A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Aula 7   Dimensionamento de molas

Pré-visualização | Página 1 de 2

Prof. Paulo Luiz da Silva Barros Página 1 de 8 
Paulo.barros@docente.unip.br 27/04/18 
Curso: Engenharia Mecânica 
Disciplina: Dimensionamento de Molas Aula: 7 
1. MOLAS 
 
1.1 GENERALIDADES 
Denomina-se mola qualquer elemento de máquina capaz de sofrer notáveis deformações elásticas. 
As molas são usadas em máquinas para exercer forças, proporcionar flexibilidade ou ainda, para 
armazenar energia. Em geral as molas podem ser classificadas como molas de fio ou arame e molas 
planas, embora haja algumas variações dentro desta divisão. As molas de fio ou arame incluem duas 
molas helicoidais feitas de seções circulares, quadrada ou especial e são feitas para resistir a carga de 
tração, compressão ou torção. Dentre as molas planas, estão incluídos os feixes de mola de 
suspensão, as molas em lâminas e elípticas, as molas espirais para acionamento de relógios e 
brinquedos e as molas cônicas geralmente chamadas molas Belleville. 
Alguns tipos de molas vistas abaixo: 
 
1.2 Tipos de molas: 
 
1.2.1 Molas helicoidais – A mola helicoidal é a mais usada em mecânica. Em geral, ela é feita de 
barra de aço enrolada em forma de hélice cilíndrica ou cônica. A barra de aço pode ter 
seção retangular, circular, quadrada, etc. Em geral, a mola helicoidal é enrolada à direita. 
à direita Quando a mola helicoidal for enrolada à esquerda, o à esquerda sentido da hélice 
deve ser indicado no desenho. São utilizadas para esforços de tração e compressão. 
 
 
1.2.2 Molas de tração - A mola helicoidal de tração possui ganchos nas extremidades, além das 
espiras. Os ganchos são também chamados de olhais. Para a mola helicoidal de tração 
desempenhar sua função, deve ser esticada, aumentando seu comprimento. Em estado de 
repouso, ela volta ao seu comprimento normal. 
 
Prof. Paulo Luiz da Silva Barros Página 2 de 8 
Paulo.barros@docente.unip.br 27/04/18 
1.2.3 Molas prato – a mola prato tem a forma de um tronco de cone com paredes de seção 
retangular. Em geral, as molas prato funcionam associadas entre si, empilhadas, formando 
colunas.O arranjo das molas nas colunas depende da necessidade que se tem em vista. 
São utilizadas onde o espaço é reduzido. 
 
 
1.2.4 Molas de Semi Elípticas (láminas ou feixe)– utilizadas em esforço de flexão. 
 
 
 
1.2.5 Molas de torção – utilizadas onde há necessidade de absorver uma carga rotativa. 
 
 
1.3 Dimensionamento de molas helicoidais 
1.3.1 Tensão de Cisalhamento 
 
 
 
Onde: 
σ = tensão de cisalhamento na mola (N/mm2) 
F = Carga axial atuante (N) 
dm = diâmetro médio da mola (mm) 
C = índice de curvatura (adm) 
kw = fator de Wahl (adm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
 
Prof. Paulo Luiz da Silva Barros Página 3 de 8 
Paulo.barros@docente.unip.br 27/04/18 
1.3.2 Índice de curvatura (C) – É definido pela relação entre o diâmetro médio da mola (dm) e o 
diâmetro do arame (da) 
 
 
 
A inclinação da espira, juntamente com a sua curvatura, aumenta a tensão de cisalhamento. 
Para minimizar essa tensão, são adotados para o cálculo os seguintes valores: 
 Molas para uso industrial comum 8 ≤ C ≤ 10 ( a qualidade será melhor se C> 9); 
 Molas de válvulas e embreagens C = 5; 
 casos extremos C = 3. 
 
