palpatoria 2
2 pág.

palpatoria 2


DisciplinaPsicomotricidade em Fisioterapia23 materiais388 seguidores
Pré-visualização1 página
Alunas: Grazzielly Pereira; Marcelle Artur. 
 
Reto Abdominal: 
Origem e inserção: Sua origem está no processo xifoide e na face anterior da 
5, 6 e 7 costelas. Sua parte superior possui interdigitações tendinosas entre os 
ventres musculares, indo em direção caudal para se inserir através de um 
tendão plano e robusto no corpo do púbis e na sínfise. 
Ação: Atua como flexor da coluna vertebral. É inervado pelos nervos 
intercostais, raízes de T6 a T12. 
Palpação: O examinador coloca sua mão (região tênar e hipotênar) sobre os 
tubérculos púbicos, com os dedos dirigidos para a cicatriz umbilical. Solicita ao 
paciente uma flexão de tronco ou flexão da cabeça. Perceberá sob sua mão o 
aumento do tônus muscular. 
 
Quadrado Lombar 
Origem e inserção: No lábio interno da crista ilíaca, no ligamento iliolombar e 
processo transverso das 4 últimas vértebras lombares. Se insere na última 
costela e corpo de T12. 
Ação: Tracionar a última costela para baixo e inclinar a coluna lombar lateral e 
posteriormente. 
 
Palpação: A palpação se dá desde a crisca ilíaca, posteroinferior, até o 12° 
arco costal, cerca de 2 ou 3 dedos à frente da musculatura extensora 
(paravertebrais lombares). Nesta posição, o examinador deverá pressionar com 
seu dedo sensitivo e solicitar ao paciente que faça uma flexão lateral de tronco. 
 
 
Bibliografia: 
Souza, Marcio Olímpio. Anatomia Palpatória Funcional/ Marcio Olímpio Souza. 
\u2013 Rio de Janeiro: Revinter, 2011.