ASTROVÍRUS
2 pág.

ASTROVÍRUS


DisciplinaImunologia18.854 materiais499.313 seguidores
Pré-visualização1 página
ASTROVÍRUS
RESUMO
 Os astrovírus têm sido descritos como importantes enteropatógenos associados à gastrenterite aguda em crianças e outros grupos etários em todo o mundo. São vírus pertencentes à família Astroviridae que possui dois gêneros dos quais apenas o Mamastrovirus acomete o homem. 
ESTRUTURA MORFOLÓGICA
São desnudos, apresentam um nucleocapsídeo de simetria icosaédrica, têm diâmetro de 28nm a 40nm e uma arquitetura peculiar com projeções superficiais semelhantes a uma estrela de cinco a seis pontas. Atualmente são conhecidos oito tipos de astrovírus humanos (HAstVs).
CARACTERÍSTICAS GENÔMICAS 
Os Astrovirus são um grupo de vírus de genoma de RNA simples, de polaridade positiva(usados diretamente na síntese de proteínas) e são poliadenilados na extremidade 3\u2019. 
Não são envelopados, possuem um capsídeo icosaédrico composto por, pelo menos, três proteínas de 35kDa a 22kDa e são extremamente resistentes.
CÉLULA ALVO
Relatos de casos de diarréia relacionada com astrovírus, ocorridos em crianças, sugerem que a replicação viral ocorre em células epiteliais intestinais. Em outros estudos já foi identificada a presença de partículas virais no epitélio de biópsia duodenal e em macrófagos da lâmina própria de indivíduos com infecção sintomática pelos vírus.
TRANSMISSÃO 
A transmissão de astrovírus ocorre por contatos íntimos com pessoas infectadas, pela água, objetos e alimentos contaminados com vírus provenientes de fezes. No caso da transmissão por água e alimentos contaminados, deve ser considerada a possibilidade de várias fontes de infecção: fontes de água destinadas para consumo, água para recreação (piscinas e rios), água de esgoto contendo resíduos humanos, alimentos marinhos (ostras e moluscos), entre outras.
SINTOMAS
Astrovirus é agora reconhecida como uma das mais importantes causas de gastroenterite aguda em crianças e adultos. Os principais sintomas são diarréia, seguida de náuseas, vômitos, febre , mal-estar e dor abdominal. A duração dos sintomas é de cerca de 3-4 dias. Geralmente não resulta na necessidade de hospitalização.
A complicação maior que pode resultar da infecção por astrovírus é a desidratação, associada ou não a baixo estado nutricional ou à infecção mista severa ou mesmo à imunodeficiência. 
A prevenção desse vírus deve ser feita pelas medidas de higiene diárias. Não existe ainda nenhuma vacina ou tratamento antiviral contra a infecção.