Psicoterapia Breve no contexto institucional e Campo de dispersão
1 pág.

Psicoterapia Breve no contexto institucional e Campo de dispersão

Pré-visualização1 página
Ps ic ote rap ia Breve no co nte xto ins titu cio na l e Campo de
d ispers ão
No conte xto i nsti t uci ona l, a psi cólo ga afi rma não preci sar de
especi ali zação quando se t rata de cargos b lico s. O gove r no não e xi ge uma
abordage m ou matri z espec íficas. Nossa en tre vi sta da traba lha com a
psi cotera pi a breve que é usada no modelo cl íni co, princi palme nte . O nde se tem
um ob jeti vo rápi do e se u te mpo de du ração é menos p rolo ngado. D i ante d i sso,
ente nd emos q ue a e nt revi stada e o i nsti t uto fa zem uso de um métod o q ue fará
efe i to e trará resulta dos em um c urto p er íodo de tempo, p oi s os jove ns q ue são
tratad os têm um tempo li mitado na Fundação C A S A e precisam de soluções
dentro desse per íodo. Ta mb ém pode mos po nt uar q ue por ser uma i ns ti t ui ção
gover name nta l, o profissi onal fa z uso do mé to do que qui ser, te ndo apenas a
avali ação d e se us cole gas e não de um órgão di a nte de s ua abordagem, p orém
segundo a e ntre vistada, a abordagem está fu ncio nand o e m ui tos jo vens e stã o
sai ndo como ci dad ãos aptos a vi ve r soci a lme nte sem cometer mais delitos e
concl mos q ue é um t rabal ho coeso e de a cordo co m o con heci me nto
ci ent ífi co.
Po demos observar que as abordagens pod em ser ap li cad as em
si tuaçõe s d i fere ntes das que já o mai s com uns , o q ue nos trás a di spersão
do campo da psi cologia onde o profi ssi o nal de acordo com seu conheci me nto
apli ca suas matri zes co ndize ntes e p rod uz no vas te oria s de aco rdo com a
práti ca. O campo de di sp ersão é cada ve z ma i or, p oi s o n úme ro de
profi ssi o nai s au menta e , co nseq uenteme nte , o mero de pesso as a p e nsar e
produzi r conheci me nto é mai or. É necessá rio, por ta nto, q ue sejamos ab ertos
como pro fi ssi onai s a conhece r no vas teorias e práti cas, porém sempre com
base ci e nt ífi ca e centrado nas matri zes, para não sermos do gmáti co s o u
eclético s.