A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
AD1.B Qualidade

Pré-visualização | Página 1 de 1

AD1.b
Os princípios da qualidade são orientações gerais e devem ser operacionalizadas em situações específicas. Tome um dos princípios e defenda-o, ilustrando uma aplicação a uma situação específica conhecida por você.
	Um dos princípios da qualidade é a gestão participativa, com a participação de todos no processo de evolução da qualidade cria um ambiente de energia positiva, aumentando a criatividade a favor da solução dos problemas.
	Eu acredito que realizar uma gestão participativa é um desafio para o estado democrático de direito. Deve-se para tanto vocalizar as necessidades e desejos da população durante a formulação de políticas públicas e na prestação de serviços diretamente à população. 
	O ministério da Saúde desenvolveu várias diretrizes que permite o controle da sociedade sobre as verbas destinadas ao SUS, exemplifico o caso da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) que em prol de tornar Minas o estado em que se vive mais e melhor, bem como em ser instituição inovadora em gestão de saúde, vêm implementando políticas e ações que estimulam e preconizam a participação social. 
	As quais objetivam que o Sistema Único de Saúde (SUS) atenda às demandas da população. Identificou-se por meio de pesquisa documental e revisão bibliográfica que o que era uma diretriz de organização do SUS, tornou-se inicialmente norma que instituiu as instâncias de controle social, denominadas Conselhos de Saúde, e atualmente constitui-se de políticas e ações de conceito ampliado. É o que se identifica na Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde e no modelo de atenção à saúde em implantação pela SES/MG.
2.Indique um cuidado ou aplicação de uma técnica ou de procedimento que leve à preservação da boa qualidade de um serviço.
Uma das técnicas para evoluir na qualidade na Administração Publica é adquirir e usar tecnologia adequada e avançada. A inovação tecnológica nas diversas áreas da administração pública é cada vez mais intensa e serve de mola propulsa do desenvolvimento de melhores serviços e produtos direcionados aos cidadãos.
	É o caso da Policia Militar que modernizou e adquiriu novos sistemas e disponibilizou para todas unidades alguns sistemas informatizados, dentre eles o SISCOPWEB, o Policial On-line, o Alerta de veículos furtados, o Infoseg, o banco de dados do DETRAN e o 181 Narcodenúncia.
3.O binômio qualidade-produtividade também pode ser interpretada como antagônico, ou seja, quando um fator melhora o outro piora. Como você defenderia essa posição?
	
Qualidade e produtividade são fatores chave para a uma gestão de eficiente no serviço publico. Produtividade é a redução do tempo gasto para executar um serviço, ou o aumento da qualidade de produtos elaborados, com a manutenção dos níveis de qualidade, sem o acréscimo de mão-de-obra ou aumento dos recursos necessários. Produtividade não é somente maior quantidade. É preciso avaliar a qualidade do serviço. 
	Portanto em minha opinião qualidade e produtividade devem caminhar lado a lado junto a Administração Publica eficiente.
4.Com base nas informações e na condição de cliente de organizações de serviços, conceitue Qualidade (caso deseje, você pode referir-se a um bem ou a um serviço).
A qualidade na administração pública é um conceito subjetivo e pode ser também uma doutrina de gestão que estabelece a adequada satisfação do cidadão como objetivo maior para uma organização na prestação dos serviços públicos. Com esse foco, a metodologia adotada analisa os processos de trabalho com vistas a identificar oportunidades de melhoria a partir das melhores práticas existentes e das possibilidades de inovação, observados os valores éticos de respeito ao cidadão e ao servidor público. A doutrina é relevante para o êxito das políticas públicas, dado que está voltada aos efeitos finais da atuação das organizações no seu relacionamento com a sociedade.
Hoje cada vez mais, a organização pública deve prestar satisfação aos cidadãos que a procuram, uma vez que estes tem consciência de que a Administração Pública existe para satisfazer uma série de necessidades que a vida moderna lhe impõe e que ela subsiste em razão dos impostos pagos por esses cidadãos.
3- Diagrama de Pareto
O gráfico de Pareto é definido no Japão segundo Karatsu and Ikeda ( 1985: 25) do seguinte modo: "É um diagrama que apresenta os itens e a classe na ordem dos números de ocorrências, apresentando a soma total acumulada." Nos permite visualizar diversos elementos de um problema auxiliando na determinação da sua prioridade.
É representado por barras dispostas em ordem decrescente, com a causa principal vista do lado esquerdo do diagrama, e as causas menores são mostradas em ordem decrescente ao lado direito. Cada barra representa uma causa exibindo a relevante causa com a contribuição de cada uma em relação à total.
É uma das ferramentas mais eficientes para encontrar problemas. Para traçar, deve ser repetida várias vezes para cada um dos problemas levantados, tomando os itens prioritários como problemas novos.
Este diagrama de Pareto descreve as causas que ocorrem na natureza e comportamento humano, podendo assim ser uma poderosa ferramenta para focalizar esforços pessoais em problemas e tem maior potencial de retorno.
Diagrama de Dispersão
O diagrama de dispersão é a etapa seguinte do diagrama de causa e efeito, pois verifica-se se há uma possível relação entre as causas, isto é, nos mostra se existe uma relação, e em que intensidade.
Visa também identificar a existência de tendência na variação conjunta (correlação) entre duas ou mais variáveis.
Na prática do dia-a-dia é, muitas vezes, essencial estudar-se a relação entre duas variáveis correspondentes.
Muitas vezes o diagramna de dispersão é utilizado para estudar a Relação entre Característica de Qualidade e fator que a afeta, Relação entre duas Características de qualidade e Dois fatores relacionados a uma única característica de qualidade.
O 5W2H, basicamente, é um checklist de determinadas atividades que precisam ser desenvolvidas com o máximo de clareza possível por parte dos colaboradores da empresa. Ele funciona como um mapeamento destas atividades, onde ficará estabelecido o que será feito, quem fará o quê, em qual período de tempo, em qual área da empresa e todos os motivos pelos quais esta atividade deve ser feita. Em um segundo momento, deverá figurar nesta tabela (sim, você fará isto em uma tabela) como será feita esta atividade e quanto custará aos cofres da empresa tal processo.