TG   VII
3 pág.

TG VII


Disciplina<strong>4 Periodo</strong> de Rh Unopar1 materiais10 seguidores
Pré-visualização1 página
TRABALHO EM GRUPO (TG)
ALUNO (S):
CAMILA GOMES DE OLIVEIRA RA 1636017
JEANE DOS SANTOS RIBEIRO ROSÁRIO RA 1645026
JOANA D\u2019ARC DOS SANTOS ARAÚJO RA 1643086
ARACRUZ
2017
De acordo com o que vimos na Palestra: Estilos de Aprendizagem e Metodologias Ativas existem vários estilos de aprendizagem e diversas metodologias ativas. Porém, os resultados e a realidade nas salas de aula ainda não são tão positivos.
Além de ainda termos professores voltados ao método tradicional, o uso de das tecnologias ainda estão nos primeiros passos. Existem escolas que não possuem estruturas tecno- educacional, ou seja, não possuem computadores, data-show, retro- projetores. Sendo assim, não há como os educadores adequarem-se as novas tecnologias se não possui ferramentas como aliadas no desempenho educacional.
Por outro lado, vivemos em uma geração onde crianças e jovens estão cada vez mais voltados para uma aprendizagem ativa, vivem conectados às tecnologias digitais.
As metologias ativas vêm tornando-se mais acessíveis, entre as quais o estudo de casos, aula- laboratório, trabalhos em grupo, simulações, aprendizagem baseada em problemas ou projetos (de forma interdisciplinar), desafios, jogos e assim o aluno aprende no seu próprio ritmo e necessidade com a supervisão de professores orientadores.
Vale lembrar que essas metodologias precisam acompanhar os objetivos pretendidos. As metodologias ativas são pontos de partida para formação de alunos mais reflexivos, interativos, competitivos, habilidosos, independentes, curiosos, analistas, comparativos.
A tecnologia é importante, mas se o professor tiver atitudes inovadoras, a tecnologia passa a ser secundária. O professor é o orientador, deixa de ser o clássico que explica tudo e passa a falar menos e orientar mais, traz para salas de aula situações reais ou simulações de situações reais (precisa relacionar sua disciplina com o cotidiano, com a comunidade). Sendo assim, o aluno deixa de ser um ser passivo e vai construindo tudo que é significativo para ele e compartilha com os colegas e com o próprio professor.
O professor que trabalhar com metodologias ativas e tecnologia tem que sair completamente da sua zona de conforto.
Pode se observar que cada um tem um estilo de aprendizagem diferente seja ele físico onde tem por sua característica pessoas inquieta, tem também o Intrapessoal que já é totalmente diferente, ou seja, o aluno é, mas tímido, anti-social e precisa de um tempo para cada atividade proposta.
É muito interessante também a disponibilidade inovadora na educação como os recursos educacionais abertos, sala de aula invertida, gamificação e aprendizagem ativa onde englobam todos os métodos de conteúdos estudados pelos alunos, por meio de diferentes mídias e recursos.
 Antigamente o estudo era basicamente em cima de jornais e revistas por não ter tecnologia, hoje no século XXI já são totalmente diferentes, as metodologias já estão bem avançadas pelo mundo todo, ajudando muito na educação de cada criança. É muito cativante poder relatar que o aluno tem como um agente principal, responsável pela sua aprendizagem assim tornando o próprio protagonista do seu conhecimento formando então a metodologia ativa.
 Dessa forma é muito significativo também saber que a escola estar formando indivíduos, mas criativos que estarão adquirindo novos conhecimentos de aprender e interagir com a sociedade seja ela cultural, econômica e política.