AD1 DE EDUCAÇÃO E TRABALHO 3º

AD1 DE EDUCAÇÃO E TRABALHO 3º

Pré-visualização1 página
AD1 DE EDUCAÇÃO E TRABALHO
NOME: VÂNIA SANTOS DE OLIVEIRA DUTRA
MATRÍCULA: 17112080415
POLO: ANGRA DOS REIS
Primeira Questão:O livro de Suzana Albornoz encontra-se resumido na nossa Aula 1.
Para você ter acesso a este resumo basta clicar no botão \u201cAmarrando Ideias\u201d que imediatamente o texto aparecerá na tela.
Destacamos aqui um trecho deste resumo:
 \u201cNesta cidade moderna onde se dá o nosso trabalho, salta aos olhos um dado novo, cujas consequências antropológicas, psicológicas e sociais ainda não acabaram de ser avaliadas pelos pesquisadores. Trata-se da separação entre lugar de trabalho e lugar de moradia. Enquanto o artesão fazia seu sapato, a sua cerâmica, no mesmo recinto em que convivia com a família, o operário dos grandes centros da atualidade pode precisar de algumas horas de locomoção para perfazer a distância entre o seu bairro operário da periferia urbana e a fábrica confinada no circuito industrial. Este fato toca de uma forma muito especial as mulheres, tradicionalmente encarregadas do cuidado e da alimentação dos filhos.\u201d
 
A separação lar e ambiente de trabalho é radical na sociedade industrial. A fábrica submete por muitas horas os trabalhadores a sua lógica, sua autoridade. E para além do tempo trabalhado há o tempo do transporte que em nossas cidades latino-americanas é demasiado longo e penoso. Quais as consequências para os trabalhadores e trabalhadoras? Como fica o cotidiano das mulheres e famílias?
 O trabalho na sociedade industrial transformou se numa atividade em que há uma corrida contra o tempo para o trabalhador conseguir conciliar seu lugar de trabalho e lugar de moradia, pois o tempo é escasso e exige muito do trabalhador, pois este passa a maior parte do tempo em sua jornada de trabalho do que em seu lar, começando pelo trajeto de locomoção para chegar ao seu destino, logo após cumprir sua carga horária e ao final do expediente fazer o mesmo percurso de volta para o lar. Em meio a tudo isso está a família do trabalhador, a parte mais afetada, pois há algumas limitações no que diz respeito ao afeto, diálogo, responsabilidade, educação e no caso das mulheres se torna ainda mais complicado esta jornada pois precisam garantir o direito de seus filhos engajando - os em creches e escolas, isso requer uma responsabilidade dobrada pois necessitam trabalhar e dar conta ao mesmo tempo do seu lar.
Segunda Questão:Vamos para a Aula 2. 
Temos em destaque o texto de Demerval Saviani sobre fundamentos ontolóticos do trabalho. Trata-se de uma abordagem no campo do pensamento marxista onde o autor destaca que nossa sociedade é dividida em classes sociais; que os conteúdos do trabalho foram simplificados a medida em que os operários passaram a tarefas simples e repetidas nas linhas de produção; que escola se tornou um espaço separado da produção.
Desta forma pergunto:
Quando Saviani apresenta seu tópico \u201cesboço da organização do sistema de ensino com base no princípio educativo do trabalho\u201d (p. 159 a 162) como ele define o papel da escola de ensino médio?
A relação entre Educação e Trabalho no ensino médio deve ser tratada de maneira explícita e direta, o saber tem uma autonomia relativa ao processo de trabalho e o papel da escola no nível médio será a relação entre conhecimento e prática do trabalho, propiciando aos alunos o domínio dos fundamentos das técnicas diversificadas utilizadas na produção para a formação de politécnicos.
\u201cO ensino médio envolverá, pois, o recurso às oficinas nas quais os alunos manipulam os processos práticos básicos da produção; mas não se trata de reproduzir na escola a especialização que ocorre no processo produtivo. O horizonte que deve nortear a organização do trabalho médio é o de propiciar aos alunos o domínio dos fundamentos das técnicas diversificadas utilizadas na produção, e não no mero adestramento em técnicas produtivas. Não a formação de técnicos, mas de politécnicos.\u201d (p. 161)