A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Relatório SEMINARIO 3

Pré-visualização | Página 1 de 1

Relatório do 3º Seminário de Práticas Educativas de Matemática
Aluno: Bárbara Lopes Alves
Matricula: 15112080321 – POLO NOVA FRIBURGO
Curso de Pedagogia
Item I
A Matemática para muitos é uma ciência complexa, algo difícil de se compreender, foi a percepção que tive no 3°seminário de práticas educativas no Pólo Nova Friburgo apresentado pela professora Luana. Chego a esta conclusão porque todos ou quase todos confirmaram não gostar de Matemática ou ter algum tipo de dificuldade na matéria. Essa história tem seu lado positivo, que é quando você começa se familiarizar com a Matemática, ela deixa de ser complexa. Se observarmos a Matemática está em todo os lugares mas nem sempre percebemos isso. No nosso dia lá está ela: no mercado quando temos que pagar as despesas, no trabalho quando percebemos a quantidade de funcionários, na distancia da sua casa para o trabalho, o termômetro medindo a temperatura ambiente, os meses do ano, nossa idade, enfim em tudo isso encontramos a Matemática. O mais importante é o caminho que você como professor fará para seu aluno compreender essa percepção, pois nem todos percebem que há muito tempo convivem com a Matemática. Quando eu percebi isso o meu relacionamento com a Matemática ficou melhor, não é preciso decorar, é apenas preciso compreender o que está sendo aplicado, às vezes é necessário uma compreensão textual como fazemos nos textos de Português. A Matemática tornou as coisas palpáveis a nível cognitivo, nos fez ter a capacidade de compreender a quantidade, o todo e até o nada (o vazio), isso é Matemática. Pesquisando a história da Matemática vemos que ela uniu e separou povos com vários objetivos, sendo assim podemos calcular a importância da Matemática. O professor tende a buscar caminhos que façam o aluno chegar ao objetivo de compreender essa matéria tão malvista pela maioria das pessoas. Em sala experimenta-se de tudo, como livros, jogos, e peças de brinquedo, tudo isso é muito útil para se chegar na compreensão dessa matéria tão importante embora muitos não achem. O trabalho em grupo se faz necessário pois assim  ocorre a troca de ideias entre os alunos. O professor  percebe a interação entre alunos e quando necessário pode intervir complementando ou direcionando este aluno. A minha experiência com a Matemática sempre foi a pior possível, talvez o medo da matéria fazia as coisas ficarem pior quando eu tinha que me deparar com ela, eram poucos os professores que tinham uma sensibilidade de perceber as minhas dificuldades e usar uma metodologia que funcionasse comigo. Muitas vezes o professor tem alguma parcela de culpa quanto a dificuldade do aluno, pois o trabalho de aprender e ensinar é um trabalho conjunto. No seminário a professora procurou abordar vários tópicos sobre o assunto (Matemática), houve conversas, jogos, perguntas enfim buscou-se a interação com a finalidade de desvendar mais uma vez essa matéria e mostrar que a Matemática não é ruim, eu mesmo me senti mas seguro no final do seminário para falar sobre Matemática. Talvez a professora tenha alcançado o objetivo através das práticas utilizadas, que seria mostrar que Matemática é apenas uma matéria como outra qualquer e que é bem acessível para todos que quiserem fazer uso dela, seja profissionalmente ou não. Quando comecei meu curso de Pedagogia e vi que teria que estudar Matemática eu tive medo, pensei que Pedagogia não tivesse nada a ver com matemática, mas na medida em que estudo vejo que é importante, o assunto fica mais familiar facilitando assim a minha compreensão sobre ele.
Item II
Plano de aula:
Matéria: Matemática
Assunto: Frações
Material utilizado: Discos de Fração
Objetivo: Pretende provocar o aluno acerca do conceito de frações.
Idade dos alunos: 07 a 10 anos 
A finalidade deste trabalho e despertar no aluno os seguintes objetivos:
1ª Focalização – O material utilizado trabalha com inteiros contínuos e atividades similares podem ser realizadas utilizando outras formas geométricas como por exemplo o circulo.
2ª Confirmação – Um reflexo importante que o trabalho com disco permite é a de utilizar como inteiro, peças diferentes subdivididas do disco.
3ª Inquirição – É um material adequado para o trabalho com frações ao longo do Ensino Fundamental, e permite a utilização da relação da parte com o todo e comparação das partes.
 
ItemIII
O professor é como um catalizador daquilo que o aluno tem para oferecer em sala de aula, para a construção do conhecimento. É muito rica a experiência de troca entre alunos e em contra- partida o professor deve se policiar vigiar para não impor total controle pra que o aluno não se sinta frustrado em sala de aula pois o aluno necessita se sentir aceito para poder se expressar. Há no texto uma reflexão da parte do professor sobre as práticas educacionais e o que pode ser feito para elevar o nível do ensino.As preocupações que a professora tem de como dar uma aula pode ser substituída pela consciência que podemos usar várias formas para se ensinar ou seja podemos ir da forma clássica a moderna para ensinar pois assim podemos abordar vários se houver necessidade, pois o moderno e o clássico podem ter o mesmo objetivo, o de ensinar. Com uma boa estratégica pedagógica podemos lecionar qualquer assunto isso é que é importante. O próprio texto leva a uma reflexão de como seremos em sala de aula. Ensinar é coisa séria então se ensinarmos de qualquer forma a base construída não será sólida e o aluno se sentirá sempre perdido. São abordados assuntos matemáticos e o que se vê, é que cada um tem uma percepção diferente sobre um mesmo assunto, temos que tomar cuidado com isso pois por mais que tenhamos percepções diferentes queremos chegar ao mesmo resultado que é o correto. A cognição de cada indivíduo deve ser respeitada, pois ela é o caminho do próprio entendimento de cada um. A percepção que tive é que as próprias metodologias que aplicamos devem ser analisadas por nós mesmos para que haja a ruptura dos vícios que desenvolvemos e não percebemos. Concluo que o ensinar é um eterno aprender, isso é Pedagogia!
— Desenvolvimento do Aluno:
Focalização: O material utilizado trabalha com inteiros contínuos e atividades similares podem ser realizadas utilizando outras formas geométricas como por exemplo o circulo.
Confirmação: Um reflexo importante que o trabalho com disco permite é a de utilizar como inteiro peças diferentes subdivididas do disco.
Inquirição: É um material adequado para o trabalho com frações ao longo do Ensino Fundamental, e permite a utilização da relação da parte com o todo e comparação das partes.
Essas atividades se desenvolvem com a utilização do material Disco de Fração onde será mostrado as operações de divisão, subtração e multiplicação e noções de Geometria.