IAS 8/CPC 23: Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro.
5 pág.

IAS 8/CPC 23: Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro.


DisciplinaContabilidade Internacional2.110 materiais8.965 seguidores
Pré-visualização2 páginas
IAS 8/CPC 23: Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro.
1) Com relação às informações contábeis, marque V (verdadeiro) ou F (falso):
 B - V \u2013 V \u2013 V \u2013 F
2) Quais são as características qualitativas atingidas pela aplicação da IAS 8/CPC 23? 
R: São materialidade, tempestividade, relevância, compreensibilidade, comparabilidade e representação fidedigna.
3) Observe as seguintes afirmativas a respeito do tratamento normativo conhecido como aplicação retrospectiva.
C - Apenas a I (Pela previsão legal, os ajustes de exercícios anteriores devem ser reconhecidos tanto por mudança de critério contábil quanto para a retificação de erro, uma vez que ambos afetam a mensuração em sua base.) e a III (Os ajustes físicos, ou seja, os lançamentos no sistema contábil são realizados no período atual, de modo a complementar ou retificar o saldo da conta contábil a que se refere, como se o item sempre tivesse sido mensurado pela nova política.)
4) Explique o que deve ser feito em relação às demonstrações do exercício anterior quando do uso da aplicação retrospectiva.
R: A aplicação retrospectiva não invalida as demonstrações anteriormente publicadas, já que elas foram publicadas corretamente sobre as bases que estavam em vigor no seu encerramento. Para que o leitor entenda, que as demonstrações publicadas no período anterior estavam corretas quando publicadas e continuam corretas, assim como as do exercício atual. A questão é que as duas, apesar de corretas, foram preparadas sobre políticas diferentes e, portanto, possuem números incomparáveis. Dessa maneira, as demonstrações originalmente preparadas no exercício anterior ainda são válidas e não serão substituídas.
Para atender a essa necessidade, as demonstrações do período corrente, geradas sob a nova política, precisarão conter uma nota explicativa, ou seja, com as notas explicativas atuais e as notas explicativas anteriores para fins comparativos poderão mostrar a nova política e a antiga política que foi usada.
5) Diante de novas informações, até então indisponíveis, a Cia. DEF modificou a sua expectativa de não recebimento das perdas sobre recebíveis de vendas já realizadas, sendo obrigada a reconhecer uma perda superior à já registrada até então. Nesse contexto, deverá:
A - Reconhecer o impacto da complementação no resultado do exercício corrente, dado o necessário tratamento prospectivo.
6) Segundo a Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, a representação fidedigna dever ser:
D \u2013 Completa, neutra e livre de erro
7) As demonstrações contábeis com erro material não podem ser mantidas e precisam ser substituídas. Entretanto, a contabilidade registrada ao Diário também não pode ser alterada. Qual é a solução apresentada pela IAS 8/CPC 23 para resolver esse impasse?
R: O tratamento apresentado pela IAS 8/CPC 23, o da reapresentação retrospectiva, é quase idêntico ao da aplicação prospectiva, com a diferença de que, além 	de todo processo da informação comparativa, neste caso, vai até o período mais antigo, quando o erro tiver ocorrido pela primeira vez. O paragrafo 5 da IAS 8/CPC 23 define:\u201d Reapresentação retrospectiva é a correção do reconhecimento, da mensuração e da divulgação de valores de elementos das demonstrações contábeis, como se um erro de períodos anteriores nunca tivesse ocorrido\u201d. Por conseguinte, além de todo tratamento de projetar os reflexos dos erros para o passado, há a necessidade de uma ação adicional que é apresentar novas demonstrações em substituição às anteriormente divulgadas, junto com explicações sobre o fato, mencionando causa e alcance do erro.
8) Com relação à aplicação prospectiva, marque V (verdadeiro) ou F (falso):
A - V \u2013 V \u2013 F - F
9) Observe as afirmativas sobre exemplos de aplicação 	prospectiva, de acordo com a IAS 8/CPC 23.
