A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
aol 5 tipo 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

• 
Sobre o pensamento de Descartes em relação ao indivíduo e o mundo, verifique as alternativas a 
seguir e assinale a INCORRETA. 
( ) Para Descartes (2016), o pensamento é a condição de nossa existência. Essa afirmação decorre 
da tentativa do autor em responder uma das questões essenciais que perpassam a existência 
humana: como é possível ter certeza indubitável acerca de algo? 
( ) Descartes (2016) percebe que todas as verdades instituídas são passíveis de dúvida, sendo, 
portanto, insuficientes em sua indubitabilidade. Entretanto, o autor nos alerta de um detalhe 
essencial relativo ao processo de desenvolvimento de sua investigação. 
( ) A dúvida é oriunda da capacidade de pensar e, se somos capazes de pensar, refletir, questionar e 
inclusive pôr em xeque nossa própria existência, isso significa afirmar que existe algo que pensa. 
Após esse longo processo, o autor conclui: se duvido, logo penso; se penso, logo existo. 
Resposta Selecionada: b. 
V, V e V. 
Respostas: a. 
F, V e F. 
 b. 
V, V e V. 
 c. 
F, F e V. 
 d. 
V, F e V. 
 e. 
F, F e F. 
 
• Pergunta 2 
1 em 1 pontos 
 
Segundo Aristóteles (2012), o ser humano possui duas características singulares que o 
distingue dos demais animais. Sobre a racionalidade e o social, verifique as alternativas a 
seguir e assinale a INCORRETA. 
 
Resposta 
Selecionada: 
e. 
As relações de proximidade com os demais seres vivos não é uma 
característica natural, pois é somente pelo contato com o outro que 
passamos a desaprender e a não desenvolver o conhecimento que nos 
permite interagir com o mundo e, por consequência, transformá-lo. 
Respostas: a. 
A segunda característica entende que todo ser humano é uma tábula 
rasa, o que significa dizer que as experiências vivenciadas pelo 
indivíduo, desde seu nascimento até o término de sua existência, são 
aquelas que irão determinar o modo como a pessoa irá se relacionar 
com o mundo a sua volta. 
 
b. 
O fato de construirmos laços de relações com os demais seres vivos nos 
permite aprender com a experiência alheia, propiciando um ambiente de 
aprendizado constante, independente da vivência concreta dessa mesma 
experiência. 
 c. 
 
A primeira se refere ao fato de sermos capazes de interpretar, refletir e 
questionar toda e qualquer informação. Essa qualidade natural, segundo 
o autor, nos destaca enquanto animais racionais, sendo a nossa 
capacidade intelectiva aquela que nos permite não aceitar toda 
informação como verdade absoluta. 
 
d. 
A segunda característica se encontra diretamente relacionada com o 
desenvolvimento do potencial intelectivo humano. Para o autor, o ser 
humano é também um animal político, isto é, uma criatura que depende 
das relações com o próximo para vir a prosperar. 
 
e. 
As relações de proximidade com os demais seres vivos não é uma 
característica natural, pois é somente pelo contato com o outro que 
passamos a desaprender e a não desenvolver o conhecimento que nos 
permite interagir com o mundo e, por consequência, transformá-lo. 
 
• Pergunta 3 
1 em 1 pontos 
 
As políticas públicas são compostas por programas, ações e práticas que visam a 
assegurar direitos básicos para todos os cidadãos. Sobre as políticas públicas e 
transversalidade, julgue os itens a seguir e assinale para a VERDADEIRA e F para a FALSA. 
( ) As políticas públicas atingem setores da cultura e da economia, assim como buscam 
preservar e angariar um estado de direitos mínimos necessários para preservar o bem-
estar social. 
( ) Voltadas ao sustento de uma qualidade de vida mínima para todo cidadão, as políticas 
públicas não devem ter fomento público ou privado e não estão embasadas no 
entendimento de que todo ser humano necessita de uma estrutura básica apenas que ele 
deve ter salário que atenda a suas necessidades emergenciais. 
( ) A partir da Declaração Universal dos Direitos Humanos, muitos encontros entre países 
geraram uma carta de direitos pactuada mutuamente entre chefes de Estado que, por sua 
vez, evoluíram o compromisso entre nações para legislações nacionais como a Convenção 
sobre os Direitos da Criança (1990) e a Convenção sobre a Eliminação de todas as Formas 
de Discriminação contra as Mulheres (1981). 
 
