Biblioteca 1339304 (1)
14 pág.

Biblioteca 1339304 (1)


Disciplina<strong>eletrotermofototerap</strong>14 materiais2 seguidores
Pré-visualização1 página
FACULDADE DE EXCELÊNCIA EDUCACIONAL DO RIO GRANDE 
DO NORTE \u2013 FATERN 
DISCIPLINA: FISIOTERAPIA GERAL
Natal/RN
Fevereiro \u2013 2011
INTRODUÇÃO A TERMOTERAPIA
PROFESSOR: ANDERSON RODRIGUES
Especialista em \u201c O Aparelho Locomotor no Esporte
UNIFESP-EPM/CETE
TERMORREGULAÇÃO
\uf0d8Temperatura x Calor
\u2022 Temperatura: medida da energia cinética do
movimento molecular (movimento vibratório)
\u2022 Calor: fluxo de energia térmica (energia térmica em
trânsito)
\uf0d8Termogênese x Termólise X Homeostasia
TERMORREGULAÇÃO
Lesões Cerebrais, Intermação
Arritmia Cardíaca
Termorregulação Debilitada
Termorregulação Eficiente
Termorregulação Debilitada
Limite Inferior de Sobrevida
Limite Superior de Sobrevida
Febre, Exercícios Intensos
Normal
TERMORREGULAÇÃO
\uf0d8 Termogênese
\u2022 Mecanismos naturais
\u2022 Oxidação dos alimentos (calorias), secreção do
hormônio tiroidiano, calafrios, febre.
\u2022 Mecanismos artificiais
\u2022 Banhos quentes, bebidas quentes, alimentos
energéticos, agasalhos, exercícios físicos, aumento da
temperatura ambiente (lareira, aquecedores).
TERMORREGULAÇÃO
\uf0d8 Termólise
\u2022 Mecanismos naturais
\u2022 Micção, defecação, respiração, transpiração.
\u2022 Mecanismos artificiais
\u2022 Banhos frios, banhos de álcool com evaporação por
ventilador, resfriamento da temperatura ambiente.
TERMORREGULAÇÃO
\uf0d8Influência no metabolismo
\u2022 Freqüência cardíaca
\u2022 Freqüência respiratória
\u2022 Pressão arterial
\u2022 Temperatura
PERDA DE CALOR PELO CORPO
\uf0d8CONDUÇÃO E CONVECÇÃO (18%);
\uf0d8 RADIAÇÃO (60%);
\uf0d8 EVAPORAÇÃO (22%).
TERMOTERAPIA
\uf0d8 Procedimento mais antigo que se tem conhecimento na
prática da reabilitação;
MEIOS TERMOTERAPÊUTICOS
\uf0d8 A condutividade térmica dos tecidos do ser humano é
baixa;
\uf0d8 Isolantes térmicos;
\uf0d8 A condutividade está relacionada com a quantidade de
água;
TERMOTERAPIA
\uf0d8 Efeitos fisiológicos produzidos pelo frio
\u2022 Analgesia
\u2022 Quebra do ciclo dor-espasmo-dor
\u2022 \uf0af metabolismo
\u2022 \uf0af circulação e inflamação
\u2022 Mobilização precoce
\u2022 Melhora a amplitude de movimento
TERMOTERAPIA
\uf0d8 Efeitos fisiológicos produzidos pelo calor
\u2022 \uf0ad da temperatura local \uf0ae estímulos sensitivos ao
SNC \uf0ae vasodilatação
\u2022 Aumento do metabolismo local
\u2022 Aumento da oferta de O2 e nutrientes
\u2022 Aumento da retirada de substâncias nocivas
\u2022 Favorecimento da defesa e cicatrização
(anticorpos e células fagocitárias)
TERMOTERAPIA
\uf0d8 Efeitos fisiológicos produzidos pelo calor
\u2022 Analgesia (elevação do limiar das fibras nervosas)
\u2022 Redução do edema (\uf0ad fluxo sang. e retorno
venoso e linfático)
\u2022 Aumento da flexibilidade (relaxamento muscular e
capsoligamentar, extensibiidade do colágeno)
TERMOTERAPIA
\uf0d8Agentes e meios termoterapêuticos
Modalidades de Termoterapia e Agentes Termoterápicos
Condução Convecção Conversão
Superficial Compressas Turbilhão
(40 a 43oC) Envolturas Banhos Infravermelho
Almofadas 
elétricas
Ducha quente
Laser
Bolsas quentes Sauna
Areia quente
Parafina
Profunda Ondas Curtas
Microondas
Ultra-som
Obrigado!
ANDERSONRODRIGUES@FATERN.EDU.BR