A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AV parcial corrigida

Pré-visualização | Página 1 de 2

Aluno
	Matrícula: 
	Disciplina: CCJ0042 - ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL 
	Período Acad.: 2018.1 (G) / SM
	
	
	
		Quest.: 1
	
		1.
		Por força de lei federal foi criada a autarquia Rodovias Turísticas . Durante a sua estruturação, a chefia imediata indicou Rui da Silva, servidor público federal e Bacharel em Direito, gerenciar o respectivo setor jurídico que incluiria seis advogados cujos cargos ainda seriam preenchidos após o devido concurso público. No entanto, a indicação foi questionada pela advogada Claudia, com base no EOAB, por ausência de requisito legal. Tem razão, a advogada, em sua manifestação?
	
	
	
	
	Não, porque se trata de ato discricionário do ocupante do cargo executivo imediatamente superior.
	
	
	Nenhuma das respostas acima.
	
	
	Não, porque um bacharel em Direito possui todos os conhecimentos necessários para exercer a função, principalmente porque haverá advogados para exercerem atividades privativas da advocacia.
	
	
	Sim, pois até Bacharel em Direito deve antes comprovar idoneidade moral para ocupar cargo de direção em paraestatal.
	
	
	Sim, porque o gerenciamento de setor jurídico é atividade privativa da advocacia.
	
	
	
		Quest.: 2
	
		2.
		XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO A advogada Ana integrou o departamento jurídico da empresa XYZ Ltda. e, portanto, participava de reuniões internas, com sócios e diretores, e externas, com clientes e fornecedores, tendo acesso a todos os documentos da sociedade, inclusive aos de natureza contábil, conhecendo assim, diversos fatos e informações relevantes sobre a empresa. Alguns anos após ter deixado os quadros da XYZ Ltda., Ana recebeu intimação para comparecer a determinada audiência e a prestar depoimento, como testemunha arrolada pela defesa, no âmbito de ação penal em que um dos sócios da empresa figurava como acusado do crime de sonegação fiscal. Ao comparecer à audiência, Ana afirmou que não prestaria depoimento sobre os fatos dos quais tomou conhecimento enquanto integrava o jurídico da XYZ Ltda. O magistrado que presidia o ato ressaltou que seu depoimento havia sido solicitado pelo próprio sócio da empresa, que a estaria, portanto, desobrigando do dever de guardar sigilo. Sobre a questão apresentada, observadas as regras do Estatuto da OAB e do Código de Ética e Disciplina da OAB, assinale a opção correta.
	
	
	
	
	Ana terá o dever de depor, pois o bem jurídico administração da justiça é mais relevante do que o bem jurídico inviolabilidade dos segredos.
	
	
	Ana terá o dever de depor, pois não integra mais o departamento jurídico da empresa XYZ Ltda., tendo cessado, portanto, seu dever de guardar sigilo.
	
	
	Ana não terá o dever de depor, pois o advogado tem o direito de se recusar a depor, como testemunha, sobre fato relacionado à pessoa de quem foi ou seja advogado, mesmo quando solicitado pelo cliente.
	
	
	Ana terá o dever de depor, pois foi desobrigada por seu ex-cliente do dever de guardar sigilo sobre os fatos de que tomou conhecimento quando atuou como advogada da XYZ Ltda.
	
	
	
		Quest.: 3
	
		3.
		Leia atentamente as afirmativas abaixo:
I -  A inidoneidade do requerente de inscrição nos quadros da OAB somente pode ser suscitada por advogados regularmente inscritos na OAB ou pelas autoridades competentes.
II -  O estagiário pode requerer sua inscrição como tal junto ao Conselho Seccional perante o qual se localize seu curso de graduação, ou onde possua seu domicílio.
III - A inscrição principal do advogado deve ser feita no seu domicílio profissional.
Sobre as afirmativas acima é correto afirmar:
	
	
	
	
	I e III
	
	
	II e III
	
	
	II
	
	
	I
	
	
	III
	
	
	