C \u2013 Apenas a I (Reconhecer uma mudança em uma estimativa contábil nos períodos e futuros sobre os itens afetados pela mudança) e a III (Aplicar uma nova política contábil para transações que antes não existiam e que ocorram após a data da mudança da política).
10) De acordo com a IAS 8/CPC 23, como devem ser tratadas as propriedades para investimento previamente contabilizadas pelo custo, sendo mensuradas agora pelo valor justo (capacidade de mensurar o valor justo com confiança), e a mudança no cálculo da perda estimada em créditos de liquidação duvidosa (PECLD \u2013 perda por não recuperabilidade de ativos financeiros) respectivamente?
B \u2013 Mudança de política e mudança em estimativa.
11) Explique o que são políticas contábeis. 
R: São os princípios, as bases, as convenções, as regras e as práticas especificas aplicadas pela entidade na elaboração e na apresentação das demonstrações contábeis. Em outras palavras, são os métodos e práticas utilizados para o reconhecimento, mensuração e evidenciação do patrimônio da empresa pela contabilidade, servem como base para que sejam auditadas e possibilita a análise de relatórios aos usuários para a tomada de decisão. Quando a empresa for publicar suas demonstrações contábeis deverá constar nas notas explicativas as políticas contábeis de seu negócio. As políticas servem como guia para os responsáveis pela elaboração das demonstrações e aos usuários leitores. As políticas têm a capacidade de afetar a base de mensuração, e caso ocorra uma mudança na política contábil da empresa mesmo não havendo um evento econômico diferente, há uma alteração no valor decorrente de uma mudança na forma como ele é produzido. As políticas contábeis são fidedignas quando se aplicam as normas, pronunciamentos e interpretações e no brasil as orientações que se constituem a base normativa. 
12) Com relação às políticas contábeis, marque V (verdadeiro) ou F (falso). 
B \u2013 V-F-V-V
13) As alterações nas políticas podem ocorrer pela identificação de um determinado modelo de mensuração, apresentação ou divulgação motivada pela administração da entidade que acreditar ser o novo modelo confiável e mais relevante para o usuário. Observe as afirmativas sobre os exemplos de alterações de acordo com a IAS 8/CPC 23. 
A \u2013 Apenas I (Alteração de métodos de custeio dos estoques) e a II (Reavaliação de imobilizados e intangíveis.
14. Observe as afirmativas a seguir sobre as situações que devem ser consideradas como mudança de política contábil, de acordo com a IAS 8/CPC 23. 
C \u2013 Apenas a II (Uma nova política se torna aplicável em decorrência da vigência de uma nova norma IFRES OU CPC e a IV (Alteração no modelo de mensuração subsequente para itens do imobilizado, do modelo de reavaliação para o modelo do custo)
15) Com base na IAS 1/CPC 26, como uma entidade pode retificar um erro? 
D - Por meio da substituição do número errado, mediante ajustes dos saldos, e da reapresentação até a data em que o erro foi produzido, pois a entidade não pode retificar políticas contábeis inadequadas por meio da divulgação das políticas contábeis utilizadas nem por meio de notas explicativas, ou por meio de qualquer outra divulgação explicativa.
16) O erro é compreendido dentro do escopo da IAS 8/CPC 23 como:
B - Omissões e incorreções nas demonstrações contábeis da entidade de um ou mais períodos anteriores decorrentes da falta de uso, ou uso incorreto, de informação confiável.
17) Explique o que é mudança na estimativa contábil.
R: Estimativa contábil ocorre quando uma empresa se vê diante de situações que obrigam que seus valores de ativos ou passivos sejam avaliados, em virtude das incertezas inerentes ao seu processo de mensuração. Decorre da avaliação da situação atual e dos benefícios futuros esperados e das obrigações associadas com ativos e passivos. Uma mudança na estimativa contábil é um ajuste do valor contábil de ativo ou passivo, ou do valor do consumo periódico de ativo (exemplo, depreciação). 
Como é relatado no CPC 23 - Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro, a mudança na estimativa contábil é consequência das incertezas inerentes às atividades