A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
APOL ARTES VISUAIS PRATICA PROFISSIONAL DIGITAL

Pré-visualização | Página 1 de 2

APOL ARTES VISUAIS DIGITAL NOTA 100
-A Linguagem Cinematográfica considera os ‘planos’ sendo a imagem fílmica que apresenta o conteúdo material e conteúdo dramático. O plano é classificado devido seu tamanho, no qual determina a duração e a distância que há entre os objetos em relação à câmera, visto que cada enquadramento procura mostrar de forma variada os planos, no entanto, existem várias formas de planos, que dependendo de qual seja, contribui para a percepção do conteúdo”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em:  SOUSA, Catichilene Gomes de. A linguagem cinematográfica na constituição do sentido na obra fílmica ‘Abril Despedaçado’. <http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/viewFile/541/354>. Acesso em 30 jul 2018.
 De acordo com os conteúdos do texto-base Hibridismo das linguagens audiovisuais: observações sobre o cinema e o vídeo em interface com as culturas contemporâneas sobre a linguagem do cinema, relacione corretamente os movimentos cinematográficos às suas respectivas características: 
Surrealismo
Nouvelle Vague
Neorrealismo
 ( ) Buscou a desconstrução da linearidade e aproximou o cinema do mundo onírico.
( ) Priorização pelos planos-sequência.
( ) Exploração do tempo real da narrativa.
( ) Proporcionou ampla visibilidade ao corte, permitindo ao espectador uma compreensão mais atenta da montagem no filme. 
Agora, selecione a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A
	1 – 3 – 3 – 2
	
	B
	1 – 3 – 2 – 1
	
	C
	3 – 2 – 3 – 1
	
	D
	2 – 1 – 2 – 3
	
	E
	1 – 2 – 3 – 2
-Leia o seguinte fragmento de texto: 
“Para Weibel, os paradigmas estéticos tradicionais foram profundamente alterados pelas tecnologias mídiatico-interativas. Longe de ser uma obra de arte acabada e estática, pensa Weibel, a arte em mídia digital incorpora uma visão dinâmica, interativa e sistêmica, onde obra e interator não podem mais ser vistos separadamente”.
 Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: ARANTES, Priscila. Interestética: Em Busca De Um Novo Paradigma Estético Na Era Digital. <http://www.ceap.br/material/MAT02092012192658.pdf>. Acesso em 25 jul 2018.
 Considerando os conteúdos do texto-base Arte e mídia no Brasil: perspectivas da estética digital, analise as afirmativas a seguir que contemplam a noção de interface presente na obra de Peter Weibel:
 I. O teórico se apoia nos princípios da endofísica, ciência que defende a ideia de que o observador sempre faz parte daquilo que observa, não existindo uma fronteira e separação rígidas entre o observador e o que é observado.
II. As artes interativas e a própria estética ganham um estatuto ontológico e epistemológico de explicação e de modelo para o mundo.
III. A obra/mundo só se manifesta na medida mesma de sua inter-relação com o interator/observador: ambos fazem parte de um mesmo sistema, de um mesmo conjunto de inter-relações.
IV. Influenciado pela metafísica aristotélica e pelas discussões filosóficas do devir no pensamento grego, o filósofo desenvolve a ideia de que o movimento, a metamorfose e o devir constantes seriam a característica definidora da arte em mídia digital.
 Estão corretas apenas as afirmativas:
	
	A
	I e II.
	
	B
	I e III.
	
	C
	III e IV.
	
	D
	I, II e IV.
	
