A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
anatomia aplicada a enfermagem

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sistema Nervoso 
 
1. Generalidades 
 
Tem como função controlar e coordenar as funções de todos os sistemas do 
organismo. 
Propriedades do Sistema Nervoso 
A - Irritabilidade – capta estímulos do meio externo (dor, calor, pressão...) 
B - Condutibilidade – conduz a informação até o Sistema Nervoso Central. 
C - Contratilidade – resposta enviada pelo sistema nervoso central para contração de 
músculo estriado esquelético. 
 No sistema nervoso a principal célula responsável por essas propriedades 
supracitadas é o neurônio. Constituído por corpo celular, fibra nervosa (axônio) e 
terminações nervosas. 
 
 Os neurônios trabalham basicamente de duas maneiras, através de estímulos 
sensitivos (sensibilidade) e estímulos motores (motricidade). 
 
2. Tipos De Neurônios 
- neurônio aferente ou sensitivo; 
- neurônio eferente ou motor; 
- neurônio de associação ou interneurônio; 
 
 
3. Embriogênese 
O tecido de origem do sistema nervoso é do ectoderma. Ocorre por volta do 14º dia de 
gestação uma proliferação na região de ectoderma havendo formação da placa neural. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O tubo neural dá origem ao Sistema Nervoso Central (SNC) e as cristas neurais dão 
origem ao Sistema Nervoso Periférico (SNP). 
O tubo neural passa a sofrer dilatações (vesículas). 
 Telencéfalo 
 
 
 
 Medula Primitiva 
 
 
 
 
 
 
Rombencéfalo 
 Mesencéfalo 
Prosencéfalo 
Medula Primitiva 
Mesencéfalo 
Diencéfalo 
Metencéfalo 
Mielencéfalo 
 
 
4. Divisão Embriológica Do Sistema Nervoso Central 
Prosencéfalo Telencéfalo 
 Diencéfalo 
 
Mesencéfalo Mesencéfalo 
Rombencéfalo Metencéfalo 
 Mielencéfalo 
Medula Primitiva 
 A partir desta divisão só haverá um desenvolvimento, não mais diferenciação. 
5. Divisão Anatômica do Sistema Nervoso 
 Sistema Nervoso Central (SNC) – tubo neural. (CRÂNIO E COLUNA VERTEBRAL) 
Sistema Nervoso 
 Sistema Nervoso Periférico (SNP) – cristas neurais. 
 
5.1 - Sistema Nervoso Central (SNC) 
Prosencéfalo Telencéfalo (90%) 
 Diencéfalo (10%) 
 
Mesencéfalo Mesencéfalo  
Rombencéfalo Metencéfalo PONTE e CEREBELO 
 Mielencéfalo BULBO 
Formam o Tronco Encefálico 
 Medula Primitiva MEDULA ESPINAL 
CÉREBRO 
 
SISTEMA NERVOSO CENTRAL 
ENCÉFALO 
 
MARROM – TELENCÉFALO 
CINZA – DIENCÉFALO 
VERMELHO – MESENCÉFALO 
AMARELO – METENCÉFALO 
ROXO - MIELENCÉFALO 
 
 
 
MEDULA ESPINAL 
5.1.1 - Partes do SNC 
 Ventrículos 
A luz do tubo neural primitivo permanece em algumas regiões, constituindo os ventrículos. 
A luz do telencéfalo corresponde aos ventrículos laterais (direito e esquerdo). 
A luz do diencéfalo corresponde ao III ventrículo. 
A luz do mesencéfalo corresponde ao aqueduto do mesencéfalo. 
A luz do rombencéfalo corresponde ao IV ventrículo espaço subdural. 
Nessas cavidades encontramos líquor, potente amortecedor contra choques mecânicos e 
valioso no diagnóstico de algumas doenças. 
Telencéfalo 
 
 
5.2 – SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO 
Nervos Cranianos (12 pares) 
Nervos espinais (31 pares) 
Gânglios (sensitivos e motores) 
Terminações Nervosas (sensitivos e motores) 
6. Meninges 
Formadas por lâminas de tecido conjuntivo. 
Dura-máter – mais espessa, próxima as estruturas ósseas (crânio e canal vertebral). 
Pia-máter - delgada, intimamente aplicada ao encéfalo e medula espinal. 
Aracnóide – esta entre as duas camadas constituindo uma rede semelhante a uma teia de 
aranha. 
Entre a dura-máter e aracnóide encontramos o espaço subdural e entre a aracnóide e a pia-
máter encontramos o espaço subaracnóide. 
7. Divisão Funcional Do Sistema Nervoso 
Sistema Nervoso Somático (vida de relação) 
Fibras aferentes VOLUNTÁRIO 
Fibras eferentes (m. estriado esquelético) 
 
 
Sistema Nervoso Visceral (vida vegetativa) 
Fibras aferentes 
Fibras eferentes (SN Autônomo) - m. liso, INVOLUNTÁRIO 
m. estriado cardíaco e glândulas.