		Quest.: 4
	
		4.
		¿Exame para exercer advocacia é comum em outros países. Japão, Estados Unidos e França também exigem estágio profissional antes de autorizar o bacharel a advogar (Priscilla Borges, iG Brasília. 28/09/2011 17:56). Atuar como advogado em alguns países europeus, Japão e Estados Unidos não é tarefa simples. As regras variam um pouco entre eles, mas os candidatos precisam apresentar diploma de curso superior em Direito, passar por exames, fazer estágios e, em alguns casos, residência na área. Há os que exigem também a aprovação em provas para atuar em cada tipo de tribunal. Poucos são os que liberam a atuação do profissional assim que ele se forma. (...)¿ No Brasil, o Exame de Ordem
	
	
	
	
	Deve ser prestado pelo advogado com mais de dez anos de habilitação para que comprove que permanece a aptidão para o exercício profissional.
	
	
	É um dos requisitos para obtenção da inscrição perante a OAB, devendo ser prestado apenas por quem tenha concluído o curso de Direito.
	
	
	É realizado em três etapas: prova de conhecimentos gerais, prova de conhecimento específico e prova oral que visa a aferir a oratória do candidato.
	
	
	É um dos requisitos para obtenção de inscrição perante a OAB, podendo ser prestado pelos que estiverem em situação de incompatibilidade com o exercício da advocacia.
	
	
	A exigência do Exame de Ordem foi recentemente declarada inconstitucional pelo STF.
	
	
	
		Quest.: 5
	
		5.
		Assinale a única alternativa correta sobre a figura da renúncia do mandato advocatício:
	
	
	
	
	se o advogado notificar o mandante da renúncia do mandato, no nono dia a contar da efetiva renúncia, este terá prazo de um dia para nomear substituto;
	
	
	o mandante tem prazo de dez dias para nomeação de outro advogado, a contar da data em que foi cientificado da renúncia;
	
	
	se o mandante constituir novo advogado nos autos, após cinco dias a contar da cientificação da renúncia, ambos os advogados permanecerão representando o mandante pelos cinco dias restantes;
	
	
	o advogado não pode renunciar ao mandato antes do trânsito em julgado da decisão do processo.
	
	
	o advogado não poderá renunciar sem o prévio consentimento do cliente.
	
	
	
		Quest.: 6
	
		6.
		O Código de Ética e Disciplina da OAB permite ao Advogado:
	
	
	
	
	Contratar seus honorários com a cláusula quota litis, para receber, em pagamento de seu trabalho profissional, um automóvel arrolado no processo de inventário que advoga
	
	
	Substabelecer a um Colega, com reservas, o mandato judicial, sem conhecimento do Cliente/outorgante;
	
	
	Divulgar a lista de seus clientes e suas causas, exceto as que corram em segredo de justiça;
	
	
	Estipular os seus honorários em valores inferiores aos da Tabela de Honorários elaborada pela OAB;
	
	
	
		Quest.: 7
	
		7.
		Numa audiência de instrução e julgamento na 48º Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro, quando fazia sustentação oral, o Advogado do réu injuriou o Advogado do autor. Pergunta-se: O que pode acontecer ao Advogado do réu?
	
	
	
	
	Ser processado criminalmente e disciplinarmente, pela injúria proferida;
	
	
	Ser advertido pelo juiz e responder por desacato em razão da postura  na presença de magistrado.
	
	
	Ser processado criminalmente pelo ofendido, pelo crime de injúria;
	
	
	Ser advertido pelo Juiz que presidia aquela audiência, pela injúria proferida;
	
	
	Ser processado criminalmente, disciplinarmente e civilmente, pela injúria proferida;
	
	
	
		Quest.: 8
	
		8.
		Um advogado que defende o réu em uma ação que tramita na 13ª Vara Cível da Comarca da Capital, ingressou com pedido de desagravo ante as ofensas que diz ter recebido da juíza do caso, durante uma audiência. Sobre o desagravo público, podemos afirmar que:
I  - o pedido decorre de ofensa à pessoa do advogado e deve ser promovido pela OAB somente mediante requerimento do ofendido ;
II - o relator poderá propor o arquivamento