A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
aps 7 sem

Pré-visualização | Página 1 de 6

R. Santa Teresinha, 160 - Centro, São José do Rio Pardo - SP
CEP 13720-000 - Tel.: (19) 3681-2655
ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS
1° SEMESTRE DE 2018 - 7° SEMESTE DE ENGENHARIA CIVIL
JÉSSICA DE ALMEIDA VASCONCELOS
JOSÉ ROBERTO ROCHA JÚNIOR
MARCELO AUGUSTO DE SOUZA NATAL
NATÁLIA DE SOUZA ANDRADE OLIVEIRA
WELINTON CASTRO ROCHA
Trabalho apresentado à
UNIP-Campus Rio Pardo
vinculado às Atividades Práticas
Supervisionadas, como parte dos
requisitos para avaliação semestral,
no Curso de Engenharia Civil.
São José do Rio Pardo
2018
JÉSSICA DE ALMEIDA VASCONCELOS
JOSÉ ROBERTO ROCHA JÚNIOR
MARCELO AUGUSTO DE SOUZA NATAL
NATÁLIA DE SOUZA ANDRADE OLIVEIRA
WELINTON CASTRO ROCHA
ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS
1° SEMESTRE DE 2018 – 7° SEMESTRE DE ENGENHARIA CIVIL
Trabalho apresentado à
UNIP-Campus Rio Pardo
vinculado às Atividades Práticas
Supervisionadas, como parte dos
requisitos para avaliação semestral,
no Curso de Engenharia Civil.
São José do Rio Pardo
2018
RESUMO
	O trabalho de APS (Atividade Prática Supervisionada) é realizado semestralmente por alunos de graduação da UNIP- Universidade Paulista, com objetivo geral de propiciar uma fundamentação prática dos conceitos teóricos explorados na disciplina em questão levando em conta a interdisciplinaridade do curso.
	Neste semestre, a disciplina regente é “ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO”, onde o objetivo do trabalho é visitar uma obra de concreto armado (pilar, viga e laje), com foco principal nas armaduras das lajes maciças de concreto armado, para as quais deverá ser feito um estudo do concreto das armaduras positivas e negativas com seus respectivos memoriais de cálculo e detalhamento das armaduras.
	Para a escolha da laje fica decidido que ela deverá ter entre três a cinco lajes armadas, escolhidas e visitadas por pelo menos uma pessoa do grupo que deve registrar a visita por foto.
	É também função do trabalho a explanação sobre o que são estruturas de concreto, sua formação e métodos de cálculo.
Palavras-chave: Engenharia Civil. Estruturas de Concreto Armado. Lajes maciça. Atividades Práticas Supervisionadas.
ABSTRACT
The APS (Supervised Practical Activity) work is carried out semiannually by undergraduate students from UNIP - Universidade Paulista, with the general objective of providing a practical foundation of the theoretical concepts explored in the discipline in question taking into account the interdisciplinarity of the course.
In this semester, the governing discipline is "STRUCTURES OF CONCRETE ARMED", where the objective of the work is to visit a work of reinforced concrete (pillar, beam and slab), with a main focus on the reinforcement of solid reinforced concrete slabs, for which a concrete study of the positive and negative reinforcements with their respective calculation and detailing of the reinforcements should be made.
For the choice of slab it is decided that it should have between three and five slabs armed, chosen and visited by at least one person from the group that must register the visit by photo.
It is also a function of the explanation of concrete structures, their formation and methods of calculation.
Keywords: Civil Engineering. Structures of Armed Concrete. Solid slabs. Supervised Practical Activities.
INTRODUÇÃO
As estruturas são responsáveis por dar a sustentação a casa. Elas transferem o peso (carga) da construção para as fundações, que por sua vez distribuem a carga para o solo. A estrutura de concreto armado é a mais comum nas casas dos brasileiros.
O concreto armado é a combinação do concreto com o aço, ou seja, cada peça da estrutura é composta por uma armação feita com barras de aço coberta de concreto. O aço é resistente à tração (movimentos laterais), enquanto o concreto tem alta resistência a compressão (movimentos verticais).