1.3.3 Fator de Wahl (kw) 
 
 
Onde: 
kw = fator de Wahl (adm); 
C = índice de curvatura (adm); 
O termo (4C-1/4C-4), leva em conta o aumento de tensão devido a curvatura; 
O termo (0,615/C) corrige o esforço cortante. 
1.3.4 Ângulos de inclinação da espira (λ) 
 
 
Onde: 
P = passo das espiras (mm) 
dm = diâmetro médio da mola (mm) 
λ = angulo de inclinação da espira (graus) 
 
1.3.5 Deflexão da mola (flecha) 
 
 
 
Onde: 
δ = deflexão da mola (flecha)(mm) 
F = carga axial atuante (N) 
dm = diâmetro médio da mola (mm) 
na = numero de espiras ativas (adm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
G = módulo de elasticidade transversal do material (N/mm2) 
 
 
 
Onde: 
C = índice de curvatura (adm) 
dm = diâmetro médio da mola (mm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
Prof. Paulo Luiz da Silva Barros Página 4 de 8 
Paulo.barros@docente.unip.br 27/04/18 
1.3.6 Constante Elástica da mola (k) 
 
 
 
Onde: 
k = constante elástica da mola (N/mm) 
F = carga axial atuante (N) 
δ = deflexão da mola (mm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
G = módulo de elasticidade (N/mm2) 
C = índice de curvatura (adm) 
na = número de espiras ativas (adm) 
 
1.3.7 Número de espiras ativas (na) 
 
 
 
1.3.8 Número total de Espiras (nt) 
 
 
 
 
O número de espiras inativas é decorrente do tipo de extremidade da mola. 
 
Onde: 
nt = número total de espiras (adm) 
na = números de espiras ativas (adm) 
ni = número de espiras inativas (adm) 
 
 
 
 
Onde: 
na = número de espiras ativas (adm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
G = módulo de elasticidade (N/mm2) 
δ = deflexão da mola (mm) 
C = índice de curvatura (adm) 
F = carga axial atuante (N) 
dm = diâmetro médio da mola (mm) 
 
Tabela 1 – Tipos de extrmidades de molas 
Prof. Paulo Luiz da Silva Barros Página 5 de 8 
Paulo.barros@docente.unip.br 27/04/18 
Observações: 
1- As extremidades em pontas devem ser evitadas; 
2- As extremidades em esquadro são satisfatórias; 
3- Extremidades em pontas, esmerilhadas, não oferecem muita vantagem, comparando-as com 
as em “pontas” simplesmente; 
4- Extremidades em esquadro esmerilhadas são indicadas quando se deseja precisão no trabalho 
da mola, ou quando há possibilidade da flambagem; 
5- Obtém-se bom trabalho com C˃9. 
 
1.3.9 Comprimento mínimo da mola (lmin) 
No comprimento mínimo da mola deve haver uma folga de no mínimo 15% da deflexão máxima. 
 
 
 
1.3.10 Passo da mola (p) 
 
 
 como a folga estabelecida por norma é 15% da deflexão por espira ativa, conclui-se que: 
 
 
Onde: 
p = passo da mola (mm) 
δ = deflexão por espira ativa (mm) 
na 
da = diâmetro do arame (mm) 
 
1.3.11 Comprimento máximo da mola (lmax) 
 
 
 
Onde: 
lmax = comprimento máximo da mola (mm) 
dm = diâmetro médio da mola (mm) 
 
1.3.12 Carga máxima com a mola fechada (Fmax) 
 
 
 
 
Onde: 
lmin = comprimento mínimo da mola (mm) 
lf = comprimento da mola fechada (mm) 
δmax = deflexão máxima da mola (mm) 
 
Onde: 
Fmax = carga máxima na mola fechada (N) 
δmax = deflexão máxima da mola fechada (mm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
G = módulo de elasticidade transversal do 
material (N/mm2) 
na = número de espiras ativas (adm) 
C = índice de curvatura da mola (adm) 
 
Prof. Paulo Luiz da Silva Barros Página 6 de 8 
Paulo.barros@docente.unip.br 27/04/18 
1.3.13 Deflexão máxima da mola (fechada) 
 
 
 
 
 
1.3.14 Tensão máxima atuante com a mola fechada 
 
 
 
Onde: 
δmax = tensão máxima atuante (mola fechada)(N/mm2) 
Fmax = carga máxima atuante na mola (N) 
C = índice de curvatura (adm) 
kw = fator de Wahl (adm) 
π = constante trigonométrica (adm) 
da = diâmetro do arame (mm) 
 
Exercício Resolvido 
A mola helicoidal representada

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.