Resposta Selecionada: e. 
V, F e V. 
Respostas: a. 
V, V e V. 
 b. 
F, F e V. 
 c. 
F, F e F. 
 d. 
F, V e F. 
 e. 
V, F e V. 
 
 
• Pergunta 4 
1 em 1 pontos 
 
Sobre a importância da democracia, verifique as alternativas a seguir e assinale a 
INCORRETA. 
Resposta 
Selecionada: 
b. 
A democracia atual independe da atuação popular para que os legítimos 
representantes da população nunca venham a desenvolver projetos e 
leis que amparem as reivindicações dos muitos cidadãos. 
Respostas: a. 
Nos dias atuais, a democracia possui algumas peculiaridades que a difere 
em muito de sua origem grega. Em um aspecto positivo, a democracia 
atual abrange uma grande parcela da população, respeitando a 
diversidade de gênero, etnia, sexualidade e credo, considerando a 
participação de todos como algo relevante para o desenvolvimento da 
sociedade. 
 
b. 
A democracia atual independe da atuação popular para que os legítimos 
representantes da população nunca venham a desenvolver projetos e 
leis que amparem as reivindicações dos muitos cidadãos. 
 
c. 
Em um sentido genérico, a democracia é um modelo político que possui a 
raiz de sua prática no povo, sendo esse quem orienta as decisões 
políticas de maneira direta ou indireta. 
 
d. 
Ainda que na Grécia Antiga a prática da democracia não incluísse a 
totalidade dos cidadãos que compunham a sociedade de Atenas – sendo 
excluída a participação das mulheres, idosos e escravos, por exemplo –, o 
modelo democrático grego ficou reconhecido como aquele em que o 
povo teria o poder de determinar a orientação política que viria a reger o 
Estado. 
 
e. 
O termo democracia tem origem em Atenas, por volta do século V a.C., e é 
formado pelas palavras demos, que significa povo, e kratos, que significa 
poder. 
 
 
• Pergunta 5 
1 em 1 pontos 
 
Após o término da Segunda Guerra Mundial (1945), os países se uniram com a meta de 
restabelecer a paz entre os povos. Partindo-se do entendimento que você tem em relação 
as circunstâncias do surgimento da Declaração Universal dos Direitos Humanos, verifique 
as alternativas a seguir e assinale a INCORRETA. 
 
Resposta 
Selecionada: 
b. 
O centro da Declaração Universal dos Direitos Humanos é a o pluralismo 
político partidário, que deve estar acima de qualquer interesse de ordem 
de governo ou econômico. 
Respostas: a. 
A Organização das Nações Unidas (ONU) passou a existir oficialmente no 
ano de 1945 com a ratificação da carta feita pelas nações vencedoras da 
guerra (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e a União Soviética). 
 
b. 
O centro da Declaração Universal dos Direitos Humanos é a o pluralismo 
político partidário, que deve estar acima de qualquer interesse de ordem 
de governo ou econômico. 
 
 
c. 
O contexto histórico e político em que é assinada a Declaração Universal 
dos Direitos Humanos é o período da Guerra Fria. Nessa época, o mundo 
estava dividido e sendo disputado por duas potências (Estados Unidos, 
que liderava o bloco dos países capitalistas, e União Soviética, que 
liderava os países socialistas). 
 
d. 
Com o objetivo de restabelecer a paz e evitar uma nova guerra mundial, 
a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi assinada em 10 de 
dezembro de 1948 por China, Estados Unidos, França, Reino Unido e a 
União Soviética. 
 
e. 
Os direitos humanos são “[...] os princípios ou valores que permitem que 
uma pessoa possa afirmar sua condição humana e participar plenamente 
da vida [...]”. 
 
• Pergunta 6