação dada pela Lei n.º 1.999, de 01-10-53, DOU 07-10-53). 
No entanto, segundo o § 2º - Não se incluem nos salários as ajudas de custo, assim 
como as diárias para viagem que não excedam de 50% (cinquenta por cento) do 
salário percebido pelo empregado. (Redação dada pela Lei n.º 1.999, de 01-10-53, 
DOU 07-10-53). 
Outros valores também podem ser remuneração sem ser salário. As gorjetas, por 
exemplo, cobradas pelo empregador na nota de serviços ou oferecidas 
espontaneamente pelos clientes, integram a remuneração do empregado, mas não é 
salário. Sobre esse tipo de remuneração também podem incidir
Thamyres
Thamyres fez um comentário
qual foi a sua nota nesse trabalho?
0 aprovações
Carregar mais