A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Exercícios Aula 05 - História e Politica do Ensino Superior - By SM

Pré-visualização | Página 1 de 1

https://www.passeidireto.com/perfil/824999/ 
História e política do Ensino Superior 
Aula 5 | Ensinos público e privado 
 
 
1 
Com base neste estudo, é INCORRETO afirmar que o setor privado de ensino: 
É papel do Estado. 
Elimina a função produtiva e distributiva do Estado. 
Inclui movimentos de diminuição do investimento e gasto estatal. 
Tem suas atividades reguladoras e de gestão limitadas pelo Estado. 
Considera os diferentes mecanismos que levam à diminuição do Estado. 
 
2 
Como vimos ao longo desta aula, em 1960, 29.000 estudantes não 
conseguiram vagas para estudar em instituições de ensino que os haviam 
aprovado. Em 1969, esse número aumentou, e 162.000 alunos continuaram 
com o mesmo problema. Essa estatística se traduziu em tensão entre sociedade 
e Estado. 
 
Diante dessa situação, o governo se mobilizou para dar conta da demanda de 
alunos não atendida pela Educação Superior pública. Finalmente, através da 
elaboração do documento proposto pela “Equipe de Assessoria do Ensino 
Superior”, em 1969, o ensino privado foi considerado necessário à expansão do 
Ensino Superior brasileiro. 
 
O governo estimulava essa ampliação por meio: 
Da Constituição de 1988. 
De políticas educacionais. 
De recursos e incentivos financeiros. 
Do Conselho Nacional de Educação (CNE). 
Da parceria que mantinha com os Estados Unidos. 
 
3 
A questão que justificou, em larga medida, o crescimento do Ensino Superior 
privado no Brasil foi: 
A incompetência da educação pública. 
A ampliação de vagas no Ensino Médio. 
O demasiado investimento em pesquisa. 
A impossibilidade de aumento do número de vagas no setor público. 
N.R.A. 
 
 
 
https://www.passeidireto.com/perfil/824999/ 
4 
Martins (2009) afirma que a ABMES se constituiu como uma instituição 
poderosa, porque: 
 
I. Construiu uma identidade institucional para o Ensino Superior privado. 
II. Selecionou professores e catedráticos efetivos para o Ensino Superior 
privado. 
III. Defendia os interesses do Ensino Superior privado junto ao poder público. 
IV. Protegia os interesses do Ensino Superior privado frente à sociedade civil e 
aos professores. 
V. Dialogava bem com o Presidente da República. 
 
Entre os itens anteriores, está(ão) CORRETO(S): 
I e II 
I, II e III 
Apenas III 
I, III e IV 
Apenas V 
 
5 
Como órgão público criado pela Lei de Diretrizes e Bases de 1961, o CFE 
fortaleceu o Ensino Superior privado no Brasil. Entre sua(s) função(ões), 
está(ão): 
 
I. Deliberar sobre a abertura e o funcionamento do Ensino Superior. 
II. Legislar sobre o funcionamento do Ensino Superior. 
III. Incentivar políticas educacionais voltadas para o Ensino Superior privado. 
IV. Servir de articulador entre o governo e o Ensino Superior privado. 
V. Figurar como mediador entre o Ensino Superior privado e público. 
 
Entre os itens anteriores, está(ão) CORRETO(S): 
Apenas I 
I e II 
II e III 
I e V 
N.R.A.