Isto torna a combinação de concreto e aço muito eficaz e difundida em todos os tipos de obras. Em casas, a estrutura de concreto armado mais utilizada é a coluna-viga-laje ou pilar-viga-laje.
Nesse tipo de estrutura o peso dos telhados, caixa d’água e laje é uniformemente distribuído para as vigas. Estas distribuem os pesos para as colunas. Assim as cargas não passam pelas paredes e vão das colunas direto para as fundações (ver figura 01).
Nesse sistema, a parede não suporta nenhum peso que não seja de portas e janelas instaladas nela. Por isso, elas podem ser cortadas para passagem de tubulações e em reformas futuras, elas podem até ser retiradas. Neste processo construtivo as paredes recebem o nome de alvenaria de vedação.
FIGURA O1 – REPRESENTAÇÃO DE ESTRUTURA DE CONCRETO ARMADO
Fonte: Blog Pra Construir[1: Blog Pra Construir. Etapas da Construção. Concreto armado. Disponível em:<http://blogpraconstruir.com.br/etapas-da-construcao/concreto-armado/>. Acesso em: 15/05/2018.]
CONCEITO DE CONCRETO ARMADO
	Antigamente eram mais utilizados materiais como pedra natural (rocha), a madeira e o ferro, e existem construções com esses materiais até os dias de hoje. 
Um bom material para ser utilizado numa estrutura é aquele que apresenta boas características de resistência e durabilidade. Nesse sentido, a pedra natural apresenta muito boa resistência à compressão e durabilidade elevada. No entanto, a pedra é um material frágil e tem baixa resistência à tração. 
O concreto, como as pedras naturais, apresenta alta resistência à compressão, o que faz dele um excelente material para ser empregado em elementos estruturais primariamente submetidos à compressão, como os pilares por exemplo, mas, por outro lado, suas características de fragilidade e baixa resistência à tração restringem seu uso isolado em elementos submetidos totalmente ou parcialmente à tração, como tirantes, vigas, lajes e outros elementos fletidos.
 Para contornar essas limitações, o aço é empregado em conjunto com o concreto e convenientemente posicionado na peça de modo a resistir à tração. O aço também trabalha muito bem à compressão, e nos pilares auxilia o concreto.
 Um conjunto de barras de aço forma a armadura, que envolvida pelo concreto origina o Concreto Armado, um excelente material para ser aplicado na estrutura de uma obra (ver figura 02). 
O Concreto Armado alia as qualidades do concreto (baixo custo, durabilidade, boa resistência à compressão, ao fogo e à água) com as do aço (ductilidade (representa o nível de deformação plástica antes da ruptura do material) e excelente resistência à tração e à compressão), o que permite construir elementos com as mais variadas formas e volumes, com relativa rapidez e facilidade, para os mais variados tipos de obra. 
Outro aspecto positivo é que o aço, convenientemente envolvido pelo concreto, fica protegido contra a corrosão e altas temperaturas provocadas por incêndio, pelo menos durante um certo período de tempo, desde que tenha o correto cobrimento. 
Para a composição do concreto armado, pode-se indicar esquematicamente: 1) cimento + água = pasta 
2) pasta + agregado miúdo = argamassa 
3) argamassa + agregado graúdo = concreto 
4) concreto + armadura de aço = concreto armado. 
Nesse item 4 pode-se fazer uma nova subdivisão em função da forma de trabalho da armadura: 
4.1 - Concreto + armadura passiva = concreto armado
4.2 - Concreto + armadura ativa = concreto protendido; neste caso a armadura (ou a cordoalha) é preliminarmente submetida a esforços de tração visando melhorar o desempenho estrutural da peça a ser concretada.
Atualmente, está sendo cada vez mais empregado nas estruturas o “Concreto de Alto Desempenho” - CAD. É um concreto obtido com um aditivo superfluidificante e com a adição de sílica ativa. O CAD é um concreto com propriedades superiores às do concreto tradicional, sobretudo quanto à durabilidade e à resistência. 
Ele é mais resistente, menos poroso, mais impermeável, mais resistente à ambientes agressivos, apresentando maior proteção para as armaduras e possui