	E
	I, II e III.
-Atente para trecho de texto a seguir: 
“O ideal que domina a estrutura formal da obra de arte de Wagner é a unidade absoluta entre drama e música, considerados como expressões interligadas de uma única ideia dramática – ao contrário do que sucede na ópera convencional, onde o canto predomina e o libreto é um mero suporte da música”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PEREIRA, Sylmara Cintra. NORONHA, Márcio Pizarro. Concepções de arte na obra-pensamento de Richard Wagner. <http://www.congressohistoriajatai.org/anais2008/doc%20(77).pdf>. Acesso em 21 jul 2018. 
Considerando os conteúdos do texto-base Arte e tecnologia digital: contrapontos históricos, sobre a Obra de Arte Total, de Richard Wagner, analise as assertivas que seguem que contemplem a noção de Gesamtkustwerk:
 
I. A noção de Gesamtkustwerk (obra de arte total) foi difundida em sua obra The Artwork of the Future (A obra de arte do futuro) de 1849.
II. Configurava-se pela unificação criativa de múltiplas linguagens artísticas: teatro, música, canto, dança, poesia dramática, arte visual.
III. Surgiu no cinema para se expandir a outros campos teóricos, como por exemplo, na artemídia.
IV. Wagner aspirava uma síntese das formas artísticas, bem como a imersão do espectador.
 
Estão corretas apenas as afirmativas:
	
	A
	I e II.
	
	B
	I e III.
	
	C
	III e IV.
	
	D
	I, II e IV.
	
	E
	II, III e IV.
-Atente para a seguinte citação: 
“Em face a tantas análises pessimistas em relação ao nosso futuro, acredito que Walter Benjamin tem uma teoria do conhecimento que merece ser recuperada (ou ser refletida com mais vagar e atenção), principalmente por seu olhar inconformado com a lógica científica e técnica com a qual nosso mundo foi construído”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: KUCIAK, Alexandre. Teoria do conhecimento e razão nas teses de Walter Benjamin. <https://www.ufrgs.br/ppgletras/Iijornadaestlit/artigos/comparada/KUCIAKAlexandre.pdf>. Acesso em 22 jul 2018.
 Levando em consideração os conteúdos do texto-base Arte e mídia no Brasil: perspectivas da estética digital assinale a alternativa que corresponde, de forma correta, ao pensamento do filósofo Walter Benjamin presente no seu ensaio A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica:
	
	A
	Walter Benjamin defendia que na sociedade moderna há uma desintegração do valor aurático na manifestação artística. A obra de arte não somente se metamorfoseia, mas também perde o seu status de unicidade e originalidade.
	
	B
	Imbuído pelo espírito romântico e pela estética do gênio, Walter Benjamin teceu ferozes críticas à prática fotográfica como fonte de experimentação estética.
	
	C
	Walter Benjamin partia do pressuposto de que a arte já não deveria ser mais definida em termos de beleza ou verdade, mas a partir de informações estéticas mensuráveis matematicamente.
	
	D
	Walter Benjamin fala em uma estética do desaparecimento, ao se referir às tecnologias do tempo real e à revolução das telecomunicações que afetam, de forma substantiva, nossas percepções.
	
	E
	Walter Benjamin desenvolve sua estética intermediária, estabelecendo paralelos entre a arte em mídia digital e os processos vivos e naturais.
-Leia a seguinte citação: 
“As imagens sobre as quais falamos não se reduzem unicamente a fotos ou pinturas. As imagens seriam todos os atos de performance do homem no espaço e no tempo. Todos os conteúdos, portanto, de uma ação apresentada em performance, arquiteturas, cidades, instalações, imagens digitais, películas, espetáculos de teatro, dança, música, livros, ilustrações, atlas, poemas visuais, diários, habitus, formas de vida e etc”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em:  HUAPAYA, Cesar. Montagem e imagem como paradigma. <http://www.scielo.br/pdf/rbep/v6n1/2237-2660-rbep-6-01-00110.pdf> Acesso em 26 jul 2018. 
Partindo dos conteúdos abordados no texto-base  Uma percepção do olhar: os três paradigmas da imagem à luz da semiótica peirceana relacione os três paradigmas da imagem, cujas divisões resultaram de critérios de perspectiva materialista, às suas respectivas características: 
Pré-fotográfico
Fotográfico
Pós-fotográfico
(  ) A grande inovação nesse paradigma são os processos automáticos de captação da imagem, por meio de uma técnica ótica em que a emanação da luz produz a imagem. O suporte é um fenômeno químico ou eletromagnético.
( ) A característica básica desse paradigma é o modo de produção artesanal, dependente de um suporte para servir de receptador