avaliando civil
1 pág.

avaliando civil


Disciplina<strong>direito do Trabalho</strong> Esquematizado4 materiais3 seguidores
Pré-visualização1 página
1 - (XV Exame Unificado OAB) No regime da Alienação Fiduciária que recai sobre bens imóveis, uma vez consolidada a propriedade em seu nome no Registro de Imóveis, o fiduciário, no prazo de trinta dias, contados da data do referido registro, deverá:

		

	 
	promover leilão público para a alienação do imóvel; não havendo arremate, o fiduciário adjudicará o bem.

	
	vender diretamente o bem para terceiros

	
	adjudicar o bem.

	 
	promover leilão público para a alienação do imóvel; não havendo arremate pelo valor de sua avaliação, realizar um

	2 - (2015 VUNESP São Paulo) De acordo com as regras de direito de vizinhança descritas no Código Civil,

		

	 
	o possuidor ou proprietário de um prédio tem o direito de fazer cessar as interferências prejudiciais à segurança, ao sossego e à saúde dos que lá habitam, provocadas pela utilização de propriedade vizinha, e para isso se valerá de uma ação cominatória.

	
	as raízes e os ramos da árvore que ultrapassarem a estrema do prédio poderão ser cortados até o plano vertical divisório, pelo proprietário do terreno invadido, apenas com a autorização do dono da árvore.

	
	o proprietário de nascente, ou de solo em que caem águas pluviais, satisfeitas as suas necessidades de consumo, pode impedir ou desviar o curso natural das águas remanescentes pelos prédios inferiores.

	
	é permitido encostar à parede divisória, chaminé, fogões, fornos ou quaisquer aparelhos ou depósitos, mesmo que possa causar interferências ou infiltrações, não necessitando para isso qualquer autorização do vizinho.

	
	as janelas, eirados, terraços e varandas poderão ser construídos até a um metro de distância do terreno vizinho.

	3 - (OAB 2006) Constituem justo título, para efeito de usucapião ordinário, EXCETO a:

		

	 
	escritura particular de doação, sem assinatura do transmitente.

	
	sucessão aberta.

	
	sentença no juízo divisório.

	
	escritura pública ou particular de compra e venda.

	4 - (TJ/PA) No que tange ao instituto da posse, bem como a seus efeitos, assinale a alternativa CORRETA:

		

	
	Não se admite composse de coisa indivisível, de modo que a proteção possessória é atribuída a apenas uma pessoa, conforme determinar a lei.

	
	O possuidor direto, que tem a coisa em virtude de direito pessoal ou real, não possui proteção possessória contra o possuidor indireto.

	
	A existência de justo título não implica, em regra, na presunção de que a posse é de boa-fé.

	 
	O detentor não possui direitos equivalentes aos direitos do possuidor e, portanto, não possui direito à proteção possessória.

	
	O possuidor turbado não pode utilizar a força própria para manter-se na posse, ainda que a reação seja imediata, em razão da vedação à autotutela.

	5 - (CESGRANRIO 2012 - LIQUIGAS - PROFISSIONAL JUNIOR - DIREITO) O direito de propriedade é um direito definido por ser:

		

	
	fundamental e, como tal, absoluto, resultando pleno do título que lhe dá origem.

	 
	constituído pelas funcionalidades do domínio e também por ter função social.

	
	conformado pela vontade estatal, a qual prevalece em havendo conflito de interesses.

	
	representativo de um poder de atuação exclusivo do particular sobre a esfera alheia, impondo a ela limitações.

	
	vinculado privativamente ao atendimento dos interesses do proprietário e sua família.

	1 -(PC/PR) A respeito do Direito das Coisas, como previsto no Código Civil, assinale a alternativa CORRETA:

		

	
	Para que sejam realizadas obras necessárias no condomínio edilício, exige-se ao menos o voto de um terço dos condôminos; para as voluptuárias e para as úteis, dois terços dos votantes.

	 
	O condômino que, por seu comportamento antissocial, reiteradamente gera incompatibilidade de convivência com os demais, pode ser compelido a pagar multa correspondente ao décuplo do valor das despesas condominiais.

	
	A árvore está com o tronco na linha divisória de dois imóveis particulares, por isso pertence em comum aos donos dos prédios confinantes. Caso caiam frutos dessa árvore, estes devem ser repartidos por igual entre os proprietários.

	
	A convenção que constitui o condomínio edilício deve ser subscrita pelos titulares de, no mínimo, três terços das frações ideais. Para oposição contra terceiros, deverá ser registrada no Cartório de Títulos e Documentos.

	
	Os condomínios edilícios devem ser instituídos por ato entre vivos e registrados em Serventia competente para Títulos e Documentos que tenha competência para aquele quadrante da área do Município

	2 - (TJ/SP) Assinale a alternativa CORRETA a respeito do condomínio edilício:

		

	
	Num edifício de apartamentos é vedada a alienação de garagem de um condômino a outro.

	
	A instituição é ato solene, somente pode ser realizada por escritura pública.

	 
	É possível determinar na escritura de constituição do condomínio que o terraço de cobertura não seja parte comum do prédio.

	
	A Convenção que constitui o condomínio deve ser subscrita pelos titulares de, no mínimo, metade das frações ideais.

	3 - (OAB 2007) Tratando-se de direitos reais de garantia, as hipóteses abaixo permitem ao credor antecipar o vencimento das prestações ajustadas, EXCETO:

		

	
	quando ocorrer o desfalque da garantia pela deterioração do bem, e o devedor não a reforçar.

	
	em casos de insolvência ou falência do devedor.

	 
	quando ocorrer a impontualidade no pagamento de uma prestação, provada através do recibo de quitação.

	
	quando ocorrer o perecimento do único bem dado em garantia e não houver a sua substituição pelo devedor.

	4 - Assinale a alternativa CORRETA

		

	
	Deliberando a maioria sobre a administração da coisa comum, escolherá o administrador, que não poderá ser estranho ao condomínio.

	
	Cada condômino pode usar da coisa conforme sua destinação, sobre ela exercer todos os direitos compatíveis com a indivisão, reivindicá-la de terceiro, defender a sua posse e alhear a respectiva parte ideal, sendo-lhe, porém, vedado gravá-la.

	 
	O proprietário ou ocupante do imóvel é obrigado a tolerar que o vizinho entre no prédio, mediante prévio aviso, para apoderar-se de coisas suas, inclusive animais que aí se encontrem casualmente.

	
	O condômino da parede-meia pode utilizá-la até ao meio da espessura, não pondo em risco a segurança ou a separação dos dois prédios, independente de aviso prévio ao outro condômino das obras que ali tenciona fazer.

	5 - (TRT 1ª REGIÃO) São direitos reais de garantia, que conferem ao credor título de preferência

		

	
	penhor de título de crédito e reserva de domínio na venda e compra.

	
	hipoteca e retrovenda.

	
	retrovenda e penhor.

	 
	hipoteca e penhor.

	
	fiança e hipoteca.